o que é arquétipo do amor

O que é Arquétipo do Amor?

Posted on Posted in Formação em Psicanálise, Psicanálise

Ainda que não consigamos traduzir em palavras exatas, todos nós temos uma imagem idealizada sobre determinada coisa. Esse tipo de representação costuma levantar uma simbologia do que tal imagem pode significar para nós. Hoje explicaremos mais sobre o arquétipo do amor e como ele nos influencia em nossas vidas.

 

O que é o arquétipo do amor?

O arquétipo do amor representa a ideia primordial, o modelo básico, do que é o amor. São as nossas primeiras impressões quando pensamos sobre ele, algo que surge na cabeça imediatamente. Neste exato momento, pense sobre a ideia do que é o amor e encontrará o arquétipo sobre ele.

Os arquétipos podem ser classificados como símbolos, visuais ou não, sobre a forma de determinada coisa. Por conta disso que não existe uma imagem absoluta para algo, já que muitos enxergam um arquétipo de maneiras diferentes. Em relação ao amor, inclusive, há diversos arquétipos que ajudam a representá-lo.

O arquétipo em relação ao amor carrega informação e energia que nos ajuda a comunicar com ele. Nisso, o símbolo pode influenciar nos resultados que desejamos quando conversamos com ele. O amor está no ar, literalmente.

 

O peso da carência

No momento em que iniciamos a busca por alguém que nos faça felizes, mais a felicidade será limitada. Precisamos ter em mente que o amor não é uma válvula de escape que nos salvará de nossos problemas. Seguindo isso, não devemos procurá-lo conscientemente na intenção de tentar preencher algo.

Sim, todos nós possuímos carência, é algo normal e não estamos aqui para julgar. Contudo, muitos acabam ficando em falta com a sua própria fonte de existência e perdem contato consigo. Nisso, não se mostram tão capazes de desenvolver um relacionamento mais estável e substancial porque procuram no outro complemento a si mesmo.

Antes que acionarmos o arquétipo do amor para encontrarmos alguém, é preciso estar bem consigo. Praticar a própria individualidade é um ato importante para crescermos e sabermos lidar com nossas pendências internas. Quando nos tornamos autossuficientes internamente, ficamos prontos a compartilhar cumplicidade e ter comunhão.

 

Antes de projetar algo em alguém, projete a si mesmo

Tenha em mente que a felicidade que deseja não irá surgir e perdurar por meio de um encontro com um parceiro. O relacionamento que deseja ter aparecerá quando aprender a encontrar e conversar com a alegria da sua alma. Assim que amadurecemos o nosso espírito, permitimos que uma relação interpessoal saudável e próspera possa surgir.

Acredite: quando idealizamos a figura de alguém desejamos inconsciente se tornar esse ser dotado de qualidades. Porém, devemos projetar e colocar em prática tudo aquilo que desejamos ao outro em nós mesmos e abraçar cada aspecto. Quando confiamos nessa construção de beleza permitimos que a vida nos encaminhe alguém que corresponda a isso.

Pessoas que estão confortáveis e acordadas com a sua individualidade são mais atraentes sentimentalmente falando. Ainda que a mente se amedronte com a dignidade do amor, a alma é capaz de encontrá-lo e aceitá-lo abertamente. O arquétipo do amor conversará melhor com você quando cada parte do seu ser ficar alinhada a crescer.

 

Como usar um arquétipo?

Na prática, não podemos utilizar o arquétipo do amor porque seria como tentar controlar uma entidade. O que podemos fazer é interagir com ele, de modo a realizar trocas equivalentes. Assim como nós, o arquétipo é uma consciência, não podemos nos usar, mas somos capazes de encontrar informações.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.


A vivencia que compartilhamos com ele, bem como a equivalência trocada, faz com que nós dois cresçamos. Porém, precisamos ter consciência de quais são as suas características para que consigamos interagir corretamente com ele. Nisso, reflita se está com disposição para vivenciar essas características e lidar com a energia que será entregue.

Leia Também:  O que são Arquétipos? Significado para Jung e a Psicanálise

Quando encontrar o arquétipo ideal, vivê-lo e senti-lo ativar, tente elevar a sua vibração e se alinhar com ele. Isso é possível quando nutrimos pensamentos e sentimentos positivos melhores do que agora. Com consciência, ame e ajude a si mesmo e aos demais.

 

Efeitos do Arquétipo do Amor

É curioso notar a maneira como o arquétipo do amor acaba por influenciar em nossa postura no cotidiano. Graças a ele que nossa perspectiva em relação ao outro e aos sentimentos se reformula com profundidade e certeza. Passamos a experimentar melhor:

Persuasão

Não se trata de manipular alguém, mas conduzir saudavelmente suas impressões em caminhos específicos. Nisso, fica mais fácil abrir rotas para que o amor possa chegar em nossa direção e nos dedicarmos a ele. Sem contar que tanto física, quanto mental e emocionalmente estaremos mais atraente ao pretendente.

Perspectiva

Esse arquétipo acaba por lapidar a visão que temos e expandi-la sobre nossas vidas. Desse modo, somos levados a refletir sobre as ações que são realmente necessárias para termos alguém agora. Entra a parte ética sobre o que podemos ou não executar quando queremos adicionar alguém em nossa trajetória.

Desbloqueios

As barreiras que até então nos impediam de prosseguir são desconstruídas conforme ficamos mais antenados sobre nós mesmos. Note que algo sempre acabava por frustrar qualquer desenvolvimento emocional seu quando necessário. Assim, quando conversamos e interagimos adequadamente com o arquétipo, temos a chance de dissolver essas pendências.

 

“E o importante é ser você…

Querendo ou não, a aparência de uma pessoa acaba importante muito atualmente, mais do que deveria. Boa parte das pessoas se concentra em parecer quem não são ou imaginar que podem ser mas atraentes assim. Indo além disso, existe a preocupação em parecer algo do que realmente ser aquilo.

Graças à vontade de causar impacto nas pessoas, acabamos incorporando uma persona que não existe a fim de atraí-la. Em vez de trabalhar com a nossa verdadeira essência, embarcamos em um caminho do início da mentira. A longo prazo, acredita que esse tipo de ação realmente pode funcionar?

Tenha em mente que quando trabalhamos com o arquétipo do amor precisa existir entrega e sinceridade com ele. No caso, não podemos mentir ou tentar fingir ser alguém ao utilizar dessa força para ganhar algo. Fazendo uma analogia simplista, seria como tentar acender gelo para obter luz de uma grande fogueira: não dá certo.

 

Arquétipos do amor

Como dito no início do texto, o arquétipo do amor não se concentra em uma única figura, mas, sim, em várias. Embora façam parte da mesma intenção, cada uma possui um propósito específico na conquista do amor. Isso fica visto em alguns dos exemplos abaixo, como:

Beija-flor

O beija-flor é um dos arquétipos mais poderosos emanando o amor verdadeiro e divino, felicidade, alegria, cura e expansão. Ele acaba por aumentar a força do seu amor próprio, de modo que a sua autoestima se eleve. Após isso, tal poder passa a ser partilhado com os outros.

Rosa vermelha

A rosa vermelha acaba se ligando com a deusa Afrodite, exalando a paixão, o amor e a sedução. Da mesma maneira que o beija-flor, ele melhora o seu amor próprio, crescendo sua estima e posterior confiança à divisão. Sem contar que, em um relacionamento, estimula a cumplicidade e respeito.

Flamingo

O flamingo é um arquétipo perfeito ao amor porque as aves costumam ficar juntas pelo restante de suas vidas. Ademais, quando dois flamingos ficam juntos, notamos o formato de coração neles, reforçando sua energia ao amor. Não apenas em suas intenções, mas os flamingos acabam levando no corpo a forma física do amor.

Leia Também:  Adolf Hitler na Visão de Freud

 

Considerações finais sobre o arquétipo de amor

O arquétipo do amor é um dos pilares com os quais nos agarramos para contatar e elevar a nossa força sentimental. Todos nós merecemos ter alguém do lado para dividir o que temos de melhor. Contudo, antes de procurar alguém, encontre a si mesmo, seu equilíbrio e individualidade para compartilhar depois com outra pessoa.

Entenda melhor como se comunicar com essa força para que juntos possam evoluir como precisam e podem ser. Lembre-se que, indiretamente, poderá ajudar outros que partilham da mesma busca. Afinal, um arquétipo é um objeto universal e que liga a todos os seres humanos, incluindo seu futuro amor.

Para entender melhor como se comunicar com isso, se inscreva em nosso curso online de Psicanálise Clínica. As aulas visam a ampliação de sua composição interna, preparando uma postura nova com base em autoconhecimento renovado. Com isso poderá se valer melhor do arquétipo do amor e empregar com mais eficácia o poder do seu potencial completo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + 11 =