O que é dinâmica familiar para a Psicanálise?

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Já não é mais tão simples definir o conceito de família. No passado, era possível afirmar que um núcleo familiar era composto por um pai, uma mãe e seus filhos. No entanto, atualmente, boa parte dos lares não correspondem a esse modelo patriarcal. Ainda assim, mesmo que a estrutura das famílias mudem, o estudo da dinâmica familiar ainda é muito importante para entendermos o comportamento humano.

Diferentes concepções de família

É importante lembrar que desde os primórdios da humanidade, as pessoas se agruparam em famílias. A dinâmica familiar na pré-história é bem conhecida: os homens eram responsáveis pela proteção do território de seu grupo, pela caça e pela pesca. As mulheres, por sua vez, tinham a função de colher frutas e raízes, além de cuidarem das crianças.

Contudo, com o tempo, as sociedades foram crescendo. Consequentemente, o modo como as famílias se organizaram foi se alterando com o tempo. Quem não se lembra dos casamentos arranjados? Sabemos que muitos casais foram criados por meio da formação de alianças entre famílias.

No entanto, hoje essa forma de contrato é repudiada pela sociedade ocidental, já que entende-se atualmente que as pessoas devem se casar baseadas no amor que sentem umas pelas outras.

Além disso, como já foi mencionado, a estrutura das famílias se flexibilizou. Hoje é possível falar de lares de pessoas divorciadas, criadas pelos avós, casadas com pessoas do mesmo sexo e até mesmo unidas com mais de uma pessoa.

A dinâmica das famílias também sofreu alterações. Se antigamente uma mulher tinha a função de ficar em casa cuidando dos filhos, atualmente, ela já tem espaço para estudar e conquistar o seu espaço no mercado de trabalho. Muitos homens, por outro lado, assumiram a função de cuidar dos filhos e do lar.

A dinâmica familiar e a psicanálise

A família é um tema muito caro para a psicanálise. Isso porque é possível compreender o comportamento de um indivíduo observando como se desenvolvem as interações entre as pessoas em sua casa.

Segundo as ideias de Winnicott, a família é a responsável por propiciar um ambiente adequado para o bom desenvolvimento de uma pessoa. De fato, percebe-se que indivíduos que não foram amparados pelos seus pais nas suas necessidades tendem a apresentar um comportamento mais problemático do que aqueles que tiveram um bom convívio familiar.

Por essa razão, muitos psicanalistas buscam instruir os pais de uma criança a conversarem com ela e estabelecerem limites em casa. Isso porque sabe-se que essas atitudes irão influenciar positivamente a forma como as crianças irão se desenvolver.

Em contextos de doença, também é fundamental envolver a família do doente no tratamento de sua enfermidade. Isso porque sabe-se que a dinâmica da família é alterada quando um integrante dela adoece. Por essa razão indica-se as terapias em grupo para esse tipo de público, já que elas que são importantes instrumentos de apoio para a família.

Pode-se também apontar outros fatores que influenciam diretamente a dinâmica familiar. Destacaremos aqui o desemprego, a saída dos filhos de casa e o luto.

Desemprego

O desemprego é uma situação que afeta não só o país de forma geral, mas também as famílias. Assim, a falta de uma fonte de renda é motivo de estresse em muitos lares. Além disso, pode ser a causa da depressão de vários chefes de famílias. Esse também é o motivo da separação de muitos casais.

A fim de evitar esses problemas ocasionados pela crise financeira, psicanalistas afirmam que é importante que o desempregado reserve um tempo para sentir a perda do emprego.

No entanto, depois disso, ele deve reagir, planejando as suas finanças e investindo em seus estudos. Também é importante que a família de uma pessoa desempregada não a culpe pela sua condição. Pode-se lidar melhor com a situação por meio do acolhimento e do diálogo.

Saída dos filhos de casa

Quem nunca ouviu falar da “síndrome do ninho vazio”? Esse é um momento de crise que praticamente todas as famílias passam. Ele pode inclusive causar doenças nos pais solitários. É comum que eles se sintam tristes e abandonados. O sentimento de inutilidade é outro sintoma dessa síndrome.

De acordo com os psicanalistas, é importante que os pais busquem se adaptar a esse novo momento da vida, buscando ressignificá-lo. Primeiramente, eles devem ter em mente que ainda é possível conviver com os seus filhos. No entanto, mais importante que isso é eles perceberem que podem usar essa fase da vida para viverem novas experiências. Assim, podem dar atenção a sonhos que foram postergados.

Leia Também:  Sonhar com Jacaré: 11 significados

Luto

Perder um ente querido não é uma experiência fácil e pode desestabilizar qualquer pessoa. Não raro, o período de luto é acompanhado pelo aparecimento de doenças nos familiares do falecido. Ainda assim, é possível superar esse momento de crise. Lidar com a perda de alguém pode ser menos caótico quando os integrantes da família se comunicam entre si. Além disso, não devem deixar de expressar os seus sentimentos.

Considerações finais

Como você pôde ver, o conceito de família mudou com o passar dos anos. A dinâmica familiar também pode se alterar com o tempo, inclusive em momentos de crise. Nós mostramos que situações como doença, desemprego, o afastamento dos filhos e o luto podem ser motivos de reorganização nos lares.

É importante que as pessoas busquem superar essas situações por meio do diálogo entre os familiares. As terapias em grupo também são ótimos meios para que os membros da família possam entender melhor como lidar com os momentos de dificuldade.

Se, depois da leitura desse artigo, você se interessou em estudar mais a dinâmica familiar por meio da psicanálise, te convidamos a realizar o nosso curso de Psicanálise Clínica online. Depois que você realizar todos os nossos 12 módulos, você terá conhecimento não só desse conceito. Dominará outros temas importantes para essa área.

É necessário destacar que o curso é 100% online. Dessa forma, você terá a oportunidade de assistir às aulas no momento mais adequado É também importante mencionar que, a partir do momento que você obter o certificado do curso, você estará autorizado a clinicar informalmente. Isso se esse for o seu desejo.

Não é necessário que você tenha formação em áreas como medicina ou psicologia para você obter a sua formação. Assim, não perca essa oportunidade de adquirir mais conhecimento! Para saber mais sobre o curso, acesse o nosso site e confira os conteúdos! 

Ademais, se você gostou de saber mas sobre o conceito de dinâmica familiar, não deixe de compartilhar esse artigo com outras pessoas! Fique também atento aos outros artigos deste blog!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *