síndrome de abstinência

Síndrome de abstinência de álcool e drogas

Posted on Posted in Uncategorized

A síndrome de abstinência de álcool é um conjunto de sintomas que as pessoas podem apresentar quando param de beber. Frequentemente, ela acontece em pessoas que tiveram problemas de abuso de álcool por semanas, meses ou anos.

Dessa forma, pessoas que bebem pouco raramente sofrem de abstinência. Por outro lado, pessoas que foram abstinentes no passado têm uma maior probabilidade de apresentar sintomas cada vez que param de beber.

O que é síndrome de abstinência

Existem diferentes tipos de síndrome de abstinência, sendo o mais comum o agudo, que causa um controle no corpo tanto física quanto psicologicamente. Vale dizer que ele ocorre quase imediatamente no momento em que a substância não é mais ingerida.

Síndrome de abstinência psicológica

Ela ocorre quando o viciado está em situações em que costuma consumir a substância. Isso acontece porque com o tempo alguns costumes estão associados ao consumo desse elemento.

Dessa forma, o ambiente causa um estímulo na pessoa se ele estiver numa situação em que bebia muito ou consumia drogas. Esse é o caso de pessoas que costumam ingerir a substância no café da manhã ou no intervalo do trabalho.

Síndrome de retirada tardia

Essa variável geralmente está relacionada a mudanças no sistema nervoso que causam alterações na saúde mental e física do afetado.

Sua característica mais importante é a interrupção constante da vida normal das pessoas. Por isso, muitas vezes ela faz com que os afetados continuem em seu vício.

Sintomas da síndrome de abstinência

Eles podem ser leves ou graves e podem incluir:

  • tremores;
  • suadeira;
  • dores de cabeça;
  • náusea e vômito;
  • ansiedade;
  • irritabilidade;
  • depressão;
  • fadiga;
  • problemas para dormir;
  • pesadelos;
  • apetite diminuído;
  • mudança na frequência cardíaca (muito rápida ou muito lenta).

Os sintomas podem variar dependendo da substância e da quantidade que geralmente era consumida regularmente. Além disso, é comum ter sintomas opostos aos produzidos pela substância psicoativa.

Em vista disso, se você julga ter sintomas de abstinência de álcool, converse com o seu médico. Não importa se seus sintomas são leves ou graves.

Isso porque esse profissional tratará e monitorará seus sintomas para garantir que eles não causem outros problemas de saúde. Saiba que, se você se absteve mais de uma vez e não recebeu tratamento, seus sintomas podem piorar cada vez mais.

Sintomas específicos

  • Álcool: tremores, insônia, sudorese e náusea. A ausência da substância pode causar convulsões ou tremores nos casos mais graves.
  • Barbitúricos: ansiedade, insônia, tremores, delírio e convulsões.
  • Heroína: lacrimejamento, coriza, irritabilidade, tremores, bocejos, piloereção, pupilas midriáticas, insônia, vômitos, diarreia, cãibras musculares e perda de apetite.
  • Cocaína: depressão, irritabilidade, insônia, alterações no apetite, náusea, letargia, anergia, desaceleração psicomotora, distúrbios do ritmo do sono, hipersonia e apatia.
  • Canábis: Insônia, hiperatividade e diminuição do apetite.
  • Anfetaminas: fadiga, distúrbios do sono, distúrbios do apetite, irritabilidade e humor deprimido.
  • Inalantes: insônia, aumento do apetite, depressão, irritabilidade e dores de cabeça.
  • Tabaco: ansiedade, irritabilidade e distúrbios do sono.

Como a dependência de álcool e os sintomas de abstinência são tratados?

O tratamento consiste em ajudar o dependente a aprender a como controlar seu problema de álcool. Além disso, os médicos também trabalharão com sua família, amigos, colegas de classe ou colegas de trabalho no sentido de ajudá-lo a enfrentar essa questão. Assim, eles também conseguirão lidar com o problema da dependência do álcool.

Leia Também:  Homossexualidade: conceito para a Psicanálise

Tratamentos para a síndrome da abstinência

Desintoxicação

O médico do dependente pode precisar colocá-lo em um programa de desintoxicação. Isso é feito para remover os resíduos da substância tóxica presentes em seu corpo.

Durante a desintoxicação, ele receberá medicamentos para ajudar a prevenir os sintomas de abstinência ao parar de usar o álcool ou as drogas. À medida que ele melhorar, seu médico poderá mudar lentamente a quantidade de medicamentos desintoxicantes que ele receber.

IV (intravenoso)

Um IV (intravenoso) é uma pequena cânula que é inserida em uma veia e é usada para dar remédios ou fluidos.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Anticonvulsivantes

Esses medicamentos são administrados para controlar as convulsões.

Medicamentos anti-náusea

Esses medicamentos podem ser administrados para acalmar o estômago. Além disso, eles ajudarão a controlar o vômito.

Medicamentos para a pressão arterial

Esses medicamentos podem ser administrados para diminuir a pressão arterial. O controle adequado dela protege o coração e os pulmões. Ademais, também cuida do cérebro, rins e outros órgãos.

Sedativos

Esses medicamentos podem ser administrados para fazer o dependente se sentir calmo e relaxado.

Simpatolíticos

Esses medicamentos são comumente usados para controlar a hipertensão. Além disso, ele ajudará a aliviar os sintomas da síndrome de abstinência do álcool. Eles também podem ser usados para ajudar a diminuir a agitação do dependente ou os seus movimentos incontroláveis. Os simpatolíticos podem ajudá-lo a se sentir mais calmo, mais concentrado e menos irritado.

Tipos de terapias que são usadas na síndrome de abstinência

Terapia cognitivo-comportamental

Junto com seu terapeuta, o dependente aprenderá como controlar as suas ações e melhorar o seu comportamento. Assim, ele será ensinado a se comportar, observando o resultado de suas ações. Ele também saberá como lidar com situações que o tornam dependente do álcool.

Terapia de elevação motivacional

A terapia de elevação motivacional é usada para motivar o dependente a parar de usar álcool. Também pode o ajudar a se livrar da síndrome de abstinência de drogas. Isso porque um terapeuta ou conselheiro irá motivá-lo e ajudá-lo a alcançar seus objetivos. Assim, ele poderá mudar seus comportamentos comportamentais.

Ao fazer essas alterações, essa pessoa será capaz de interromper sua dependência do álcool. Além disso, ela poderá ter um estilo de vida melhor.

Considerações finais

Como você pôde ver,  a síndrome de abstinência apresenta vários sintomas diferentes dependendo da substância a qual o paciente é viciado. Por isso, ela pode atrapalhar drasticamente a qualidade de vida desse indivíduo.

De um modo geral, uma pessoa que sofre de abstinência terá um desejo irreprimível de consumir a substância. Assim, essa condição pode lhe causar irritabilidade, mudanças de caráter ou dificuldade de concentração.

Se você conhece alguém que sofre da síndrome de abstinência, a melhor forma de ajudar essa pessoa é incentivando-a a fazer o tratamento com ajuda de médicos especializados.

Gostou do artigo que produzimos especialmente para você sobre a síndrome de abstinência? Se você tem interesse em saber mais sobre o mundo da psicanálise e ajudar pessoas que sofrem de qualquer tipo de problema, convidamos você para fazer o nosso curso online de psicanálise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + 14 =