psicoterapia infantil

Terapia Infantil: tipos, onde encontrar e boas práticas

Posted on Posted in Terapias

A terapia infantil pode ser uma grande aliada, ajudando a criança a superar dificuldades e orientando os pais sobre como lidar melhor com certas situações. Portanto, compreender a saúde mental infantil e encontrar maneiras de restaurar o equilíbrio nas relações familiares é essencial.

A infância, embora seja uma das fases mais belas da vida, pode apresentar desafios emocionais que afetam o desenvolvimento natural das crianças.

Essa fase é muito importante para o desenvolvimento neurocognitivo, devido às janelas de oportunidade cerebrais que estão abertas e sensíveis. Por isso, é importante estar atento, buscar informações confiáveis e, se necessário, procurar ajuda profissional.

Neste artigo, vamos falar sobre o que é a terapia infantil, como funciona, as metodologias mais usadas e os benefícios desse tratamento. Boa leitura!

O que é a terapia infantil?

terapia infantil

A terapia infantil é um tipo de tratamento psicológico feito especialmente para crianças.

Os terapeutas que trabalham com crianças usam muitas brincadeiras e atividades lúdicas (como jogos, desenhos, fantasias) para observar o comportamento e entender melhor o que está acontecendo com a criança.

Muitas vezes, as crianças não conseguem explicar com palavras o que estão sentindo, se estão tristes, ansiosas ou com medo de algo.

Por isso, as brincadeiras ajudam o terapeuta a identificar esses sentimentos e angústias que a criança pode estar vivenciando.

Através das brincadeiras, o terapeuta interage com a criança e tenta encontrar maneiras de amenizar o sofrimento dela.

O objetivo principal é ajudar a criança a lidar com os conflitos e problemas que estão causando mal-estar, tristeza ou dificuldades comportamentais.

O terapeuta usa jogos e atividades lúdicas para entrar no mundo da criança, compreendendo suas necessidades e características individuais.

O foco está no sofrimento e desconforto que a criança está sentindo, para poder guiá-la a caminhos que a façam se sentir melhor.

A terapia infantil é importante não só para o bem-estar da criança, mas também para os pais ou responsáveis, que muitas vezes não conseguem lidar sozinhos com os problemas dos filhos.

Quais são os tipos de terapia infantil?

Existem várias abordagens e tipos de terapia infantil, cada uma tem suas próprias técnicas e objetivos específicos.

  • Terapia de jogo: É uma das mais comuns. O terapeuta usa brinquedos, jogos, desenhos e outras atividades lúdicas para se comunicar e interagir com a criança. Através das brincadeiras, ele consegue identificar sentimentos, comportamentos e conflitos que a criança possa estar vivenciando.
  • Terapia cognitivo-comportamental: Foca em ajudar a criança a reconhecer e mudar pensamentos e comportamentos negativos ou problemáticos. Usa técnicas como reestruturação de pensamentos, resolução de problemas e exposição gradual a situações difíceis.
  • Terapia familiar: Envolve a família inteira no processo terapêutico. O objetivo é melhorar os padrões de comunicação e relacionamento familiar que podem estar impactando a criança.
  • Terapia de arte: A criança se expressa por meio de diferentes formas artísticas, como pintura, desenho, escultura ou música. Essa expressão não-verbal ajuda o terapeuta a compreender seus sentimentos e emoções.
  • Terapia de contos: O terapeuta utiliza livros e histórias infantis para abordar temas e situações que a criança está vivenciando. Isso estimula a identificação, reflexão e aprendizado.
  • Terapia de brinquedo: Semelhante à terapia de jogo, mas com foco específico no uso de brinquedos como meio de expressão e comunicação com a criança.
  • Terapia de movimento e dança: Envolve atividades físicas e corporais, como dança e movimentos, para ajudar a criança a lidar com emoções, desenvolver autocontrole e habilidades sociais.

Normalmente, o terapeuta combina diferentes abordagens e técnicas para atender melhor às necessidades individuais de cada criança.

QUERO INFORMAÇÕES PARA ME INSCREVER NA FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Importância da terapia infantil

    Benefícios da terapia infantil

    As crianças aprendem e entendem o mundo aos poucos, conforme vão crescendo e ganhando novas experiências.

    Por isso, muitas vezes elas ainda não conseguem nomear ou explicar o que estão sentindo.

    Uma criança pode ficar triste, ansiosa ou com medo, mas não sabe diferenciar essas emoções.

    Quando vivencia situações difíceis ou novidades, algumas crianças podem se fechar ou começar a se comportar de forma estranha.

    É aí que os pais precisam prestar atenção e perceber que a criança pode precisar de ajuda profissional.

    A terapia infantil é importante porque usa técnicas especiais, como brincadeiras e atividades lúdicas, para ajudar a identificar e tratar os problemas que a criança está enfrentando, mas não consegue expressar com palavras.

    O acompanhamento dos pais também é muito relevante nesse processo.

    Através da terapia familiar, eles aprendem formas de apoiar melhor o filho e entender como ele é impactado pelo ambiente familiar.

    O envolvimento dos pais é essencial para reverter problemas e criar um lar mais harmonioso para a criança.

    Nos encontros terapêuticos, eles aprendem maneiras alternativas de lidar com os filhos e compreender como as crianças absorvem o que acontece em casa.

    A terapia infantil estabelece uma conexão genuína com a criança e orienta os pais sobre como enfrentar as dificuldades.

    É um processo que promove mudanças comportamentais positivas, melhora a saúde emocional da criança e fortalece os laços familiares.

    Por isso, essa terapia é tão importante – ela traz benefícios não só para a criança, mas para toda a família, ensinando caminhos saudáveis para lidar com os desafios do crescimento.

    Quando procurar?

    Muitos pais buscam ajuda psicoterapêutica para suas crianças por diversos motivos. Entre os mais comuns estão:

    • Dificuldade de relacionamento com outras crianças;
    • Conflitos familiares frequentes;
    • Queixas constantes dos professores;
    • Problemas de concentração;
    • Baixo desempenho escolar;
    • Traumas infantis;
    • Isolamento social;
    • Timidez excessiva;
    • Comportamento agressivo;
    • Hiperatividade;
    • Sintomas de depressão.

    Esses sintomas frequentemente estão ligados a eventos estressantes na vida da criança, como mudanças escolares, divórcio dos pais, perda de entes queridos ou dificuldades financeiras familiares. Tais situações aumentam o medo e a insegurança na criança, exacerbando os problemas emocionais.

    A psicoterapia infantil desempenha um papel crucial ao ajudar a criança a enfrentar essas adversidades de forma mais tranquila e menos dolorosa.

    O diagnóstico preciso e a abordagem inicial demandam habilidade do profissional, enquanto o tratamento requer paciência tanto do terapeuta quanto dos familiares.

    É importante destacar que a terapia infantil difere significativamente dos tratamentos convencionais, não se limitando a identificar sintomas e administrar medicamentos.

    O tempo necessário para o tratamento varia conforme a gravidade do problema, pois visa apoiar a criança na compreensão de seus sentimentos e ajudar os pais a melhorar suas habilidades parentais.

    Não há um prazo fixo para resolver questões emocionais, mas a terapia infantil está lá para oferecer suporte contínuo e promover o desenvolvimento saudável da criança.

    Considerações finais

    Explore mais sobre como a psicoterapia infantil pode ajudar seu filho a superar desafios emocionais.

    Inscreva-se no nosso Curso de Psicanálise 100% EAD e aprenda mais sobre o bem-estar emocional de crianças e adultos!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *