tratamentos para ansiedade noturna

Ansiedade Noturna: sintomas, definição e tratamentos

Posted on Posted in Comportamento

Após um dia de trabalho todos nós precisamos de um merecido descanso para a mente e o corpo se recuperarem. Contudo, algumas pessoas permanecem tão ligadas em suas preocupações rotineiras que acabam levando esses temores para a cama. Que tal entendermos melhor o fenômeno da ansiedade noturna, alguns sintomas e os tratamentos disponíveis? Vamos nessa!

O que é ansiedade noturna?

O transtorno de ansiedade noturna se trata de preocupações, medos e pensamentos negativos que uma pessoa tem antes de dormir. É normal nós termos incertezas quanto ao futuro e um cotidiano que pode comprometer gradualmente nossa percepção e saúde.

Contudo, os sentimentos negativos podem impedir a mente de se desligar à noite quando uma pessoa precisa dormir.

Pessoas estressadas e com preocupações constantes têm mais chances de desenvolver a ansiedade na hora de dormir. É o momento em que a mente se encontra livre o suficiente para projetar os seus temores de modo mais realista.

Além disso, a pessoa afetada pode apresentar insônia, apneia, síndrome das pernas inquietas e até terror noturno.

Segundo a OMS, cerca de 9,35% dos brasileiros atualmente sofrem com a crise de ansiedade antes de dormir. Por causa dessa estatística o país se tornou o líder mundial no quesito ansiedade com mais de 18 milhões de pessoas que sofrem dessa doença.

Causas

O transtorno de ansiedade noturna, ou TAN, pode ser ocasionado pelos seguintes fatores:

Estresse

O estresse é um fator determinante que influencia no aparecimento de vários problemas de saúde das pessoas, inclusive no sono.

A medida que o tempo passa a convivência constante com o estresse pode prejudicar as funções vitais de uma pessoa. Logo, o transtorno se manifesta quando os hormônios gerados produzem respostas tóxicas no corpo e mente do indivíduo.

Rotina de sono

Quando a pessoa não tem um ciclo de sono adequado, os hormônios dela acabam se tornando desregulados.

Assim, em outras palavras, pessoas com horários de sono sem padrões podem sofrer com as crises noturnas.

Logo, é preciso se desligar de aparelhos eletrônicos, bebidas energéticas e outros hábitos nocivos para o descanso adequado.

Preocupações

Já que uma pessoa não consegue se afastar de suas preocupações rotineiras o seu cérebro não consegue repousar. Muitos indivíduos inconscientemente treinam os seus cérebros para projetarem imagens ruins do seu futuro.

Por esse motivo desenvolvem ansiedade na hora de dormir antecipando acontecimentos sem qualquer fundamento.

Entendendo a ansiedade noturna

Por mais contraditório que pareça, embora a ansiedade noturna surja à noite, é a vivência diurna da pessoa que influencia no aparecimento dela.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    De acordo com especialistas, o córtex pré-frontal é responsável tanto pelo planejamento quanto pelo emocional e foca nas atividades racionais. Assim que as tarefas terminam, essa área do cérebro da pessoa acaba se voltando para as emoções.

    Por fim, os pensamentos da pessoa se ligam à parte emocional, abrindo espaço para a crise de ansiedade durante o sono.

    Logo os sintomas mais comuns surgem, fazendo o indivíduo ter inquietação, tremores, suor, taquicardia, falta de ar, etc. E também os sentimentos como angústia e medo tomam uma proporção maior do que deveriam.

    Leia Também:  Medo de Amar: 5 explicações da Psicologia

    Sintomas da ansiedade noturna

    Caso alguém esteja em dúvida em relação aos sintomas da ansiedade noturna, os mais comuns são:

    • cansaço;
    • pensamento acelerado imaginando situações de conflitos no futuro;
    • problemas para dormir;
    • inquietação;
    • respiração alterada;
    • falta de atenção durante o dia, já que alguns dos sintomas costumam se manifestar em qualquer período;
    • sono com interrupções.

    Qual a diferença entre ansiedade noturna e insônia?

    Ainda que a insônia e a ansiedade noturna sejam parecidas, é recomendável que você saiba distinguir esses problemas. Na insônia temos um distúrbio do sono em que uma pessoa não consegue dormir tranquilamente.

    Ou seja, ela pode passar muito tempo tentando dormir, mas sem conseguir ou até acordar várias vezes quando consegue adormecer.

    Em seguida, a insônia torna o indivíduo mal-humorado, com pouca concentração, dores de cabeça e falta de memória.

    Consequentemente, o trabalho acaba afetado, bem como o relacionamento com as pessoas mais próximas devido à instabilidade emocional. Assim, a insônia pode ser um dos sintomas da ansiedade durante a noite, impedindo que uma pessoa descanse adequadamente.

    Como saber se você tem ansiedade noturna?

    Primeiramente, cabe ressaltar que um diagnóstico formal com um médico é uma necessidade indispensável para detectar a ansiedade noturna. Todavia, você mesmo pode perceber alguns sinais de que possui a crise de ansiedade durante o sono, como:

    • pensamentos confusos que não permitem que o cérebro descanse;
    • uma antecipação de eventos ruins, mesmo que saiba como se sentirá enquanto pensa neles;
    • problemas para conseguir adormecer;
    • sensação de insegurança pelo futuro, principalmente antes de dormir;
    • sono interrompido com frequência.

    Por conta da ansiedade o cérebro não consegue descansar como deveria enquanto você tenta adormecer. Ou seja, em vez de dormir, a sua mente fica tão alerta quanto antes, porém, focada em seus medos e estresse.

    Logo, o próximo dia é marcado por alguém nervoso, tenso e com pequenas ações destrutivas ao longo do período.

    Como controlar ansiedade noturna?

    Em geral, o remédio para ansiedade noturna envolve a combinação de terapia, melhora dos hábitos e medicamentos, se necessário. A terapia vai permitir uma mudança significativa na postura do indivíduo, treinando-o para:

    • sempre ir dormir à noite quando o sono chegar, evitando adiar o descanso;
    • fazer refeições leves no jantar;
    • dormir regularmente, de modo que tenha horário definido para descansar;
    • desligar as luzes, pelo menos, com 1 hora de antecedência antes de dormir;
    • evitar dispositivos eletrônicos momentos antes de dormir;
    • exercícios podem ajudar a dormir melhor se forem feitos até 3 horas antes de dormir;
    • meditação e respiração profunda auxiliam os músculos e a mente a relaxar como o paciente necessita;
    • caso o sono não chegue, faça uma atividade leve até que você possa se sentir sonolento, por exemplo, ler um livro.

    Considerações finais sobre ansiedade noturna

    A ansiedade noturna se mostra um grande obstáculo para as pessoas que precisam de descanso ao dormir.

    Do mesmo modo, presas em seus medos diários, esses indivíduos se tornam mais vulneráveis a temerem por situações complicadas em seus futuros. Por isso, se tornam os seus maiores inimigos, por serem reféns de suas próprias inseguranças.

    Dessa forma, ter um acompanhamento médico é um passo importante para refazer a sua rotina e aprender a viver melhor.

    Sobretudo, se a mente foi treinada para se sufocar em angústias, também pode ser condicionada a pensar de um jeito mais construtivo. Basta que tenha ao seu alcance as ferramentas adequadas para garantir a vida que deseja.

    Leia Também:  Amor Inventado e Amor Romântico em Psicanálise

    Em vista disso você pode evitar a influência da ansiedade noturna caso se inscreva em nosso curso online de Psicanálise. Não só aprenderá a melhorar o seu autoconhecimento, como também desenvolverá o seu potencial interno para transformar você.

    Entre em contato conosco e descubra como a Psicanálise pode melhorar a sua vida e te deixar mais perto da realidade que você deseja.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    1 × dois =