livro linguagens do amor

Livro As 5 linguagens do amor (resenha)

Posted on Posted in Uncategorized

Nesse artigo nós vamos falar sobre o livro “As 5 linguagens do amor”. A obra é de autoria do
autor norte-americano Gary Chapman. Publicado em 1992, o livro tem conquistado diversos
leitores ao tratar sobre matrimônio. Portanto, fizemos um post sobre o livro, confira mais detalhes a seguir!

Sobre o autor Gary Chapman

Primeiramente, antes de falarmos propriamente sobre o livro, precisamos destacar o autor. Gary Chapman tem formação em Filosofia, Antropologia, Artes e Educação Religiosa. Pastor da Igreja Batista do Calvário, na Carolina do Norte — Estados Unidos, desde 1971 atua como conselheiro matrimonial e familiar.

Os mais de 30 anos de experiência, somado com as suas diferentes formações, trouxeram uma
grande bagagem para o autor. Com diversos livros publicados, “As 5 linguagens do amor” foi sua
primeira publicação. Além disso, foi bestseller do New York Times e vendeu milhares de exemplares por todo o mundo.

Apesar da posição de pastor, esse é um livro para todas as pessoas, independente da religião.
Uma vez que o autor não pretende doutrinar crenças, suas lições devem ser consideradas. Saiba
que os ensinamentos de Gary Chapman podem servir de orientação para a sua vida conjugal.

Por que ler As 5 linguagens do amor?

O amor e, por consequência, os relacionamentos amorosos são de interesse de muitas pessoas. Por isso, o assunto se torna ainda mais comum para os casados que enfrentam problemas no casamento.

Como manter o amor depois de tantos anos?

Sabemos que o relacionamento a dois não é fácil. Principalmente com as adversidades:
problemas financeiros, relacionamento com os filhos, carreira e manutenção da casa. Aliás, o lar pode se tornar um campo minado prestes a explodir a qualquer momento.

Entretanto, esse livro também pode servir de base para namorados e noivos. Na verdade esse
livro pode ser um guia para casais que pretendem dar um passo à frente na relação. Os solteiros,
que sonham com o matrimônio, também podem usar essa obra e adotar ações positivas desde já.

Desenvolvimento pessoal

“As 5 linguagens do amor” pode ser classificado como um livro de desenvolvimento pessoal. Isso porque ele visa o bem-estar dos relacionamentos matrimoniais. Além disso, ao pensar em
conselhos para o casamento, por consequência, está atrelado ao bem-estar pessoal.

Com uma linguagem leve e fluída, a narrativa tem relatos pessoais do autor. Dessa maneira, o
leitor pode se sentir mais próximo das situações expostas. Ainda, há memórias de casos em que o
autor atendeu ao longo da sua carreira. Porém, preserva a identidade dos casais.

Por que não existe apenas uma linguagem do amor?

Desde o título Gary Chapman desmistifica a ideia de uma linguagem do amor única. Nesse
sentido, podemos perceber que, talvez, os grandes conflitos ocorrem por esse equívoco. Contudo, muitos acreditam que há apenas uma forma de demonstrar amor e seguem assim.

Acreditar que há apenas uma forma universal de amor, desconsidera a complexidade dos seres
humanos. Entenda que cada pessoa é única e é moldada pelas suas experiências de vida.
Imagine que se cada um passa por diferentes vivências, seu modo de sentir amor e ser amado
varia também.

Leia Também:  Padrões Estéticos: da infância para a vida adulta

Além disso, é preciso pensar que a forma com que você enxerga o amor não é única. Com isso
queremos dizer que, o que pode ser importante para você, pode não ter a mesma importância
para seu parceiro ou parceira. Saiba que acreditar em apenas uma linguagem do amor é beirar ao
egoísmo e à falta de empatia.

Conheça as 5 linguagens do amor

Nesse sentido, vamos abordar as 5 linguagens do amor, segundo Gary Chapman. A seguir,
listamos as cinco linguagens, conheça e veja com qual delas você e seu parceiro mais se
identificam.

1. Palavras de afirmação

Para o autor, as palavras de afirmação estão atreladas à retribuição de gentileza. Como seres
humanos, nosso ego muitas vezes depende de palavras de elogio. Chapman não diz sobre
grandes gestos, mas de frases simples do cotidiano.

Elogiar a roupa que seu par está usando, um prato que ele/ela cozinhou etc. Saiba que as
palavras de afirmação podem ser encorajadoras e de bondade. Assim como podem ser palavras
de humildade no caso de erros.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    2. Qualidade de tempo

    De acordo com Chapman, a qualidade de tempo é estar junto. Mas saiba que esse estar junto é
    dedicar atenção, conversar e olhar nos olhos. São muitas as coisas e situações que causam
    nossa distração. Assim, dedicar atenção com qualidade é uma das formas de amar alguém.

    3. Receber presentes

    Quando fala em presentes, o autor quer dizer que os símbolos visuais são mais importantes para
    algumas pessoas como forma de amor. Segundo o autor, os presentes podem variar de tamanho
    e preço:

    “Para aquela pessoa cuja primeira linguagem do amor é receber presentes, o preço pouco contará, a menos que haja uma enorme discrepância entre o que se deu e o que se poderia  oferecer.”

    4. Formas de servir

    Você sabia que uma maneira de demonstrar amor é servindo? O autor explica melhor a seguir:

    “Formas de Servir”, ou seja, aquilo que você sabe que seu cônjuge gostaria que você
    fizesse. É procurar agraciar realizando coisas que ele(ela) aprecia, expressando amor através de diversas “Formas de Servir”.

    Podemos perceber que essa linguagem não se limita apenas às mulheres. O homem pode
    contribuir de maneira simples. A própria divisão das tarefas de casa é uma forma de amor, afinal
    não é função da mulher lidar com tudo sozinha. Saiba que é possível servir também cozinhando
    para sua esposa ou até mesmo fazendo aquele drink que ela gosta.

    5. Toque físico

    Quando o autor se refere ao toque físico, vai muito além das relações sexuais. Pois, o toque físico,
    como linguagem do amor, também diz respeito ao andar de mãos dadas, um afago no meio do dia.
    Perceba que o toque físico também serve para os momentos difíceis:

    “Se a primeira linguagem do amor de seu cônjuge for o “Toque Físico”, nada será mais importante do que abraçá-la(o) quando ela (ele) chorar”.

    Considerações finais

    Por fim, o propósito do autor em “As 5 linguagens do amor” é fazer com que os casais aprendam a
    identificar qual é a forma de amor dos seus parceiros. Desse modo, a comunicação se torna mais
    eficaz para ambos.

    Com dedicação, você pode aprender e compreender a linguagem mais adequada para
    demonstrar seu amor. Assim sendo, esse livro pode ser uma boa ferramenta para melhorar a
    qualidade de seu relacionamento com seu cônjuge.

    Leia Também:  Sinopse e interpretação do filme A Bailarina

    Sabia que você pode aprofundar seus conhecimentos sobre o tema presente no livro “As 5
    linguagens do amor”? Faça nosso curso online de Psicanálise para aprender sobre você
    mesmo. Entenda que a partir do autoconhecimento você pode transformar suas percepções e
    suas relações com os demais ao seu redor.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *