Dia do Abraço: Acolhimento através do toque

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise e Cultura

No dia 22 de maio nós comemoramos o dia do abraço, e quem não gosta de um? É tão bom poder sentir o aconchego dos braços de alguém que a gente gosta. Ou o abraço consolador naquele momento que estamos tristes. Ou matar a saudade de alguém que está longe.

Sempre que pensamos em um abraço nós associamos a troca de afeto. Você também pensa assim? Conta pra gente lá nos comentários. Estamos curiosos.

E neste artigo queremos falar sobre esse ato que tanto nos preenche, já que o dia do abraço está tão recente. Vamos ver o que o dicionário tem a nos dizer sobre o abraço e qual o conceito associado a esse gesto. Além disso, também vamos falar sobre o poder de cura e do acolhimento que o abraço tem.

Abraço segundo dicionário

Se procuramos no dicionário a palavra ‘Abraço’, ele nos dirá que é um substantivo masculino e define como:

  • No sentido figurado é a junção entre coisas ou pessoas;
  • Na arquitetura, é o enfeite feito por folhagens que se entrelaçam ao redor de uma coluna.
  • Em relação a botânica, é o apêndice vegetal que liga uma planta a outra;
  • Abraço também é a ação de envolver algo ou alguém com os braços;
  • Também é a demonstração de carinho, de amor, de afeto ou de amizade. Pode também ser uma frase após uma mensagem verbal ou escrita, “um abraço”.

Dentre os sinônimos estão: carinho, afeto, junção, amplexo.

Conceito

O dia do abraço é comemorado no dia 22 de maio, como já dissemos. Já nos Estados Unidos e Austrália eles comemoram no dia 21 de janeiro.

Quando procuramos sobre o que é abraço encontramos que ele significa carinho, amor, afeto e amizade. É através desse ato que estabelecemos uma ligação íntima com outra pessoa. Através deles nós transmitimos sentimentos e sentimos sentimentos vindo dos outros.

É preciso perceber que essa ação também está ligado a cultura. Ou seja, há culturas em que abraçar é normal, todos se abraçam, quando em outras culturas não é tão comum. Assim, não é para todo mundo que o dia do abraço é importante. Além de transmitir sentimentos, pode servir apenas para cumprimentar as pessoas.

Podemos também dizer que o ato trata-se de simplesmente o envolver de uma pessoa nos braços da outra. Um abraço pode ser coletivo. E nós também podemos abraçar animais e animais.

Dependendo da intensidade e forma como é dado o abraço pode ter conotação sexual e ser seguido de um beijo. Nesses casos, pode ser chamado de “amasso” ou “abraço quente”. Pode também ser algo mais impessoal. Nesse caso, ele é mais como um cumprimento.

A cura

Quando pensamos no dia do abraço, comemoramos o fato que  o abraço existe. Trata-se de algo tão sagrado que aproxima dois corações. Se olharmos em nossa volta, a nossa sociedade está cada vez mais conectada, porém é uma conexão virtual. Essa conexão é estabelecida a distância e é ausente de abraços, de intimidade.

No entanto, precisamos lembrar que a atitude pode ser um porto seguro para quem precisa, e vai muito além no que diz respeito a relacionamentos. É uma ação de acolher a dor do outro dentro de seus braços. Ele é acolhimento, compaixão, amizade, amor, desejo, gratidão, respeito, perdão. É difícil compreender que um simples gesto pode transmitir tantas coisas.

É por isso que dizemos que através dele podemos nos conectar e ajudar o outro ou ser ajudado.

Benefícios para lembrar no dia do abraço

Oferecem proteção

O abraço pode criar a sensação de segurança e alguns estudos científicos indicam que o abraço ajuda a reduzir nossas preocupações e medos. Além disso, sensações vindas do tato se mantêm vivas no nosso sistema nervoso durante nossas vidas.

Ajudam a nossa saúde

Há estudos que apontam que o abraço ajuda a reduzir os batimentos cardíacos e a pressão sanguínea. Ademais, também diminui o risco de doenças cardíacas. O abraço também é capaz de fortalecer o sistema imunológico. Também podem diminuir os níveis de cortisol, o hormônio do estresse.

Reduzem o estresse

Há ainda outros estudos que indicam que as pessoas que foram abraçadas na infância são menos estressadas quando adultas. Acontece que o abraço contribui para diminuir a ansiedade e ajuda a relaxar os músculos. Dessa forma, nosso corpo fica menos tenso e mais calmo.

Ajudam a compartilhar emoções

Um estudo feito na Faculdade de Artes e Ciências da University of Missouri, nos Estados Unidos, indica que através do abraço as pessoas que sofrem com alexitimia conseguem demonstrar seus sentimentos mais facilmente. Além disso o gesto libera hormônios que aliviam o estresse. Faz todo o sentido ter um dia do abraço para comemorar isso, não é?

Leia Também:  Educação dos filhos em 10 dicas de psicanalistas

Diminui a ansiedade 

Em 2010, Seltzer realizou um estudo com um grupo de sete meninas, todas com 12 anos. Ele pediu que elas resolvessem uma série de problemas matemáticos em frente a pessoas que elas não conheciam. Enquanto elas participavam do exercício, o ritmo de seus corações e os níveis de cortisol foram medidos. Um terço das meninas foi consolada abraçando suas respectivas mães.

Já o outro terço recebeu uma ligação das mães e o ultimo não interagiu e nem recebeu ligação. Tanto as meninas que abraçaram suas mães quando as quer receberam ligações tiveram mudanças positivas. Nelas o nível de oxitocina, conhecido como o hormônio do amor ou da felicidade, aumentou significativamente nas participantes e continuo fazendo efeito depois que o exercício foi finalizado.

Aliviam a dor

A psicóloga Karen Grewn também pesquisou sobre os efeitos do abraço. Em seus estudos ela comprovou que o carinho pode aliviar a dor. Para chegar nessa conclusão ela recrutou mulheres que sofrem com enxaqueca. Essas mulheres receberam abraços durante a pesquisa e relataram melhora significativa em suas dores de cabeça. Grewn concluiu, por fim, que os cérebros recebem primeiro os sinais de alívio em relação à sensação de dor.

Para finalizar

Às vezes abraçar é algo tão comum em nossas vidas que não conseguimos compreender o quão ele pode ser especial. Não conseguimos entender quanto pode ser acolhedor e importante para uma pessoa.

Podemos até fazer um paralelo com quando um fã encontra seu ídolo. Para o fã o ato pode ser único, mas, às vezes, para o ídolo é só mais um. Parece ser cruel, mas as pessoas sentem diferente. O fã conhece e ama aquela pessoa, porém, para o ídolo, o fã é um desconhecido. Mas mesmo assim, é possível ver casos onde o ídolo tenta fazer com que aquele momento seja o mais especial possível.

Mas porque a gente está falando disso aqui no final? Durante este artigo a gente tentou trazer para vocês informações do quando abraçar pode curar, transmitir amor, compaixão. E em alguns dias, pode ser algo simples, enquanto em outros não. A gente entende que tem dias que não estamos bem. Contudo, um abraço é o encontro de dois corações, então, porque não aproveitar disso da melhor maneira?


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.


A gente deseja que você dê muitos abraços e que em todos eles você se sinta acolhido e acolha o outro. Além disso, se você não aproveitou o dia do abraço ainda, faça isso! Afinal de contas, todo dia pode ser dia do abraço desde que você abrace quem você ama e se deixe ser abraçado também! Para mais conteúdos a respeito do comportamento humano, confira nosso curso de Psicanálise Clínica 100% online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + 14 =