entomofobia

Fobia de Inseto: Entomofobia, causas e tratamentos

Posted on Posted in Fobias

A fobia de inseto é mais frequente do que você imagina. Por isso, nesse post nós vamos falar
sobre as causas e tratamentos da entomofobia. Desse modo, você poderá conhecer um pouco
mais sobre esse assunto que aflige muitas pessoas. Confira!

Qual o nome da fobia de insetos?

A fobia de inseto também é conhecida como entomofobia ou insectofobia. Ambos os
termos se relacionam ao medo exagerado de coisas ou situações específicas. Esse medo muitas
vezes é considerado irracional, uma vez que interfere na qualidade de vida dos indivíduos.

O medo é algo inevitável enquanto seres humanos, entretanto, quando ele afeta a nossa
sobrevivência precisa ser examinado. Nesse sentido, é preciso buscar ajuda para lidar com as
fobias, inclusive o medo de insetos.

Por que temos medo de insetos?

Saiba que diversos fatores podem acarretar o medo de inseto. Um deles pode estar atrelado à
aparência desses pequenos animais. Assim sendo, o medo pode estar atrelado ao sentimento de
nojo e repugnância às baratas, aranhas e lagartas, por exemplo, considerados animais “feios”.

Outro aspecto que deve ser levado em conta é o susto que os insetos provocam. Quem nunca se
deparou com uma lagartixa que apareceu do nada? Ou até mesmo a barata que de repente
começa a voar? Não por acaso, os sustos podem causar medo e aversão a tais insetos. E por
consequência, medo extremo.

Para quem tem bichinhos de estimação em casa, como cães e gatos, também podem se sentir
muito incomodados com as pulgas. Esses pequenos insetos além de causar coceira e irritações
também transmitem doenças para os humanos também. Assim, há um risco para todos e motivo
de desconforto para quem sofre com a fobia de inseto.

Causas

Além da aparência e características dos insetos, outros fatores também impactam na
entomofobia. Por isso, nós vamos agora falar sobre as possíveis causas para o desenvolvimento
de tal comportamento negativo.

O ambiente em que a pessoa foi ou está exposta pode ser essencial para causar repugnância a isentos. Isso porque a presença de mofo, pólen ou outros resíduos podem provocar irritações na pele. Dessa maneira, o indivíduo pode acreditar que o contato com essas “sujeiras” está relacionada ao contato com insetos.

Além disso, situações traumáticas, também podem desencadear a insectofobia. Imagina
aqueles que foram picados por abelhas, vespas ou marimbondos? A dor da picada pode ser tão
intensa que causa sofrimento e medo da proximidade desses insetos.

Quando se desenvolve a fobia de inseto?

Como visto anteriormente, há algumas causas para a fobia de insetos. Entretanto, nós queremos
enfatizar que não há um momento específico para o surgimento desses comportamentos
negativos. Ou seja, não uma idade específica, podendo causar tanto crianças, quanto idosos.

É importante ressaltar também outro ponto. Às vezes, a entomofobia não surge por um motivo
específico relacionado diretamente à exposição ao inseto. Muitas vezes, há outras questões
psicológicas desconhecidas que acometem o indivíduo.

Assim, a fobia na verdade pode acontecer em decorrência de luto, divórcio ou outras questões de
transtornos mentais. Por isso, é importante se atentar ao comportamento da pessoa em diferentes
situações e momentos do seu cotidiano: depressão, ansiedade e ataques de pânico.

Sintomas

Saiba que ao ser exposto a insetos o indivíduo pode perder o controle de suas ações. Nesses casos, é comum perceber taquicardia, sudorese, tremedeira, ânsia de vômito e até desmaios. Entretanto, é possível observar também outros sintomas.

Leia Também:  Medo Extremo: 10 dicas controlar o medo

Uma vez que a pessoa se sente vulnerável no ambiente, é comum ela desenvolver um senso de limpeza excessiva. Esse tipo de comportamento funciona como uma tentativa de defesa, a fim de evitar o aparecimento de insetos.

Não é difícil perceber que além de evitar a situação de contato, o indivíduo pode buscar o
isolamento. Sua mente acredita que ela precisa ter controle da situação, assim, ele prefere ficar
em ambientes em que não corra riscos. Isso significa ficar isolado dentro de casa, sem contato
com o mundo externo.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Como tratar fobia de inseto?

    Como você pode ter percebido, outros fatores podem estar atrelados ao medo de insetos. Por
    isso, o mais recomendável é buscar uma análise com profissionais para atuar de forma multidisciplinar. Assim, o foco é buscar qualidade de vida e independência do paciente.

    Nesse sentido, o ideal é buscar tratamento não só para os sintomas físicos, mas essencialmente
    com os sintomas psicológicos. Por isso, um psicólogo ou psicanalista poderá identificar as
    vulnerabilidades do paciente e indicar tratamentos específicos para lidar com essa fobia e outros
    transtornos.

    Uma vez iniciadas as sessões de psicoterapia, o profissional conseguirá auxiliar o indivíduo. Mas,
    precisamos ressaltar que é preciso ter paciência ao longo de todo processo. Entenda que isso
    também exige disposição para se abrir e falar sobre as suas angústias e aflições.

    Tratamentos

    Além das sessões de psicoterapia, em muitos casos também há necessidade de prescrição
    de medicamentos. Esses precisam ser controlados, a fim de evitar dependência. Por isso,
    ressaltamos, um acompanhamento multidisciplinar.

    Muitos especialistas trabalham com a dessensibilização sistemática. Essa técnica visa colocar o
    paciente num processo para enfrentar uma situação estressante de forma consciente. Nesse
    caso, os pacientes são expostos aos insetos e com ferramentas de autodomínio aprenderão a
    controlar suas angústias.

    Por fim, a terapia cognitivo-comportamental é ideal também para provocar mudanças de
    pensamento em relação ao medo de insetos. O propósito aqui é trabalhar com o padrão de
    pensamentos negativos sobre essa fobia. Uma vez que os pensamentos são transformados, os
    comportamentos também passam por mudanças.

    Fobias: entenda como melhorar sua qualidade de vida

    Gostaríamos de enfatizar que ter medo é algo normal, entretanto, nossa preocupação é com o
    medo exagerado. Entenda que essa sensação de pavor e repulsa pode paralisar sua vida e trazer
    consequências negativas.

    Dependendo da situação, podem se agravar outros transtornos mentais, piorando o quadro do
    paciente. A autoavaliação é necessária para entender o quanto esse medo tem impactado a sua
    qualidade de vida. Por isso, busque ajuda!

    Considerações finais sobre a fobia de inseto

    Nesse post você pode conhecer um pouco sobre a fobia de inseto. Nós esperamos que esse
    conteúdo tenha te ajudado a entender melhor sobre esse assunto. Por isso, trouxemos
    informações relevantes sobre as causas, sintomas e tratamentos.

    Entenda que quanto mais informações você tiver sobre o assunto, melhor será para o tratamento.
    Por isso, use e abuse de conhecimentos de confiança para entender melhor sobre si mesmo.
    Dessa forma, você terá uma vida menos angustiante e com maior controle dos seus pensamentos
    e ações.

    Saiba que nosso curso online de Psicanálise Clínica é um excelente complemento para
    aprofundar melhor sobre a fobia de inseto. Você pode cursá-lo a qualquer momento, e o melhor, no conforto da sua casa. Não perca tempo e faça já a sua inscrição. Aproveite!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    14 − treze =