exemplos de jogos cooperativos

Jogos Cooperativos: o que são, como funcionam?

Posted on Posted in Comportamento

Um jogo cooperativo é aquele em que os jogadores não competem uns com os outros. Mas eles trabalham juntos por terem um objetivo comum. Por isso, os participantes perdem ou ganham como um grupo. Conheça todos os detalhes dos jogos cooperativos abaixo.

Jogo cooperativos

Os jogos cooperativos tem coalizões, agrupamentos de jogadores que funcionam como um sistema. O sucesso da coalizão depende da cooperação de seus membros. Pois, para uma pessoa atingir o objetivo, os demais desta associação também devem alcançá-lo.

Os jogos cooperativos pedem uma boa comunicação, ações coordenadas e uma ajuda recíproca dos participantes. É por isso que estas atividades são promovidas em contexto pedagógico, dando muitos valores.

Exemplos de jogos cooperativos

Impedir que uma bola caia no chão é um exemplo de jogo cooperativo. Muitas vezes, é jogado com uma bola de praia e todos os jogadores têm que se comprometer com o esforço. Se as pessoas concordarem em como se distribuir no espaço, aumentam as chances de a bola permanecer no ar. E isso é como gol.

Fazer uma torre de blocos também pode ser um jogo cooperativo. Os jogadores devem coordenar qual bloco é colocado em cada instância, quem é o responsável por fazê-lo. E por fim, cada jogo cooperativo visa fortalecer os laços sociais. Além disso, promove habilidades interpessoais em um ambiente divertido.

Por não ser uma competição entre jogadores, remove a pressão inerente a outros tipos de jogos onde. Pois, para alguns ganharem, outros têm que perder.

Teoria

A teoria dos jogos usa matemática para analisar os problemas e tomar uma decisão correta. Ou seja, onde a decisão das outras pessoas afeta a minha. Como as minhas impactam a de outros.

A teoria dos jogos cooperativos teve muitas contribuições. Abaixo você verá os nomes de quem ajudou a forma essa teoria:

  • John Nash;
  • Howard Raiffa;
  • Lloyd Shapley;
  • David Gale;
  • Martin Shubil;
  • Robert Aumann.

Conceitos centrais na teoria dos jogos cooperativos

Nos jogos cooperativos, as pessoas podem fazer coalizões para distribuir uma certa quantidade de algo. Bem como comida, dinheiro, energia, custos, etc. Por isso, há incentivos para que as pessoas trabalhem em conjunto, para terem um máximo benefício.

A análise dos jogos cooperativos é sobre nos conceitos de soluções para os diferentes tipos de jogos. Além de verificar se a coalizão está estável. Ou seja, nenhuma pessoa está insatisfeita e quer se retirar dele.

Visão geral

Os jogos cooperativos pedem que dois ou mais jogadores trabalhem juntos. Em jogos cooperativos bem feitos, os jogadores precisam coordenar suas escolhas e ações. Isso tudo para maximizar sua capacidade de jogar bem.

Dependendo do jogo, isso pode pedir e oferecer oportunidades de prática E habilidades como:

  • comunicação;
  • negociação;
  • tomada de decisões estratégicas;
  • otimização de recursos ou consciência espaço-temporal.

Ao mesmo tempo, eles podem quebrar o gelo envolvente. Os jogos cooperativos é para situações em que o trabalho em grupo é necessário. Isso é algo que os alunos muitas vezes tem que fazer, mas eles não foram ensinados de como fazê-lo.

Leia Também:  Toxicomania: definição dentro da Psicanálise

Grupos

Embora os jogos cooperativos não substituam o treinamento eficaz em como trabalhar bem em grupos (a menos que o jogo seja projetado para isso). Eles podem ser usados para permitir que os grupos pratiquem o trabalho em conjunto com consequências reduzidas de falha. Ou seja, sem impacto na nota do curso para baixo desempenho.

Dicas e truques

Ao usar jogos cooperativos, reserve um tempo para identificar a habilidade que gostaria que o grupo praticasse. E, depois, procure um jogo que destaque o uso dessa habilidade. Para isso, concentre-se na mecânica do jogo, não no tema do jogo. Pessoas que são avessas à competição podem responder bem aos jogos cooperativos.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Lembre-se de que alguns jogos são cooperativos e competitivos (por exemplo, equipe x equipe). Além disso, os jogos cooperativos ainda podem ser intensos se tiverem limites de tempo ou terem muita carga de atenção.

    É uma boa ideia monitorar as equipes que estão jogando jogos cooperativos para fornecer feedback sobre as interações do grupo. Além disso, garantir que as coisas funcionem bem, por exemplo, observe os conflitos de personalidade.

    Outras dicas

    Depois de uma sessão de jogo cooperativo, converse com os grupos para ajudá-los a se concentrar nas habilidades que o jogo os fez praticar. Alguns videogames cooperativos exigem que os jogadores estejam em um mesmo lugar.

    Alguns permitem o jogo online remoto. Certifique-se de que os jogadores tenham acesso ao software e ao equipamento.

    Jogos em sala de aula

    Os jogos cooperativos em sala de aula diferem dos jogos competitivos. Pois, os jogos como basquete e futebol, por exemplo, são focados em ganhar ou perder. Já os cooperativos não precisam ter um único vencedor, pois o objetivo é que todas as equipes tenham sucesso.

    Jogos competitivos às vezes resultam em baixa autoestima para os alunos que estão perdendo, e nem todos os alunos têm a vantagem competitiva necessária para vencer. Pense naquele aluno de sua classe que tem grandes ideias, mas não é atlético nem competitivo.

    Como estimular o aluno a participar?

    Jogos cooperativos em sala de aula são a solução. Pois, todos os alunos ganham benefícios, já que ninguém fica de fora e o foco está no sucesso da equipe como um todo.

    Quando os alunos recebem um desafio, eles têm a liberdade de trabalhar juntos para resolvê-lo. Eles discutem estratégias, comunicando suas ideias e colocando seus planos em ação.

    Considerações finais

    Os jogos cooperativos têm em mente ajudar os alunos, pois são os principais tomadores de decisão com pouca orientação do professor. Conforme os alunos experimentam várias estratégias e avaliam os resultados, eles estão se tornam mais autoconfiantes.

    Além disso, eles aprendem a lidar com situações estressantes. E por fim, eles entendem a importância de trabalhar juntos como uma equipe para ter sucesso.

    Se você gostou do post sobre jogos cooperativos faça parte do nosso curso de Psicanálise! Você terá um espaço único para saber as diversas áreas que a psicanálise oferece. O conteúdo ideal para quem deseja mergulhar nesse mundo de informações e oportunidades.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    vinte − 6 =