anginofobia

Medo de Engasgar (Anginofobia): causas e tratamento

Posted on Posted in Fobias

Medo de engasgar é uma fobia específica chamada de anginofobia, acontece quando as pessoas não conseguem engolir alimentos, pelo medo de serem asfixiadas. Trata-se de um medo totalmente infundado, sem qualquer explicação racional. O fóbico tem medo de engasgar ou se asfixiar ao ingerir alimentos, pois acredita que poderá ficar doente ou até mesmo morrer.

Em suma, as fobias referem-se ao medo intenso e paralisante a determinada coisa ou situação, que passa a atrapalhar o cotiano da pessoa. Pelas sensações aterrorizantes que sente, passa a evitar situações que possa ter qualquer chance de enfrente o seu estímulo fóbico. Assim, quem tem medo de engasgar, convive com o tormento acerca de sua alimentação, que, claro, tem um grande impacto sua rotina pessoal e nas relações interpessoais.

Sobremodo, lembre-se que ter medo é natural, pois é inato ao ser humano, para preservação da vida. Entretanto, ele passa de um medo comum para uma fobia quando, mesmo que não esteja em uma situação de perigo, a pessoa tem comportamentos neuróticos, medos hiperdimensionados.

O que é anginofobia?

Os fóbicos que sofrem do medo de engasgar demonstram incapacidade de engolir, porém, não, possuem quaisquer sintomas físicos que justifiquem esta condição. O medo está inerentemente em sua psiquê, pois biologicamente seu sistema digestivo está em perfeitas condições.

A natureza da intensidade do medo de engasgar varia conforme a pessoa. Como, por exemplo, algumas pessoas somente comem pedaços bem pequenos de alimentos e lubrificados. Ao passo que alguns têm medo até de engolir líquidos. Então, basicamente, quem sofre de anginofobia são aquelas que tem medo de engolir, comer e de morrer asfixiada.

Em suma, o medo de engasgar é o medo irracional que o indivíduo tem de sufocar, até a morte, ao seu alimentar, e, nos casos mais graves, o fóbico tem medo de ingerir líquidos e da mesmo a própria saliva. Muitas vezes as pessoas sentem medo de afogar, como se os alimentos a impedissem de respirar.

Quais são as causas da fobia de engasgar?

Como acontece com a maioria das fobias específicas, a anginofobia, no geral, se desenvolve após uma experiência negativa vivenciada no passado, relacionada a alimentação. Aquele que sofre com o medo de engastar desenvolve pensamentos obsessivos sobre alimentos, causando terror ao engolir algo. Ou seja, toda aproximação com alimentos é aterrorizante, causando-lhe diversos sintomas, como ataques de pânico e ansiedade extrema.

Desse modo, conforme estudos médicos, o medo de engasgar advém, em sua maioria, de situações traumáticas. Vamos citar os exemplos mais comuns de pessoas que desenvolve o medo de engasgar:

  • teve uma experiência real de sufocamento com alimentos;
  • na infância, pode ter sofrido com engasgos e vômitos, o que lhe tenha trazido uma resposta constrangedora. Assim, o cérebro aciona, no inconsciente do fóbico, que o alimento representa uma situação de perigo.
  • pessoas que possuem transtornos mentais, como, por exemplo, transtorno de ansiedade, depressão, hipocondria, ou, até mesmo, que possuem predisposição, no geral, para ataques de pânico;

Sintomas do medo de engasgar

Com os sintomas a pessoa passa a implementar, sua rotina, soluções para contornar seu medo de engasgar. Em resultado, acabam por evitar relações sociais que envolvam refeições, como almoço e jantares com amigos, o que, claro, é algo comum na vida das pessoas. Isso, ao longo do tempo, afeta significativamente sua qualidade de vida. Então, para entender melhor sobre esta fobia, veja abaixo alguns dos principais sintomas:

  • nos casos mais leves, os alimentos que a pessoa considera perigosos são os com formatos maiores, como carne, massas, legumes. Ele realmente acredita que poderá morrer sufocado se ingeri-los;
  • para tentar contornar seu medo, o fóbico tenta cortar minuciosamente os alimentos para facilitar a sua deglutição;
  • evita encontros que envolvem refeições, como jantares entre amigos;
  • comportamento anormal ao engolir, apresentando movimentos desviantes na língua, sente pressão na garganta e reclama de sensação de refluxo
  • perda de peso e desnutrição são efeitos colaterais comuns;
  • ao se alimentar, tem aumento de sua frequência cardíaca, tonturas, pensamentos de morte;
  • não se alimentam na frente das pessoas.
Leia Também:  Hedonofobia: entenda o medo de sentir prazer

Medo de Engasgar Sintomas

Tratamento para medo de engasga

Para o tratamento do medo de engasgar, especialistas indicam uma abordagem multidisciplinar, pois essa fobia não é de fácil diagnósticos. Dessa forma, o tratamento pode envolver profissionais das áreas de psicologia, psiquiatria, gastroenterologia, radiologia, otorrinolaringologia, dentre outros.

Em sendo eliminado aspectos biológicos para o desenvolvimento da fobia, existem diversas técnicas aplicadas por terapeutas para o tratamento, a depender do paciente. Como, por exemplo, terapia de alívio de aversão, terapia de dessensibilização, sessões de relaxamento, entre outros.

Sobretudo, é necessário encontrar a causa dessa fobia, para se buscar o tratamento adequado. Em sendo excluído qualquer fator biológico, é necessário buscar ajuda de um profissional da saúde mental, que encontrará as causas para, então, lhe ajudar, de forma individualizada, com o tratamento do medo de engasgar. Que, até mesmo, pode ser relacionado às manifestações de sua mente inconsciente.

Afinal, o que são fobias?

Quando os medos considerados comuns, aqueles inerentes a natureza humana de autodefesa, passam a ser desarrazoados, por alguma coisa ou situação que não oferecem nenhum perigo iminente, estamos diante de uma fobia. Em suma, fobias são transtornos mentais onde a pessoa vivem em constante estado de alerta, visando evitar, a todo custo, determinado estímulo fóbico.

Ou seja, quem sofre de alguma fobia passa a conviver com este medo, ou seja, todos os seus atos, em situações cotidianas, são planejados para se evitar o que lhe causa esse medo intenso. Para as pessoas de seu convívio, a fobia é totalmente descabida, mas o fóbico vive em constante estado de angústia e ansiedade, muitas vezes de terror.

Quem sofre com fobias, no geral, não pedem ajuda profissional, justamente por sentirem-se constrangidos de expor seus medos. Passando, assim, a viver em função do estímulo fóbico, em um estado de tensão diário, que pode desencadear diversos outros transtornos mentais.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Entretanto, se você sofre com o medo de engasgar, saiba que isso tem cura e, com um tratamento adequado, você poderá se livrar desta fobia e ter qualidade de vida. Aceitar e confrontar os medos é uma forma de autoconhecimento. Infelizmente o medo não vai embora por si só, ele precisa ser confrontado e posturas devem ser modificadas. Desse modo, se você não está conseguindo lidar com seus medos sozinho, primordial que busque ajuda profissional.

    Medo de engasgar citacao

    No geral, por que acontecem as fobias?

    Como dito anteriormente, medo e fobia são diferentes. O medo é uma emoção normal, desencadeada pelo instinto de sobrevivência da pessoa em meio a suma situação de perigo a sua vida. Entretanto, a fobia acontece quando esse medo é intenso e irracional, pois não existe um perigo, ele existe somente em sua mente. Consequentemente, o fóbico passa a viver em função desse medo, afetando situações corriqueiras, impedindo seu bem-estar.

    Portanto, se você chegou até aqui para entender sobre o medo de engastar, possivelmente tem um grande interesse pelo estudo da mente humana. Então, lhe convidamos a conhecer curso nosso Curso de Formação em Psicanálise Clínica. Dentre os ensinamentos, entenderá mais sobre a psiquê humana e como se desenvolvem as fobias, sobre a visão psicanalítica.

    Por fim, se gostou do artigo, curta e compartilhe em suas redes sociais. Assim, nos incentivará a continuar sempre produzindo conteúdos de qualidade.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.