como atua a psicologia comunitária

Psicologia Comunitária: como atua, qual missão?

Posted on Posted in Formação

Quando se busca resolver o mesmo problema em um grupo, os integrantes se unem para crescerem unidos e produtivos. Um ótimo exemplo disso é uma comunidade onde os moradores possuem necessidades em comum e precisam de assistência social. Em vista disso, hoje nós conversaremos sobre Psicologia comunitária, entendendo como ela atua e descobrindo a sua missão.

O que é Psicologia comunitária?

A Psicologia comunitária se encarrega de solucionar os problemas sociais pertencentes a uma comunidade. Embora seja uma disciplina mais recente, esse tipo de Psicologia foi elaborado com o intuito de solucionar e prevenir problemas sociais. Por isso, ele se vale da dinâmica e da psicoterapia, atuando em grupos, além de abordar práticas psi focadas na origem social.

As pessoas em condições ambientais específicas são o foco dessa psicologia, sendo atendidas em suas individualidades e respectivas psiques. Desse modo, o trabalho terapêutico pode trazer melhorias para os indivíduos, o ambiente em que vivem e as instituições sociais de assistência. Assim, toda a comunidade pode se mobilizar em prol da melhora da condição de vida do lugar.

Um psicólogo comunitário utiliza práticas e estudos para fazer as devidas intervenções em um meio específico. Por exemplo, o Movimento de Saúde Mental Comunitário e o Movimento de Ação Comunitária na América Latina visam tratar de problemas comunitários.

Origens

Na década de 60, surgiu uma proposta que visava a deselitização da Psicologia, permitindo então um acesso maior do público a ela. A ideia não visava apenas a inclusão, mas também a melhoria do modo de vida da população trabalhadora. Assim, a Psicologia comunitária surgiu, aplicando teorias e métodos diretamente em comunidades de baixa renda.

À medida que o trabalho evolui, os profissionais dessa Psicologia passam a fazer um levantamento das carências e necessidades do público-alvo. Por essa razão, seguramente as condições de saúde, saneamento básico e educação da população passaram a ser mais estudadas para se encontrar potenciais soluções.

Para tanto, o trabalho se concentra nos grupos populares para que cada pessoa assuma um papel mais autônomo na própria vida. Quando a consciência dos fatores políticos e sociais que influenciam a vida da comunidade aumenta, é possível alcançar capacitação para lidar com os problemas internos. Assim, o psicólogo comunitário serve como incentivador para solucionar os problemas desse grupo.

Características da Psicologia comunitária

Mesmo que o conceito geral de Psicologia comunitária seja compreensível, entender o modo de trabalho ajuda a esclarecer mais as ações realizadas. Logo, saber as características desse trabalho permite aos moradores do local de atendimento perceberem onde ela pode ser mais útil. As principais características dessa psicologia são:

  • desenvolvimento de trabalhos sociais focados na melhoria da condição de vida de um grupo social específico;
  • melhora das relações envolvendo as pessoas, a natureza e instituições sociais a fim de alcançar o empoderamento desse vínculo comunitário;
  • busca pelo entendimento das individualidades e psique dos beneficiados, embora o foco esteja no trabalho em grupo;
  • Mobilização da comunidade para que os seus integrantes consigam melhorar as condições de vida e tenham oportunidades de mudança no lugar onde vivem.

Demanda popular

De acordo com historiadores, alguns movimentos ideológicos influenciaram a área da saúde durante o desenvolvimento do capitalismo. Assim, a medicina social, a política médica, a medicina preventiva e a saúde comunitária foram alguns tópicos que chamaram a atenção dos estudiosos anos atrás. Para muitos autores, esses foram os vetores ideológicos que ajudaram a produzir conhecimento sobre demandas sociais.

Leia Também:  Psicologia Humanista: história e abordagens

A partir de então, foi possível para as pessoas identificarem essa tendência tanto na ação de um psiquiatra quanto nas propostas de intervenção social. Além disso, o pronunciamento do ex-presidente Kennedy em 1963 a respeito da prevenção e reabilitação dos enfermos mentais ganhou relevância. Em suma, o presidente trouxe clareza sobre como esses problemas eram de responsabilidade comunitária.

Dessa forma, a Psicologia comunitária se tornou uma extensão da prática medicinal vinculada a populações mais vulneráveis. Já que a pobreza era a principal causa dos problemas desses grupos, a intervenção nos efeitos dela necessitaria da união de vários profissionais. Assim, percebeu-se que, a partir do momento que as necessidades do grupo fossem catalogadas, ficaria mais fácil elaborar um plano para solucionar tais demandas.

Impacto

Duas das principais atividades da Psicologia comunitária são a problematização do relacionamento social teórico e a aplicação do conhecimento. Assim sendo, esse ramo da área busca analisar como a sociedade pode ser mais justa e democrática para os cidadãos mais vulneráveis. Por isso que os profissionais sempre ressaltam a importância de se manter princípios éticos, solidários e a busca pela qualidade de vida.

Por causa disso que a Psicologia comunitária se tornou um marco para a ciência. Afinal, ela disponibiliza conhecimento para a população vulnerável. Primeiramente, a Psicologia acabava por excluir questões sociais, culturais e políticas importantes para o ser humano. Porém, as práticas na comunidade atualmente ajudam a transformar a sociedade, usando o saber científico em prol do compromisso social.

Aplicação dentro da comunidade

Os modelos biomédico e biopsicossocial dividem uma ideia distorcida sobre saúde e imposição da medicalização no cotidiano das pessoas. Os ambientes e comportamentos de risco existem, sendo consequências da visão autoritária de muitos profissionais que se consideram “donos da verdade”. Contudo, o método de intervenção tem feito diferença nas “práticas saudáveis”, chamadas assim pelos “técnicos científicos”.

Certamente, esse modelo é funcional para as necessidades do sistema sócio-econômico atual, mas não apenas está vinculado ao lucro advindo do consumo de medicamentos. Diz respeito também ao campo ideológico, uma vez que reforça a visão individualizada e a divisão dos fatos da sociedade. Assim, é aberta uma margem para que uma visão fora de contexto do comportamento humano seja criada.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Em vista disso, é necessário que haja uma perspectiva coletiva para facilitar o empenho da equipe, movendo o trabalho interdisciplinar da saúde para a prática. Médicos, assistentes, psicólogos, nutricionistas e fisioterapeutas precisam compartilhar um mesmo espaço de colaboração que objetive a melhor da vida humana na comunidade. Tal espaço permitirá que uma estrutura seja construída para lidar com o processo saúde-doença dos moradores.

Benefícios

Certamente, quando todo o corpo de profissionais e a comunidade se unem, os resultados desse esforço aparecem. Claro que, dependendo da demanda no local, pode levar mais tempo para isso acontecer. De qualquer forma, os moradores serão beneficiados gradualmente. Dentre os resultados mais visíveis, nós podemos apontar:

  • a promoção da consciência a respeito das necessidades do grupo, sendo possível contatar parceiros para resolução de problemas;
  • a diminuição da alienação, sendo possível evitar equívocos ou a exclusão dos membros que podem se beneficiar desse trabalho social;
  • a participação consciente e reflexiva tanto dos grupos beneficiados quanto dos de apoio na definição das prioridades de atuação;
  • o planejamento, a avaliação e a execução das atividades realizadas dentro das comunidades.
Leia Também:  O que é Homilética? Significado e Aplicações

Considerações finais sobre Psicologia comunitária

A principal meta da Psicologia comunitária é trazer a mudança positiva para o desenvolvimento de comunidades carentes. Mesmo que seja relativamente nova, essa ciência se mostrou capaz de transformar a perspectiva das pessoas a respeito das necessidades desse grupos.

Para tanto, se faz necessário um trabalho em conjunto entre os moradores e a equipe atuante no local. Assim que uma ponte de comunicação e parceria é erguida entre os grupos, mudanças grandiosas podem acontecer favorecendo as pessoas.

Você mesmo pode experimentar uma construção parecida se inscrevendo em nosso curso online de Psicanálise. As nossas aulas visam mostrar o quão grande o seu potencial e te colocar mais próximo dos seus objetivos. De forma semelhante à Psicologia comunitária, podemos alimentar o seu autoconhecimento, ajudar no seu desenvolvimento e influenciar uma mudança em sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 1 =