quanto ganha um psicólogo jurídico

Psicologia Jurídica: conceito e fundamentos

Posted on Posted in Profissões e Psicanálise

A área da psicologia tem diversas vertentes, dentre elas, a psicologia jurídica. Neste texto,  você irá saber mais sobre o que é a psicologia jurídica. Começaremos com o conceito, passando pela presença no Brasil, até a faixa salarial. No final, falaremos sobre um curso disponível na área. Então, confira o nosso post e saiba mais sobre essa área!

O que é psicologia jurídica

A psicologia jurídica atua em conjunto com o campo do direito, como o próprio nome indica. O objeto de estudo é o mesmo de outras áreas da psicologia – o comportamento humano. Mas é voltado para o âmbito jurídico.

O profissional desta área será chamado para analisar casos em que o juiz determine a emissão de um laudo psicológico da pessoa envolvida no processo judicial. O psicólogo irá avaliar o estado mental do réu e dar o seu parecer, a fim de auxiliar no veredito final.

Saiba mais…

Só para ilustrar a importância deste profissional, vamos imaginar um cenário. Imagine que um psicólogo jurídico alegue insanidade mental de uma pessoa acusada. Nesse caso, o juiz poderá converter a pena em internação em hospital psiquiátrico. Por isso, o seu papel é de extrema importância.

O local de atuação do psicólogo jurídico é, em especial, no tribunal. Porém, ele analisará casos não só da vara criminal, mas também aqueles relacionados ao âmbito familiar e do trabalho. Tem uma diversidade de opções de atuação na psicologia jurídica.

Grandes áreas da psicologia jurídica

A psicologia jurídica tem vários focos, tais como:

  • investigativo;
  • criminal;
  • forense;
  • penitenciário;
  • e, por fim, policial.

Está gostando do nosso post? Então, te convidamos a comentar abaixo o que está achando. Por fim, continue lendo para saber mais sobre essa área.

Psicologia jurídica no Brasil

Antes de mais nada, o exercício legal da psicologia é algo recente no Brasil. Passou a ser reconhecido no começo dos anos 60 através da LEI Nº 4.119. A partir daí, a profissão só cresceu e vem ganhando cada vez mais relevância na vida social.

O que dizer, então, da psicologia jurídica? Não tem registros históricos do seu surgimento, mas supõe-se que tenha começado de maneira bastante informal. Foi se consolidando aos poucos até chegar à formalidade dos dias atuais.

A psicologia jurídica tem se estabelecido no Brasil como área de extrema importância para a resolução de casos judiciais. O profissional pode atuar nos tribunais. Assim como nas demais instituições que fazem parte das bases da justiça brasileira. Como, por exemplo, Ministério Público, varas, conselhos tutelares etc.

Áreas de atuação

Como a área da psicologia jurídica tem várias vertentes, é possível escolher dentre uma gama variada de opções. Seja no âmbito criminal, seja no âmbito civil, vejamos a seguir algumas das possibilidades para quem deseja seguir na área.

Psicologia jurídica em âmbito criminal

Talvez o campo de atuação mais conhecido, por ser retratado em filmes e séries de TV, seja o da psicologia jurídica com foco criminal. Nesta situação, o profissional pode ser convocado a fazer uma avaliação da saúde mental dos suspeitos, a fim de entender as motivações do crime.

Leia Também:  Lista de Psicólogos em Osasco (SP)

Psicologia jurídica em âmbito civil

O profissional que atua na área civil deverá lidar com casos de indenização por danos psíquicos (sequelas causadas por uma situação traumatizante). Além disso, pode intervir em interdições motivadas por incapacidade mental. Incluindo a validade ou não de acordos firmados, dentre outras questões relacionadas.

Psicologia jurídica e direito da criança e adolescente

O profissional que trabalha em prol das questões relacionadas ao direito da criança e do adolescente é essencial. Ele atua na resolução de casos de adoção e destituição familiar, ao alegar o estado psicológico de pais e /ou responsáveis e o estado da própria criança e /ou adolescente.

Psicologia jurídica e direito da família

No trabalho em âmbito familiar, o profissional da psicologia jurídica atua junto a processos de divórcios contenciosos, onde se faz necessária a mediação de conflitos. Além disso, faz parte do conjunto de profissionais que decide pela guarda ou guarda compartilhada entre os genitores.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Psicologia jurídica e direito do trabalho

    Na área trabalhista, o psicólogo jurídico pode atestar como as condições de trabalho afetam a saúde mental do trabalhador. Só este profissional pode emitir um laudo para confirmar a situação e assegurar as devidas penas e indenizações tanto para a empresa quanto para o trabalhador.

    Agora, que já sabemos mais sobre as áreas de atuação desse profissional, vamos saber sobre o salário. Então, continue lendo o nosso post!

    Quanto ganha um psicólogo jurídico?

    Tem interesse pela área e quer saber quanto ganha um psicólogo jurídico? Levaremos em conta pesquisa com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) entre março de 2020 e fevereiro de 2021. O salário médio calculado do psicólogo jurídico é de R$ 3.067,34 para uma jornada média de trabalho de 34 horas.

    A média do piso salarial é de R$ 2.799,52 (2021) e o teto, R$ 4.951,60, considerando profissionais que trabalham em regime de carteira assinada. O salário é muito bom, ainda mais por causa da expansão da área no mercado brasileiro.

    Mas vale ressaltar que a remuneração é variável e depende do tempo de atuação do profissional e do porte da empresa onde ele trabalha. Além disso, os valores também variam, pois depende da região do país. E, por fim, em São Paulo tem a maior média salarial.

    Local de trabalho

    O principal caminho para trilhar carreira na área de psicologia jurídica é o tribunal de justiça. Tanto pela demanda de trabalho, quanto pela média salarial, que é maior. Como falamos lá no começo do post, tem várias áreas de atuação no setor público. No setor privado, é possível trabalhar em clínicas, ONGs, entre outros.

    O trabalho em instituições públicas pode ser feito em diversas vertentes. E pode atuar nas varas (família, infância e juventude), além do atendimento a magistrados. Pode ser alocado na justiça do trabalho para auxiliar em questões trabalhistas. Além disso, pode assessorar questões do Ministério Público.

    Gostou do nosso post? Ele esclareceu suas dúvidas? Então, comente abaixo o que você achou. E continue lendo para saber mais sobre o nosso curso!

    Considerações finais

    De uma maneira geral, a psicologia vem ganhando cada vez mais importância para o equilíbrio da vida das pessoas. E a carreira na área de psicologia jurídica é promissora no Brasil, levando em conta a importância deste profissional nas questões judiciárias.

    Leia Também:  Psicologia do trânsito: o que é, o que faz, como ser

    Além disso, esta é uma profissão que lida com assuntos muito importantes e delicados. E, para se tornar um bom profissional, é preciso estudar bastante e concluir um curso na área. A seguir, daremos uma dica especial para você que deseja seguir carreira na área.

    Gostou de saber mais sobre essa área?

    Então não perca a chance de se matricular no nosso curso de Psicanálise Clínica. Ele dá uma formação completa, é 100% online e você poderá assistir às aulas no conforto da sua casa. Além disso, ao completar todos os módulos, você receberá um certificado e estará apto a clinicar.

    Por fim, esta é a oportunidade de investir em sua carreira e, quem sabe, mudar sua vida para melhor. Não perca esta oportunidade para saber mais sobre a psicologia jurídica. E, além disso, de se tornar um psicólogo jurídico! Inscreva-se já e comece ainda hoje mesmo!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *