relacionamento afetivo

Relacionamento afetivo saudável: 10 dicas

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Não é fácil manter um relacionamento afetivo saudável e duradouro, mas também não é impossível. Acontece que você precisa das ferramentas certas para que qualquer relação possa durar. Nas próximas linhas você terá 10 dicas infalíveis de como prosperar em qualquer relacionamento.

Cultive pequenos gestos de carinho de forma natural

Mesmo sendo um dos itens mais simples em um relacionamento afetivo, isso é importante para fazê-lo dar certo. Ao logo do tempo muitos casais acabam negligenciando a relação, acreditando que não precisam mais se esforçarem. Contudo, é justamente esse tipo de postura que acaba por azedar uma relação.

Procure fazer pequenas demonstrações frequentes de carinho, mesmo que o outro não perceba de imediato. Por exemplo, dê um beijo no rosto enquanto a pessoa deita, seja solícito ou até mesmo escreva bilhetes agradáveis. Esse tipo de contato ajuda a reforçar a relação e fixar o valor que um tem para o outro.

Demonstre interesse pelos afazeres do outro

Outro ponto a ser discutido é a respeito do trabalho, paixão de vida ou mesmo hobby que uma pessoa tem. Muitos indivíduos não se importam em entender as razões pelas quais o outro seguiu por esse caminho. Consequentemente, isso acaba criando uma linha limitante onde o outro não tem vez.

Mesmo que não entenda por completo, demonstre interesse genuíno nas atividades da outra parte. Além de compreender melhor o objeto, você passa a imagem de que tem vontade em saber mais do parceiro. Sem contar que a sua atenção acabará por deixar essa pessoa mais feliz e próxima de sua companhia.

Sempre encontrem um tempo para ficarem juntos

Outra dica importante para alimentar um relacionamento afetivo é sempre terem tempo um ao outro. Esse espaço é para que possam reforçar o laço existente e recarregarem a união. Com isso, use desse intervalo para:

  • Fazerem programas juntos, de modo que possam aproveitarem a companhia um do outro;
  • Reorganizarem pontos que precisam de atenção no relacionamento;
  • Fazer planos ao futuro a curto, médio e longo prazo.

Converse sobre os seus problemas quando tudo estiver bem

Imagine que, por qualquer motivo, vocês iniciem uma discussão e a cada argumento ela piore. Como forma de revidar, uma das partes acaba tocando em um assunto que inflama ainda mais a situação. Em consequência, fica mais difícil encontrar estabilidade e reatarem uma convivência sadia o quanto antes.

Se tem algo incomodando vocês em particular, falem enquanto o momento está bom. Isso vai permitir que ambas as partes exponham seus pontos de vista de maneira mais racional e equilibrada. Sem contar que podem reconhecer suas falhas e encontrarem um caminho juntos para lidar com a situação.

Respeitem o espaço de cada um

Embora um relacionamento afetivo seja bastante confortável, cada um de nós precisa de um momento a sós. Tenha em mente que carregamos individualidades e que elas definem nossa personalidade, bem como bem-estar, e precisam de exercícios. Por isso que não se deve interferir quando quiserem uma pausa.

Mantenham um tempo a sós consigo mesmo para que possam realizar as atividades que gostam. Essa ação é necessária também para que possam movimentar a relação posteriormente. Com isso, terão sobre o que conversar quando retomarem o contato cotidiano de sempre.

Avalie se cada briga que deseja iniciar vale a pena

Algumas pessoas possuem uma inclinação natural para iniciar ou acalorar uma discussão. Estando certo ou errado, é preciso que se avalie a necessidade desse conflito na relação do casal. Saiba que, com toda a certeza, uma briga só adoece um relacionamento e afasta os companheiros.

Leia Também:  Desapegue: 25 frases de desapego a pessoas e coisas

Se você se identifica com esse perfil, pense 2, 3 ou quantas vezes forem necessárias a necessidade de uma briga. Mesmo que seja pequena, cada discussão é desgastante e se torna cumulativo, gerando um peso a médio e longo prazo. Se preza pela saúde do seu relacionamento, tome um tempo para si e depois converse com mais calma.

Evite o desejo de querer controlar o outro

Ao longo do tempo acaba por se tornar comum em alguns relacionamentos uma vontade crescente em exercer controle. Começa com coisas simples e aparentemente sem importância, de modo que não incomode. Todavia, a sensação de liberdade vai deixando o indivíduo controlador mais à vontade para repetir o ato.

É importante ressaltar que esse tipo de atitude é extremamente tóxico, principalmente às mulheres. Muitos parceiros acabam decidindo o que elas devem vestir, falar e até com quem se relacionar. Usando a realidade delicada que muitas vivem, tome ideia do quão ruim isso pode se tornar.

Trabalhe o ciúme e o controle quando necessário

Além do controle, o ciúme é outro elemento a ser evitado em um relacionamento afetivo. É natural que um indivíduo queira estar na companhia constante da pessoa que ele gosta. Contudo, ninguém é dono de ninguém e não se deve controlar a companhia do outro.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Deixe que o parceiro tenha uma vida à parte da sua, de modo a ter experiências pessoais. Ademais, evite criar teorias a respeito do que ele faz. Tenha maturidade, respeito e confiança com quem se relaciona.

Não se permitam a comodidade em uma relação

Mesmo que sejam incrivelmente apaixonados um pelo outro, evitem o comodismo dentro da relação. Acostumar-se com o parceiro faz com que percam o brilho que conquistaram nos primeiros momentos. Um relacionamento afetivo somente é prazeroso quando ambos se dedicam continuamente para melhorar a conexão.

Admita seus erros quando for necessário

Para encerrar as dicas para um relacionamento afetivo saudável, sempre que errar, admita seu erro ao outro. Assim que clarear as suas falhas, sempre parceiro poderá enxergar em você:

  • Humildade, de modo que foi capaz de reconhecer suas faltas;
  • Empenho, já que, sabendo como errou, começará a redimir sua falha;
  • Vontade de reconciliação, de maneira que o relacionamento importa mais do que peças individuais.

Considerações finais sobre relacionamento afetivo

Embora não exista receita pronta, as dicas acima ajudarão o seu relacionamento afetivo a ser mais sadio, duradouro e feliz. Todos nós passamos por dificuldades nas relações, mas a forma como trabalhamos ela é que vai definir o sucesso. Esse é o ponto que mostra o quanto estamos amadurecendo.

Como se trata de um trabalho de construção, tente implementar as dicas aos poucos e com o tempo. Não apenas para que o outro perceba suas intenções e faça o mesmo, mas também para que você também seja constante nas decisões que contornarão o relacionamento. O amor é ótimo quando se é plantado e cuidado.

Além delas, você pode se inscrever em nosso curso de Psicanálise 100% EAD para melhorar suas relações. O autoconhecimento adquirido te ajudará a construir melhor as ferramentas que precisa para mudar positivamente suas relações. Ter um relacionamento afetivo pode ser maravilhoso se usar os caminhos convenientes a isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − um =