Ter um sentimento ruim faz parte das emoções naturais do ser humano. Por isso,confira nosso artigo para entender melhor sobre esse assunto!

Sentimento Ruim: o que é e por que surge do nada

Posted on Posted in Comportamento

Ter um sentimento ruim faz parte das emoções naturais do ser humano. Por isso, é inevitável tê-lo no nosso dia a dia. Apesar disso, essas sensações ruins que surgem do nada nem sempre vão embora de forma fácil e podem até atrapalhar a qualidade de vida da pessoa que as sente.

Logo, entender como a nossa psique constrói cada tipo de sentimento é um dos modos de se autoconhecer. Ademais, a aperfeiçoar o controle emocional da nossa mente de forma interna e externa.

Pensando nisso, fizemos um manual explicando em que consiste, de fato, um sentimento ruim. Ainda, o que pode causá-lo e como lidar com essas emoções negativas.

O que é um sentimento ruim?

Os sentimentos são reações biológicas provocadas por ações direcionadas à pessoa. Ou ainda, por causas internas do próprio organismo. Contudo, em geral, o sentimento ruim tende a ser causado por questões externas. Em especial, associadas a outras pessoas do seu convívio.

Nesse sentido, a tristeza, por exemplo, pode surgir quando alguém nos decepciona, trata mal ou nos diz coisas desagradáveis. Ademais, outras situações podem gerar um sentimento ruim, como:

  • problemas no trabalho;
  • desempenho ruim na escola;
  • férias não sai como esperado;
  • conflitos familiares;
  • desavenças com vizinhos.

Então, essas são algumas das situações que podem causar a tristeza e outras sensações negativas. Por outro lado, o sentimento ruim também pode ser um sinal de perigo ou de que algo não vai bem. Sendo assim, temos o medo, por exemplo, uma sensação que costuma surgir sempre que estamos em uma situação desconfortável e arriscada.

Nesses casos, essa sensação desagradável é totalmente normal e representa, inclusive, um grau saudável de equilíbrio entre as emoções do ser humano. Logo, não deve demorar muito para que a alegria e o bem-estar voltem a aparecer ao longo do dia.

Sentimento ruim dentro de mim

Contudo, quando o sentimento ruim surge do nada, é fundamental observar as causas. Por isso, é preciso ficar atento a quanto tempo esses momentos mais pessimistas duram. Além disso, a forma como esses sentimentos são expressados deve ser analisada.

Isso porque, a agressividade, o isolamento, as crises de choro e de pânico, sem causas aparentes, podem ser sintomas de transtornos psicológicos mais sérios. Então, dependem de cuidados especiais.

Dessa forma, se as situações  começarem a surgir do nada e com determinada frequência, é muito importante procurar ajuda profissional. Pois, somente assim será possível entender e tratar esse quadro de maneira saudável e segura.

Por que há o sentimento ruim do nada?

Na verdade, um sentimento ruim não surge do nada. Assim, as causas para as sensações negativas podem estar confusas ou disfarçadas no meio de outros acontecimentos.

Então, vejamos o caso desse sentimento estiver relativo à ansiedade, por exemplo. Sendo assim, a pessoas pode apresentar sintomas como falta de ar, palpitações e formigamento nas mãos. Logo, é bem provável que tudo isso esteja atrelado ao acúmulo de estresse e preocupações.

Ou seja, você acredita que está lidando bem com determinadas situações desgastantes. Ainda, mesmo que já tenham passado, pois, o  subconsciente acaba armazenando essas informações por muito mais tempo.

Leia Também:  Transtorno desintegrativo da infância: Síndrome de Heller

Sentimento ruim: angústia

Já quando o sentimento é algo mais próximo da angústia ou tristeza repentina, é preciso investigar as causas mais amplas. Desse modo, avaliar a situação dos relacionamentos interpessoais, a satisfação com a sua vida atual e os pensamentos sobre passado e futuro.

Isso porque, pessoas que pensam muito sobre erros do passado e memórias nostálgicas podem ser afetadas por sentimentos de angústia. Assim, algo semelhante se dá com acontecimentos tristes. Então, quando isso ocorre, a pessoa pode nem se lembrar sobre o que estava pensando.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Nesse sentido, a mesma sensação pode aparecer quando o indivíduo foca toda a sua atenção no futuro. Dessa forma, ele só pensa nas possibilidades positivas e negativas que podem acontecer. Com isso, as coisas boas que estão acontecendo no presente acabam não sendo valorizadas e vividas de forma plena.

    Então, como evitar um sentimento ruim?

    Saiba que todos os sentimentos, sejam eles bons ou ruins, estarão presentes no dia a dia do todos nós. E ainda, de modo inevitável. Assim, a tendência natural é que todo indivíduo saiba conviver com essas oscilações. Mas sem demandar um grande esforço emocional.

    Porém, quando a pessoa começa a enfrentar dificuldades para conviver com os sentimentos ruins, não existe uma fórmula mágica para resolver o problema. Mas sim uma série de comportamentos e métodos que podem ajudar de maneira gradual.

    Por isso, selecionamos alguns hábitos que podem ajudar a lidar com o sentimento ruim. Portanto, esperamos que eles ajudem a restabelecer sua qualidade de vida. Então, continue a leitura para conferir!

    1. Entenda a origem do sentimento

    Como mencionamos neste guia, todo sentimento tem origem nos fatores internos e externos. Então, mesmo que à primeira vista nenhuma causa seja observada, é essencial olhar com cautela para o que tem permeado os seus dias.

    Assim, é muito provável que a causa dessa sensação negativa esteja apenas no seu subconsciente. Logo, identificá-la é o primeiro passo para encontrar a solução para o problema. E assim, eliminar o sentimento.

    2. Tire um tempo para meditar e relaxar

    A meditação é uma excelente técnica de autoconhecimento. Ademais, pode ser praticada todos os dias e de qualquer lugar que a pessoa estiver. Além disso, as práticas podee levar apenas cinco minutos, mas ser o suficiente para alinhar o raciocínio e colocar os pensamentos em ordem.

    Portanto, esses minutinhos também servem para relaxar e amenizar as preocupações. Por isso, é importante manter esses pequenos hábitos de autocuidado que fortalecem o seu emocional e revigoram o ânimo. Assim, afastam o sentimento que algo ruim vai acontecer.

    3. Pratique exercícios físicos

    Os exercícios físicos contribuem para o equilíbrio hormonal. Além de aumentar os níveis de endorfina no organismo. Ou seja, um dos hormônios da felicidade. Com isso, o cortisol, conhecido como hormônio do estresse, reduz e alivia as sensações de pesar que costumam aparecer com o cansaço da rotina.

    Mas para que os exercícios físicos contribuam, de fato, para o controle do humor e sentimento ruim, é fundamental que eles sejam praticados com regularidade. Isto é, mais de uma vez por semana e mantendo sempre uma constância.

    4. Procure ajuda profissional

    Então, se o sentimento ruim persistir ou for algo muito mais intenso do que o habitual, é indispensável buscar ajuda com um profissional. Desse modo, com o auxílio de um psicanalista, o indivíduo poderá tratar esse problema com técnicas apropriadas e seguras.

    Leia Também:  O poder do perdão sobre a mente humana

    Como a mente humana é bastante complexa, ter a orientação de um especialista pode fazer toda diferença no processo de autoconhecimento. Além da construção da inteligência emocional e domínio dos próprios sentimentos.

    Considerações finais sobre sentimento ruim

    Portanto,  o sentimento ruim pode ser uma ocorrência comum ou apenas um fenômeno ocasional. Logo, é fundamental, para sua felicidade e sucesso a longo prazo, que você seja capaz de reconhecer as causas.

    Nesse sentido, esperamos que depois dessa leitura, você tenha compreendido com mais detalhes o que forma um sentimento ruim. E ainda, como lidar com ele de maneira saudável.

    Então, para continuar aprendendo mais sobre um sentimento ruim, faça nosso curso online de Psicanálise! Dessa forma, você compreendará diversas teorias sobre a psique humana. Por isso, faça sua matrícula agora mesmo.

     

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *