qual a diferença entre psicólogo e terapeuta

Diferenças entre Terapeuta e Psicólogo

Posted on Posted in Profissões e Psicanálise

Você sabe quais são as diferenças entre terapeuta e psicólogo? Caso ainda não saiba, confira esse post que preparamos para você! Pois, apesar dessas palavras parecerem sinônimas, tem algumas diferenças! Ficou curioso? Continue lendo para saber mais!

O que faz um terapeuta?

Terapeuta é o profissional que cursou uma especialização em um tipo de terapia, podendo ser tanto psicoterapia quanto terapias complementares. Este profissional pode ter feito uma graduação em outra área. E não só isso, mas também ter um complementando com uma especialização na área da terapia desejada.

Na psicologia, temos o psicoterapeuta. Em que escolhe uma área da psicologia para fazer a especialização. Temos várias áreas, entre elas, por exemplo:

  • psicanálise;
  • terapia cognitivo-comportamental;
  • Gestalt terapia.

Tem também outros tipos de terapeutas quando pensamos em outras áreas, como fisioterapia e terapeuta ocupacional. Além disso, tem as terapias holísticas como, por exemplo, a acupuntura e o reiki. Já quando pensamos em terapias complementares, temos por exemplo a musicoterapia e cromoterapia.

O que faz um psicólogo?

Psicólogo é o profissional formado no curso universitário de psicologia que dura mais ou menos cinco anos. Nos semestres finais do curso, é obrigatório fazer um estágio na área para ter o diploma. Após a conclusão da faculdade, o recém-formado pode escolher uma especialização na área que desejar.

O psicólogo é responsável por analisar episódios psíquicos, além de pensamentos e emoções das pessoas. É uma profissão muito importante dentro da área da saúde. Além disso, dentro da psicologia, há diversos campos de atuação. Como, por exemplo, Psicologia:

  • Educacional;
  • de Trânsito;
  • Clínica;
  • Hospitalar.

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) e o Conselho Regional de Psicologia (CRP) são órgãos reguladores dessa profissão. Assim, após a conclusão da graduação, basta acessar o site do conselho e solicitar o registro. Depois de mais ou menos 30 dias, o registro estará pronto. E, por fim, o profissional já pode começar a sua atuação.

Uma das especializações em psicoterapia: psicanálise

Sigmund Freud, no início do século XX, fundou a psicanálise. O radical grego psiche significa alma, assim é feita uma análise da mente da pessoa. Um dos conceitos mais importantes dentro da psicanálise é o inconsciente: uma parte da mente que não tem nada haver consciência.

Para Freud, os traumas, pensamentos, remorsos e experiências ruins esquecidas não estão no consciente. Sendo assim, estão no inconsciente. Além disso, essa série de conteúdos influenciam o comportamento da pessoa sem que ele perceba.

A ajuda do psicanalista é importante para tratar esse e problemas. Ele interpretará ao longo das sessões as ligações entre o consciente e o inconsciente. E, por fim, tem como objetivo curar o sofrimento psíquico da pessoa.

Uma das especializações em psicoterapia: Gestalt terapia

A Gestalt terapia foi feita pelo Fritz Perls, pelo Luara Perls e pelo Paul Goodman, entre as décadas de 1940 e 1950. Além disso, Gestáltica (outro nome dado) se concentra na pessoa.

A Gestalt terapia foca está no aqui e agora. E tem o objetivo de com que a pessoa se torne mais consciente de suas ações. De acordo com essa abordagem, o ambiente afeta a experiência da pessoa. Além disso, tem outros dois pilares dessa terapia que são a responsabilidade e a consciência.

Leia Também:  Psicanálise e Psicologia em SJC São José dos Campos

Na Gestalt terapia, os transtornos são vistos como partes do ser que precisam ser trabalhado. O terapeuta gestáltico dá suporte à pessoa, ajudando-a a viver os momentos. Assim, ele poderá refletir sobre si mesmo e sobre as suas relações e a sua realidade.

Uma das especializações em psicoterapia: terapia cognitivo-comportamental

A terapia cognitivo-comportamental (TCC) foi criada por Aaron Beck na década de 1950. É baseada na teorias comportamentais (behavioristas), na qual explica que o comportamento é moldado por reforços negativos e positivos.

A TCC fala que o ser humano é constituído por meio de aprendizagens. E o que causa os sintomas de transtornos psicológico são pensamentos não reais. Além disso, essa terapia entende que o que afeta a pessoa é a forma como interpreta os acontecimentos.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    O trabalho do terapeuta cognitivo-comportamental é ajudar a pessoa a refletir sobre seus pensamentos negativos e superá-los. Só para ilustrar, pode ser aplicada em diversas áreas da vida como, por exemplo:

    • relacionamentos em crise;
    • impasses da vida profissional;
    • luto;
    • e, por fim, transtornos emocionais.

    Quais são os deveres de um psicoterapeuta?

    Um psicoterapeuta tem diversos deveres. A princípio, saber diagnosticar as doenças psicológicas da pessoa por meio da escuta. Para isso, é preciso olhar o comportamento e outros aspectos de comunicação não verbal durante a sessão.

    Além disso, após os primeiros encontros, é bom ter um plano de tratamento com base no perfil. E não só isso, mas também nas necessidades da pessoa. Um ponto muito importante é ter uma relação de confiança com a pessoa.

    É necessário também conseguir lidar com as crises da pessoa. Para isso, usar terapias apropriadas, dando suporte e aconselhamento psicológico. E, por fim, isso tudo deve ser registrado para poder se saber os acertos e erros ao longo do tratamento.

    Práticas Integrativas no SUS

    Como falamos no início do texto, a palavra terapeuta abrange áreas para além da psicoterapia. Por isso, desde 2006 o Sistema Único de Saúde (SUS) por meio da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) dá diversas práticas integrativas. Das quais os terapeutas usam nas suas sessões.

    Até 2006, o PNPIC tinha cinco práticas: acupuntura, homeopatia, fitoterapia, termalismo social/crenoterapia. Já em 2017, tiveram mais 14 práticas acrescentadas, como por exemplo:

    • dança circular;
    • meditação;
    • reiki;
    • yoga.

    Em 2018, o PNPIC também passou a ter, por exemplo, a constelação familiar e a imposição de mãos. E não só isso, mas também medicina ozonioterapia, terapias florais e outras. Com isso, até o momento, o PNPIC tem 29 práticas integrativas que são trabalhadas pelos terapeutas.

    Qual a diferença entre psicólogo e terapeuta?

    Antes de mais nada, neste post falamos sobre as diferenças entre psicólogo e terapeuta. Vimos que elas tem formações iniciais diferentes. Mas, em algum momento essas duas profissões podem ter  formações em comum.

    Além disso, os dois trabalhos são de suma importância. Pois, eles ajudam a tratar diversas dificuldades que as pessoas enfrentam no dia a dia.

    Gostou do nosso post? Então, comente o que você achou. E continue lendo, pois temos um convite especial para você!

    Considerações finais

    Por fim, após saber a diferença entre terapeuta e psicólogo, você pode aprender mais sobre a Psicanálise. E não só isso, mas também começar a atuar como um psicanalista. Faça isso se inscrevendo em nosso curso on-line de Psicanálise! Além disso, a parte teórica do curso tem 12 módulos em apostilas que tem artigos, vídeos e e-books.

    Leia Também:  Psicanalistas e Psicólogos em Campinas (SP)

    Tem também as partes de supervisão e análise. Ao final, você fará uma monografia reunindo as reflexões feitas ao longo do curso. Durante todo o curso, você saberá como é a atuação de um psicanalista. E, então, você terá conteúdos semelhantes a este post sobre terapeuta e psicólogo. Não perca tempo! Se inscreva agora mesmo!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *