cinco lições da psicanálise

5 lições da Psicanálise (Freud): resumo do livro

Posted on Posted in Teoria Psicanalítica

Anos após sua morte, Sigmund Freud ainda é uma figura eminente da cultura ocidental. Hoje você conhecerá 5 lições da Psicanálise,  incluindo as teorias do médico vienense sobre o funcionamento da psique humana, do sonho e a homossexualidade.

5 lições da psicanálise para aprender com o jovem Sigmund Freud

Provoque seus pais se quiser saber o que eles realmente pensam de você

A princípio, é notório que Freud confiava pouco na exatidão das memórias da infância. Ele argumentou que elas eram evidências apenas do desejo, não da infância, e que o que valia era o contexto em que foram despertados.

Freud contou um caso em que urinou no quarto dos pais. Seu pai reagiu dizendo que o menino “nunca valerá nada”. Ele não estava certo, mas a provocação mostrou ao jovem Freud o que seu pai era capaz de lhe dizer em voz alta.

Conheça seus idiomas

Freud era amante da literatura e das línguas,  sendo assim era fluente em:

  • grego;
  • latim;
  • espanhol;
  • italiano;
  • francês;
  • inglês.

Esse talento acabou sendo útil em mais de uma ocasião. No início de seu namoro com Martha Bernays, que vinha de uma família judia ortodoxa, ele lhe mandava rosas vermelhas com poemas em latim e outras línguas estrangeiras.

Isso provou ser um sucesso, já que a parceria não durou apenas quatro anos de noivado, mas também 53 anos de casamento.

Certifique-se de que os outros saibam que você os conhece

Em 1885, Freud recebeu uma bolsa do governo que lhe permitiu estudar em Paris com o médico francês Charcot, apelidado de “Napoleão das neuroses”. Então, Freud viu-se sozinho e incapaz de chamar a atenção do popular e persuasivo Charcot.

Um dia, Charcot mencionou que precisava de alguém para traduzir suas novas palestras para o alemão. O jovem Freud ofereceu seus serviços, que foram prontamente aceitos e abriram a porta para o círculo íntimo de amigos e familiares de Charcot.

Apesar de sua recém-descoberta vida social, Freud não relaxou: sua tradução foi publicada antes da versão original em francês.

Quando estiver em turbulência, escreva

Não foi por acaso, argumenta Phillips, que Freud escreveu seus primeiros e importantes trabalhos psicanalíticos entre 1886 e 1900. Durante esse período, ele se casou e teve seis filhos em oito anos. Nesse período, dois dos mentores de Freud, Ernst Wilhelm Ritter von Brücke e Charcot, bem como seu pai, morreram.

Phillips imagina Freud nesse momento como um médico de neuropatia em seu consultório particular (que, a partir de 1891 estava localizado na famosa Berggasse 19 em Viena) vivendo uma vida profissional bastante rotinizada e mais ou menos bem-sucedida. Mas ele também estava em um estado de grande turbulência e portanto teve que escrever para superá-lo.

Então, Freud se deparou com as questões que cercam a infância, a sexualidade e a perda, e as transformou nos temas centrais de suas publicações.

Sonhe alto

Em uma carta a seu colega Wilhelm Fliess em 1895, Freud anunciou a esperança de que um dia exista uma placa em sua homenagem.

Leia Também:  Distúrbios de Personalidade e a Dinâmica Através da Psicanálise

Hoje, a antiga clínica de Freud em Viena é um museu. E uma placa homenageia o famoso médico, que era infame e desinteressado por política. Aliás, ele só relutantemente deixou a Áustria após o Anschluss em 1938, e morreu em Londres no ano seguinte.

Além disso, uma placa que exibe essas palavras em alemão: “Aqui, em 24 de julho de 1895 / O Segredo do sonho / Revelou-se ao Dr. Sigmund Freud” foi erguida em 1977 perto do antigo local do Castelo Bellevue em Viena, onde Freud teve um sonho importante.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Psicanálise Hoje

    Se você perguntar a alguém o que vem à mente quando pensa em psicologia, Sigmund Freud e a psicanálise são provavelmente respostas comuns. Não há dúvida de que a psicanálise tanto como abordagem terapêutica quanto como perspectiva teórica deixou sua marca na psicologia.

    A maioria dos psicólogos hoje usa uma abordagem mais eclética no campo da psicologia, embora existam alguns profissionais que ainda adotam um ponto de vista apenas psicanalítico sobre o comportamento humano.

    Por que a psicanálise ainda é relevante hoje

    É uma pena que Freud tenha se tornado uma espécie de zombaria na cultura popular. O Freud em cartuns costuma ser muito engraçado, mas serve para tornar suas ideias ridículas; aquelas mesmas ideias que mudaram e influenciaram de modo profundo nossa sociedade.

    Sua linguagem e conceitos estão presentes em nossas vidas. Como por exemplo o inconsciente, o significado dos sonhos e a ideia de que nosso comportamento é afetado por nosso passado e não apenas por nossos cérebros.

    Bem como seu pensamento e sua escrita eram corajosos, criativos e improvisados. Mas talvez haja algo bastante desconfortável em ser lembrado de que nem sempre controlamos nosso comportamento como gostamos de pensar. Até certo ponto, a sociedade sobrevive e opera negando esse fato.

    Resumo da visão psicanalítica hoje

    Talvez de forma semelhante, a visão popular da psicanálise tenha servido para simplificá-la e caricaturá-la como estática. Ou seja, entender a psicanálise como um corpo de conhecimento desatualizado e formulado há mais de 100 anos. Tudo isso feito por uma figura patriarcal que acreditava que a raiz do distúrbio mental era o conflito sexual inconsciente.

    Entretanto, a realidade não poderia estar mais longe da verdade. A psicanálise continua a crescer e se desenvolver de forma orgânica, sendo composta de várias linhas diferentes. Elas relacionam as ideias sobre a personalidade humana, amplamente geradas a partir de respostas ao trabalho clínico. Ela não é dogmática e imutável, nem é possível definir com clareza.

    Considerações finais sobre 5 lições da psicanálise

    A psicanálise pode não ser a força que era em 1910, mas as teorias de Freud tiveram uma influência duradoura na cultura popular e na psicologia. Se você parasse e refletisse por alguns minutos sobre a hora que antecedeu a leitura deste artigo, observando quaisquer pensamentos, sentimentos e sensações, o que você notaria, sem dúvida, daria um vislumbre da maneira muito individual que você tem de vendo o mundo.

    Você provavelmente também perceberia que essa oportunidade de parar, refletir e pensar sobre como você experimenta a vida é extremamente rara em nossa agitada sociedade moderna.

    Sendo assim, para desenvolver sua visão sobre 5 lições de Psicanálise e sua vida, se inscreva em nosso curso online de Psicanálise Clínica. Com a ajuda dele, poderá se estabilizar tanto emocional, quanto intelectualmente, garantindo melhor fluidez graças ao autoconhecimento desenvolvimento.

    Leia Também:  Freud, o pai da Psicanálise

     

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *