O que é abordagem comportamental?

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

As reações que enviamos aos estímulos do mundo definem como será o nosso comportamento em algumas situações. É isso que os especialistas chamam de abordagem comportamental, onde o fluxo de interações internas e externas acontece. Entenda melhor sobre esse conceito nas próximas linhas.

O que é abordagem comportamental?

A abordagem comportamental é um movimento que defende que desenvolvemos habilidades de acordo com o ambiente em que vivemos. Esse tipo de estudo afirma que reagimos diretamente diante da forma como somos estimulados pelo ambiente externo. Ou seja, nosso comportamento depende diretamente de um estímulo de fora.

A partir disso, diversos modelos de ensinamento foram projetados com base em algumas análises. Foram usados como parâmetro o processo sobre como o comportamento humano se molda e se reforça socialmente. A ideia aqui é permitir enxergar a construção de experiências para a melhor análise desse tipo de movimento social.

Com isso, temos acesso a um conteúdo que visa à conquista de habilidades e objetivos que alcançam determinada competência. O ser humano se mostra como um depósito de informações e experiências bastantes relevantes.

Origem

A abordagem comportamental foi fundada por John B. Watson, que a definiu em seu trabalho como a ciência do comportamento. Ele se empenhou para tornar esse trabalho um ramo objetivo, ainda que experimental, das ciências naturais. Conseguiu, visto que as teorias desenvolvidas pela relação do homem com o ambiente catalisaram diversos estudos.

John B. Watson defendia que havia uma continuação da ligação do homem com a figura do animal. Os princípios das reações de diversos seres diferentes funcionavam de forma semelhante, o que facilitava sua leitura. Com isso, os pesquisadores podiam concluir resultados parecidos de diversas origens de estudo.

Mesmo que o homem possa se diferenciar dos animais por sua complexidade emocional, as origens de seus comportamentos eram semelhantes. Portanto, para dar início a pesquisa da abordagem comportamental, poderíamos usar o ser humano ou animal como ponto de referência. Os resultados podem ser comparados a partir de um mesmo estímulo.

Algumas composições

Para entender melhor a abordagem comportamental, é preciso avaliar os elementos que a compõem. É por meio deles que o seu estudo se viabiliza, visto que a conexão inerente proporciona resultados concisos. Embora haja outras peças a serem observadas, a abordagem comportamental foca em:

Estímulo

É toda a manifestação ambiental que é percebida por nossos sentidos. Com ela, conseguimos criar uma reação a fim de responder adequadamente a isso. Não existe uma forma precisa de explicar como isso se dá. Pode despertarpor meio de sons, imagens, olfato, contato, entre muitos outros fatores.

Resposta

A resposta está associada Às mudanças que acontecem em um corpo a partir de estímulos oriundos externamente. Mostra-se como uma reação proporcionada às mensagens que captamos do mundo. Note que se trata de uma relação dependente com o item acima. Não existe resposta se não houver estímulo, e esse se torna inútil se o segundo não existir.

Comportamento

Mostra-se como uma resposta ao ambiente em que se vive. Por exemplo, em uma cidade grande e movimentada, certamente uma pessoa se mostra estressada. Esse estresse se torna parte dela, já que a mesma permanece no mesmo ambiente. A partir daí, suas ações se mostram mais agressivas e impulsivas.

Objetivos

A Psicologia quanto à abordagem comportamental se interessa na conexão entre estímulos e respostas de um indivíduo. Os estudiosos do seguimento não descartam que os processos internos que se relacionam ao comportamento. Ainda assim, recorrem o seus estudos à Fisiologia, já que não podem ser vistos.

Além disso, se preocupam em tentar prever a resposta de um corpo quando este alcança um estímulo. Não o bastante, também reconhecer o estímulo quando conhecem a resposta.

Exemplos

Para entender melhor a abordagem comportamental na prática, confira os exemplos abaixo. Eles mostram perfeitamente a relação entre estímulo e resposta, conduzindo o comportamento do indivíduo em questão. Para dinamizar melhor a explicação, dividimos entre homem e animal. Acompanhe:

Homem

Uma garota sensível marca um encontro com um rapaz, mas este não pode ir até o local. Para que ela não o espere, pede que uma amiga mande um recado, sem saber que elas não se gostavam. Como forma de provocar, a amiga desse rapaz avisa à moça que ele está com outra garota. Ao ouvir uma triste música no lugar, essa jovem começa a chorar.

Leia Também:  Decifrando a mente humana com Freud

A garota retorna triste para casa e como forma de provocá-la, sua rival toca a mesma música de antes. Com esse estímulo, a jovem desaba novamente em lágrimas. Contudo, o rapaz aparece de mãos dadas com uma criança, pedindo desculpas por ter de cuidar da irmã caçula. A jovem entende que se tratava de um plano da adversária e perdoa o rapaz.

Neste exemplo, a sensação de desprezo provocou a reação de chorar. A partir do momento em que se associa com a música, essa música se torna um estímulo à sua resposta de choro. Segundo os comportamentalistas, essa música seria chamada de estímulo condicionado já que está associada ao desprezo inicial.

Animal

Pense em um felino que está bebendo água. No momento em que ouve um latido, o gato começa a correr. Afirmamos que quando este ouviu o estímulo latido, respondeu com o ato de correr. Sendo assim, um estímulo é catalisador de uma resposta.

Comentários finais: abordagem comportamental

A abordagem comportamental serve para entender porque agimos de determinada forma quando encontramos determinado estímulo. Há uma ligação diferenciada quando o objeto à nossa frente muda, o que provoca mudanças em nosso corpo interno. A partir disso é que se começa a mapear o fluxo de informações entre nós e o ambiente.

O estudo é bastante relevante quando queremos observar porque desenvolvemos determinados comportamentos. O aprendizado está incluso nisso, visto que a pauta entre ganho e perda de vontades também está inclusa. A partir de diretrizes simples, construímos uma ferramenta que prevê nossas ações. Com isso, aprendemos a controlá-las.

Para estudar melhor o que foi dito acima, entre em contato conosco e ingresse em nosso curso de Psicanálise 100% online. Por conta dessa ferramenta você tem um acesso maior a como a mente humana funciona. O estudo possibilita a abertura de caminhos para entender quem e como somos.

As nossas aulas são feitas via internet. Isso dá mais liberdade à sua rotina, visto que pode estudar quando e onde quiser sem atrapalhar seus planos. Mesmo que à distância, você não corre o risco de aprender desleixadamente, visto que nossa grade é bastante eficaz. Além do mais, professores mestres no tema focalizam o aprendizado e te ajudam a absorver cada proposta.

Não adie mais a chance de se conhecer melhor com um dos melhores cursos disponíveis no mercado. Entre já em contato conosco e garanta sua vaga em nosso curso de Psicanálise. Educação de qualidade a um preço baixo é conosco. Ah, e se gostou de saber como funciona a abordagem comportamental, não deixe de compartilhar este post com outras pessoas. Dessa forma, é possível que mais gente tenha acesso a essa informação.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.


2 thoughts on “O que é abordagem comportamental?

    1. Olá, Maria Lucia, tudo bem? Obrigado por sua mensagem. Você terá acesso ao mais amplo material teórico. Concluída a parte teórica, você terá 6 meses de encontros teletransmitidos (por vídeo). Todas as atividades são online e contemplam um programa de estudos bastante completo, com o essencial sobre a matéria psicanalítica. Para sua inscrição, acesse: https://psicanaliseclinica.com. Gratidão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 5 =