abstinência

Abstinência: significado e sintomas na psicologia

Posted on Posted in Conceitos e Significados, Psicanálise, Transtornos e Doenças

A abstinência é o ato de privar-se de algo. Ela pode ocorrer motivada por causa de um estilo de vida ou de uma religião específica. Vamos entender melhor esse termo a seguir. Então, confira agora mesmo!

O que é abstinência?

Abstinência é o ato de abster-se de alguma coisa. Por sua vez, essa abstenção pode ser voluntária, por motivos religiosos ou morais. Contudo, quando é involuntária, essa privação pode querer limitar comportamentos alimentares e sexuais. Assim sendo, esse é o caso do abuso de drogas e o álcool.

Ademais, o jejum, comum em algumas religiões, também é um tipo de abstinência. As restrições de certos alimentos também fazem parte do significado de abstinência se tiverem fins terapêuticos.

A abstinência dura um tempo determinado ou não. O tempo e quais hábitos restringir são decididos pela pessoa. Agora que você sabe melhor o que significa abstinência, vamos saber alguns sintomas quando a pessoa tem uma crise de abstinência.

Sintomas da abstinência

Vale ressaltar que os sintomas variam de pessoa para pessoa, pois cada um tem um tipo de organismo. Além disso, os sintomas também dependerão do que o indivíduo está se abstendo. Contudo, de modo geral, as pessoas podem ter:

  • dores musculares;
  • fadiga;
  • perda de apetite;
  • fome excessiva;
  • tremores;
  • pele fria e úmida;
  • sensação de frio ou suor;
  • ansiedade severa;
  • depressão;
  • náusea;
  • vômito;
  • confusão mental;
  • perda de interesse ou prazer nas atividades;
  • insônia ou sonolência;
  • pupila dilatada;
  • sensibilidade à dor.

Abstinência de drogas

Agora iremos falar mais sobre um tipo de abstinência: a das drogas. Mesmo que seja usada em pequenas porções, a maioria das drogas possui um efeito potente no corpo.

As células pulmonares absorvem rápido as substâncias inaladas. Ademais, em poucos segundos, elas chegam à corrente sanguínea e ao cérebro. Assim sendo, as drogas geram uma grande e falsa sensação de prazer. Por isso, os usuários tendem a querer a usar mais drogas para ter essa “felicidade”.

Entenda mais

Por isso, o uso constante dessas substâncias aumenta os riscos de desenvolvimento de várias doenças físicas e mentais. Além disso, o corpo acaba se acostumando com esses entorpecentes. Assim, quando a pessoa decide parar de usar, seja por vontade ou não, ele se manifesta.

A falta da droga pode desencadear alguns efeitos físicos, comportamentais e psicológicos na pessoa. Portanto, é muito importante saber identificar quando uma crise de abstinência acontece.

O que é crise de abstinência?

É um conjunto de sintomas e sinais que atinge o usuário de drogas, causando desconforto psíquico e até físico. Isso acontece quando o consumo recorrente das substâncias químicas diminui ou acaba.

Além disso, quanto maior o consumo, maior será a crise. Então, confira abaixo alguns sintomas de abstinência de drogas:

  • pupilas dilatadas;
  • dores no corpo;
  • taquicardia;
  • náuseas e vômitos;
  • tremores;
  • sudorese;
  • febre;
  • diarreia;
  • hipertensão;
  • convulsão;
  • irritabilidade;
  • ansiedade;
  • agitação;
  • oscilações de humor;
  • falta de racionalidade;
  • insônia;
  • depressão;
  • confusão mental;
  • alucinações;
  • ataques de pânico.

Quanto tempo pode durar uma crise de abstinência?

Cada pessoa reagirá de uma maneira, pois cada uma consumiu uma proporção diferente dessas substâncias. Por isso, o tempo das sensações ocasionadas pela abstinência será diferente.

Leia Também:  O que é Viés de Sobrevivência em Psicologia?

Porém, de forma geral, as crises podem durar entre 4 e 15 dias. Além disso, em alguns casos, esse período pode ser maior. Isso acontece quando o caso é mais crítico.

Por ser um processo muito difícil. Portanto, a pessoa em abstinência precisa de uma atenção especial da família e amigos próximos. Em alguns casos há depressão. Portanto, descontroles emocionais e tentativas de suicídio podem acontecer.

Por que as crises de abstinência ocorrem?

Quando uma pessoa consome uma determinada droga todos os dias, o seu corpo fica dependente daquela substância química. Assim, quando ela decide parar, seja por vontade própria ou por conta de algum tratamento, o corpo sente falta daquela substância.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Por isso, a pessoa apresenta também quadros de impulsividade e ansiedade para tentar excluir essa vontade de se entorpecer. Se você conhece alguém que esteja passando por isso, confira o nosso próximo tópico.

    Como vencer a abstinência de drogas?

    O primeiro passo que a pessoa precisa dar é procurar ajuda profissional. Por isso, quando detectar alguns desses sintomas, procure por um médico especializado nessa área. Entretanto, sabemos que essa é uma decisão difícil. Ainda assim, é importante tratar essa dependência de forma adequada.

    Os médicos psiquiatras, psicólogos e neurologistas são os mais competentes para diagnosticar essa abstinência. Além disso, há clínicas especializadas em serviços especializados nos cuidados com o paciente.

    Por fim, vale ressaltar que é importante falar para o profissional escolhido o histórico médico da pessoa e quais os sintomas ela tem. Na primeira consulta, indica-se que o paciente vá acompanhado. Com os exames médicos e físicos, além das avaliações psicológicas é possível diagnosticar a síndrome que a pessoa tem e saber qual é a intensidade.

    Quais são os tratamentos?

    Com o diagnóstico já realizado, o próximo passo é realizar o tratamento seguindo as orientações médicas. Para isso, tem alguns processos que ajudam o paciente a controlar os sintomas da crise de abstinência.

    Medicamentos

    Os remédios que os médicos receitam no geral são antidepressivos, sedativos e ansiolíticos. Contudo, fica aqui o lembrete para que as pessoas não se mediquem sozinhas quando apresentarem algum sintoma de crise.

    Só um profissional da área da saúde pode indicar qual dosagem consumir. A automedicação pode agravar a situação, pois alguma substância pode fazer que o corpo se “vicie” naquele medicamento.

    Acompanhamento psicológico

    Já dissemos que um psicólogo é um profissional é competente para tratar uma crise de abstinência. Isso porque ele tem a formação necessária para ajudar uma pessoa que está passando pelo problema.

    Assim, o papel dele é trabalhar a mente da pessoa para que ela fique saudável. Dessa forma, ele contribuirá com o sucesso do tratamento.

    Internação

    O manejo psiquiátrico é importante nesse tipo de abordagem. Esse processo tem como objetivos específicos:

    • desenvolver e manter uma aliança terapêutica;
    • monitorar o estado clínico do paciente;
    • tratar eventuais comorbidades;
    • tratar a intoxicação;
    • desenvolver um tratamento específico para a crise de abstinência;
    • trabalhar para facilitar a aderência ao plano de tratamento;
    • conscientizar sobre a dependência química;
    • evitar recaídas;
    • fazer uma manutenção diária da abstinência.

    Considerações finais sobre abstinência

    Se você gostou do nosso post, comente abaixo o que achou. Além disso, te convidamos a conhecer o nosso curso de psicanálise clínica. As aulas são 100% online! Dessa forma, você tem em casa ótimos professores para te ajudar a aprender mais.

    Leia Também:  As 21 Grandes Frases de Felicidade

    Por fim, você terá acesso a um conteúdo riquíssimo como este sobre abstinência. Isso além de entender mais sobre as relações humanas. Assim sendo, não perca tempo e inscreva-se já!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *