ácido fólico

Ácido Fólico: para que serve, quais indicações?

Posted on Posted in Psicanálise, Transtornos e Doenças

Caso você tenha procurado saber o que é e para que serve o ácido fólico, a probabilidade de que você esteja grávida é alta. Não, não estamos dizendo que esta sua iniciativa seja um teste de gravidez. Acontece que, em geral, é altamente recomendado que mulheres consumam o item principalmente quando se tornam gestantes. Sendo você uma mulher grávida ou não, preste atenção no que diremos durante o texto e aprenda para que serve  o elemento!

O que é o ácido fólico?

Em primeiro lugar, é importante desmistificar o peso que a palavra “ácido” tem aqui. Para muitas pessoas, ácido é uma substância perigosa que deve ser evitada a qualquer custo. Talvez possamos pôr a culpa nisso nas nossas aulas de ciências e visitas aos laboratórios de química da escola. Se formos usar o “quimiquês”, a definição da substância ácida parece perigosa mesmo.

O conceito de ácido

Trata-se de qualquer composto capaz de transferir Íons numa reação química. Dessa forma, torna-se possível diminuir o pH de uma solução aquosa. Ademais, o ácido também é um composto capaz de formar ligações covalentes com um par de eléctrons.

Tendo dito isso, saiba também que muitos alimentos que consumimos diariamente possuem quantidades de ácido que não fazem mal. No entanto, só quando não são ingeridas em excesso. São exemplos o feijão, o leite, o queijo, a noz e a castanha. Caso você já tenha ido a um nutricionista, já deve ter ouvido que esses alimentos devem ser ingeridos com parcimônia no dia a dia.

Mais acima dissemos que substâncias ácidas diminuem o pH de substâncias aquosas. Agora pense: o que há de aquoso no corpo humano? Sim, o nosso sangue! Quando ingerimos muito ácido, acabamos enfraquecendo o nosso sistema imunológico. Dessa forma, deixamos o nosso corpo mais suscetível a doenças.

Propriedades importantes

Por outro lado, os alimentos que possuem acido também trazem inúmeros benefícios para a saúde. É aqui que entra o ácido fólico. Trata-se de uma vitamina do complexo B, solúvel em água e presente em diversos itens da dieta diária. Seus benefícios são tão importantes que muitos medicamentos apresentam a vitamina como um de seus compostos.

Agora que você sabe disso, vamos detalhar essas vantagens:

  • Contribui para o bem-estar de mãe e bebê durante a gestação: o folato presente no ácido fólico é especialmente importante para um bom desenvolvimento fetal e formação do tubo neural;
  • Fortalece unhas, pele e cabelos: o complexo B é praticamente um item de skin care, já que deixa a pele muito menos oleosa e com brilho saudável;
  • Contribui com a imunidade: apesar de ser prejudicial em excesso, o folato é importante para uma boa proteção do corpo;
  • Proporciona um melhor funcionamento do cérebro: estudos em universidades renomadas apontam que boa parte dos casos de depressão são causados pela falta de folato no organismo.

Devemos consumir o ácido fólico diariamente?

Embora seja uma substância muito recomendada para as mulheres grávidas, como já dissemos, o ácido fólico é encontrado em vários alimentos que todo mundo come em seu dia a dia! Talvez você não saiba, mas vários itens da sua dieta podem conter uma boa quantidade de ácido fólico. Por um lado isso é bom porque você já está ingerindo a vitamina. No entanto, é preciso tomar cuidado para não consumir demais e acabar deixando o corpo desprotegido.

São estes os alimentos com maior concentração de folato :

  • folhas verdes escuras: espinafre, brócolis, couve, alface e salsa;
  • cereais integrais;
  • frutas: abacate, manga, laranja, tomate, melão, banana;
  • proteínas: vísceras (fígado de galinha), ovo e carne;
  • leguminosas: feijões, lentilha, ervilha, grão de bico.
Leia Também:  Entendendo Psicanálise de 5 grandes autores

O ácido fólico na gravidez

Já ressaltamos a importância de consumir o ácido fólico na gravidez, mas falaremos sobre isso mais detalhadamente neste tópico. Você sabia que as mulheres deveriam começar a consumir mais ácido folico mesmo antes de atestarem que estão grávidas? Muitos médicos recomendam que suas pacientes façam a ingestão da vitamina pelo menos três meses antes da concepção.

Obviamente, essa é uma medida que apenas as mulheres que estão planejando uma gravidez conseguem dar conta de assegurar. No entanto, quem não conseguiu se preparar com antecedência pode ingerir a vitamina (e deve!) durante a gestação. Nesse contexto, é necessário fazer uma resslava. Enquanto não-gestantes podem fazer ingestão de alimentos que contém folato normalmente, as mulheres grávidas precisam de um suplemento.

A importância do folato para o feto

Durante pelo menos os três primeiros meses de gestação, ingerir uma quantidade maior de ácido fólico é importante pelo motivo que apontamos no começo deste texto. Acontece que os alimentos do nosso dia a dia geralmente não são ingeridos em uma quantidade alta o suficiente para garantir o bom desenvolvimento do tubo neural do bebê.

Ademais, essa precaução é útil para evitar falhas no desenvolvimento do cérebro da criança e também em sua medula espinhal. Para além disso, a ingestão extra de folato diminui os riscos de a criança nascer com problemas cardíacos.

Tendo dito isso, é importante que a mulher grávida faça a suplementação durante o pré-natal, com auxílio de seu obstetra. Dizemos isso por dois motivos. Em primeiro lugar, é importante saber que esta tomando a quantidade correta da vitamina, nem mais, nem menos. Em segundo lugar, há medicamentos que podem inibir a ação do ácido no organismo. Conversar com o médico ajudará a paciente a identificar e suspender alguns remédios.

Homens podem consumir ácido fólico?

Como dissemos mais acima, os homens já consumem ácido fólico. Caso tenham em sua dieta qualquer um dos alimentos que listamos, essa já é uma vitamina que faz parte da dieta masculina. Já que o grupo de alimentos que contém folato é bastante amplo, é muito difícil que uma pessoa não consuma nada em seu dia a dia. Por exemplo, mesmo quem odeia folhas pode acabar ingerindo o ácido na carne ou no ovo.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Ácido fólico e o uso para crianças

Crianças também ingerem o ácido fólico em seu dia a dia caso já consumam qualquer um dos alimentos que apresentamos. No entanto, no caso de bebês novinhos, é importante lembrar que a orientação é conduzir uma alimentação exclusivamente com leite materno até pelo menos os 6 meses de idade. No que tange a introdução de alimentos sólidos, é importante conversar com o pediatra a respeito dos itens que têm folato.

Quem pode recomendar o ácido fólico?

Apesar de a compra do ácido fólico não precisar de receita, é importante que a suplementação seja feita com o acompanhamento de um profissional da área da saúde. Como qualquer coisa que nós venhamos a ingerir, o excesso pode ser muito ruim para o corpo. Assim sendo, seja você homem, mulher, criança ou mulher gestante, não seja relapso com a sua alimentação. Faça a ingestão apenas do que certamente fará bem para a sua saúde!

Considerações finais sobre a ingestão de ácido fólico

No artigo de hoje, você aprendeu o que é o ácido fólico. Além de entender paraque o mesmo serve, viu que uma substância ácida pode fazer bem não só para mulheres. Homens, crianças e até o feto dentro da barriga se beneficiam de suas propriedades. Por fim, gostaríamos de relembrar algo que não abordamos em detalhe ao longo do artigo. Lembre-se que a ingestão da vitamina pode evitar doenças e transtornos mentais tais quais a depressão.

Leia Também:  Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica

Assim sendo, é interessante deixar um convite aqui. Enquanto o ácido fólico previne a depressão, a análise psicanalítica é comprovadamente efetiva no tratamento de muitas pessoas que já possuem a doença. Caso queira aprender mais sobre isso, faça a sua matrícula em nosso curso de Psicanálise Clínica 100% online. Além de adquirir formação extra, conseguirá aplicar os conceitos aprendidos em sua vida pessoal. Pense nisso!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − dez =