agorafobia significado, sintomas, tratamento

Agorafobia: o que é, sintomas, tratamentos

Posted on Posted in Transtornos e Doenças

Muitas pessoas se sentem inseguras quando estão em espaços públicos ou lugares desconhecidos. Talvez a causa para essa sensação esteja ligada com algum aspecto da ansiedade nas suas vidas. Para explicar melhor o que acontece, nós hoje conversaremos a respeito do significado de agorafobia. Além disso, falaremos sobre seus sintomas e os tratamentos disponíveis.

O que é agorafobia?

É um transtorno provocado por ataques de pânico que causa medo de lugares estranhos. Por causa disso a pessoa demonstra medo de situações onde ele possa se sentir desamparado, aprisionado ou constrangido. Esse problema se manifesta quando a pessoa está em lugares estranhos para ela.

Segundo historiadores, a palavra “ágora” significa lugares públicos para encontros. Já a palavra “fobia” significa medo. Pessoas com medo de multidão detestam ambientes movimentados, quando não conseguem sair dele.

Por causa desse problema é bastante comum que essas pessoas tenham dificuldades para fazerem suas tarefas. Trabalhar, estudar ou ir ao médico são grandes problemas para esse grupo. Caso não recebam o tratamento certo é provável que as pessoas com essa fobia tenham uma piora e fiquem isaa isolar do mundo.

Quais as causas?

De acordo com especialistas, até o momento as causas exatas não foram definidas. Porém, as hipóteses para alguém ter esse medo envolvem dependência química, ansiedade, traumas e ambientes estressantes. Ou seja, o transtorno pode ser de maneira fácil desencadeado por causa de agentes de fora.

Além disso, a questão biológica talvez influencie no surgimento do transtorno em uma pessoa ansiosa. Tanto a genética, quanto o temperamento ou experiências de aprendizagem talvez influenciem no desenvolvimento da fobia de gente. É estudada a recorrência de problemas comportamentais em pessoas da mesma família.

Em linhas gerais, a fobia de multidão surge após a pessoa sofrer crises de ansiedade muitas vezes. A pessoa acaba tendo um medo ansioso que esses episódios aconteçam em situações verdadeiras e de vulnerabilidade. O medo não só é motivado pelo pensamento de que aconteça de novo, mas também em como será difícil receber ajuda.

Sintomas

Quem sofre com agorafobia precisa reconhecer os sintomas, pois é muito importante saber o seu medo se manifestando. Além disso, o agorafóbico, as pessoas ao redor também podem saber os sinais para prestar a ajuda adequada. Os principais sintomas dessa fobia são:

Medo de lugares com muita gente

Ficar em um ambiente lotado ou que dificulte possíveis fugas é o sinal mais evidente desse problema.

Insegurança

Uma pessoa com fobia de pessoa pode sentir desespero ao perceber que está distante da zona de conforto. Por exemplo, estar em shoppings, ruas ou perto de sinais de trânsito.

Alterações no batimento cardíaco, tendo a impressão de um infarte

Falta de ar

Falta de ar, dando a impressão de estar se sufocando

Tonturas

Calafrios

Desmaios

Hiperventilação

Dores no peito

Diarreia

Quando as crises podem acontecer?

Saber quais são os sintomas mais frequentes ajudará uma pessoa a reconhecer o transtorno. Por isso, é preciso saber também em quais situações ou locais esses sintomas costumam ocorrerem. As pessoas que sofrem com medo de multidão podem apresentar as suas crises em:

  • lugares públicos e movimentados;
  • sozinhos em suas próprias casas;
  • locais abertos, como ruas ou praças, ainda que estejam vazias;
  • espaços fechados, como elevadores, lojas ou corredores pequenos;
  • transportes públicos como ônibus, trem, metrô ou balsa.
Leia Também:  Erotomania: significado e exemplos do transtorno

A pressão do medo e necessidade de estar acompanhado

O medo de não conseguir sair de lugares públicos faz a pessoa com essa fobia alimente a sua ansiedade muitas vezes. Pessoas com esses ataque de pânico se tornaram comuns. E costumam a ter esse transtorno e comprometem a própria saúde de forma acidental.

Por causa desses ataques, a pessoa com medo de lugares com muita gente teme novos ataques. Logo, ela evitará os lugares onde há uma grande chance que isso ocorre, mesmo que precise estar lá.

Por isso, a pessoa terá dificuldade em sentir segurança em lugares públicos. Por isso ter um companheiro por perto dará mais segurança para ficar em locais movimentados e abertos. Ainda que funcione, nem sempre o agorafóbico terá alguém para lhe fazer companhia e impedir que o medo o paralise.

Complicações

Uma pessoa com agorafobia tem muitos problemas para fazer suas ações do dia a dia. Caso o transtorno seja algo grave, a pessoa com medo de pessoas não conseguirá sair da própria casa. Imagine você não conseguir visitar os amigos, família, estudar fora ou trabalhar.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Tanto que muitos pacientes, quando não recebem tratamento, podem se isolar por anos ou mesmo serem internados. Embora seja comum a dependência por outras pessoas, esse tipo de relação gera um vínculo forçado e, às vezes, até tóxico. De acordo com especialistas, esse transtorno pode estar associado ou levar a problemas como:

    • depressão;
    • transtornos de personalidade ou outros transtornos de ansiedade;
    • abuso de substâncias, como drogas ou álcool.

    Tratamento

    Assim que a agorafobia for detectada o paciente precisa iniciar o tratamento para que o quadro não piore. Com a ajuda de um profissional qualificado, o tratamento aplicado será igual ao usado para síndrome do pânico. Além dos calmantes, os antidepressivos e outros medicamentos serão receitados para o paciente.

    Ademais, a terapia comportamental ajudará a pessoa superar a sua fobia de maneira gradual. Por meio da terapia a pessoa pode analisar o seu transtorno de modo mais seguro e consciente. Assim ele saberá melhor o que acontece na sua vida e estará seguro para se cuidar como necessita.

    Por fim, o sucesso do tratamento dependerá da aceitação da pessoa a respeito da sua condição de saúde. Em outras palavras, o paciente precisa vivenciar o processo de descoberta pessoal para saber as causas da sua crise. Além disso, evitar o consumo de estimulantes, como café, e fazer exercícios trará uma boa qualidade de vida.

    Considerações finais sobre agorofobia

    Em síntese, uma pessoa que sofre com essa fobia sente que o mundo exterior é um grande inimigo para ela. A movimentação de pessoas e lugares lotados causam muita insegurança e impossibilitam uma rotina saudável de responsabilidades para essa pessoa. Ele não vive como precisa, apenas sobrevive ao dia a dia.

    Por isso, nós ressaltamos que a terapia e apoio psicológico são fundamentais para a pessoa superar a crise. Começar de novo pode parecer impossível, mas com a orientação certa e cuidados é possível voltar a vida. Além disso, ao aprender de novo a ser feliz, o paciente ficará satisfeito e com mais controle das suas crises e temores.

    Para você saber melhor como lidar com a agorafobia e outras armadilhas da mente, conheça o nosso curso online de Psicanálise. Pois, é uma excelente forma para ter autoconhecimento e uma mente mais saudável e bem estimulada. Então, entre em contato para ter mais informações e garanta uma transformação na sua vida.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *