Ambicioso

Ambicioso: significado no dicionário e em psicologia

Posted on Posted in Comportamento, Conceitos e Significados, Psicanálise, Psicanálise e Cultura

Você acha que ser ambicioso é uma coisa boa ou uma coisa ruim? Neste artigo, falaremos sobre o significado da ambição e conversaremos sobre até que ponto ser uma pessoa ambiciosa é bom ou ruim.

Ademais, compartilharemos com você algumas vantagens e desvantagens de desenvolver a ambição na sua vida. Confira!

Começando pelo óbvio: o que é ser ambicioso?

Ambicioso é aquele indivíduo amplamente conhecido por ter um forte desejo de atingir um objetivo, seja ele profissional, amoroso ou financeiro. 

Em resumo, o que é ter ambição?

As pessoas se questionam muito sobre o que é “ambicioso” ou “ser ambicioso” porque a palavra parece ambivalente, isto é, parece ter valores de sentidos opostos.

É difícil afirmar se ser ambicioso é algo bom ou ruim, dado que pessoas ambiciosas são conhecidas tanto pela competência quanto pela falta de escrúpulos na hora de conquistar objetivos e ganhos.

Afinal, ser ambicioso é bom ou ruim?

A resposta parcial para essa pergunta é “depende”. 

A palavra “ambição” é ambivalente porque há pessoas íntegras que se valem de sua personalidade ambiciosa para crescer. No entanto, não podemos esquecer também que há pessoas ambiciosas que ultrapassam a própria moral para conseguirem a vida que desejam.

Assim sendo, a conclusão completa para a pergunta “ser ambicioso é bom ou ruim?” é: depende de quem você é. Apenas a ambição não define o caráter ou a personalidade de alguém.

O que a psicologia fala sobre a ambição

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o que é a ambição, falaremos sobre algumas abordagens na psicologia para explicar esse desejo tão forte de conquistar objetivos na vida. Confira!

A Pirâmide de Maslow e a autorrealização do ambicioso

Abraham Maslow é um grande nome da psicologia. Parte dessa fama se deve à Teoria da Hierarquia das Necessidades Humanas. 

A proposta se realiza no formato de uma pirâmide com 5 tipos de necessidades humanas que seguem a seguinte hierarquia, das mais básicas até o topo: fisiologia, segurança, relacionamento, estima e realização pessoal.

E como essas necessidades se relacionam à ambição?

Como mencionamos anteriormente, a autorrealização ocupa a posição mais alta na hierarquia das necessidades humanas e está acima, inclusive, de necessidades tão básicas quanto comer e beber.

É ela que impulsiona as pessoas positivamente com o objetivo de atingir o seu máximo potencial. Logo, para alcançá-la, a ambição se faz mais necessária.

Idealmente, cumprir as necessidades fisiológicas é mais importante que atingir realizações pessoais.  No entanto, nem todas as pessoas seguem o fluxo ideal e focam na autorrealização, o que não necessariamente afeta o bem-estar.

“Nossa natureza é perseguir a borboleta fugaz da felicidade” (Rafael Euba)

Em uma reflexão acerca dos personagens de Dom Quixote e Sancho Pança, o psiquiatra Rafael Euba discorre sobre os conceitos de felicidade e ambição.

Nesse contexto, a ambição se manifesta como a busca da felicidade. Ou seja, a ambição é uma espécie de mecanismo natural que motiva as pessoas a serem felizes. 

Assim sendo, dois pressupostos ficam em evidência. 

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Em primeiro lugar, temos que a felicidade é uma jornada. Em segundo lugar, precisamos aceitar que a insatisfação faz parte da jornada e do ser humano, de modo que a ambição está sempre presente no dia a dia e é natural experimentá-la em algum nível.

    A ambição na psicanálise

    Em linhas gerais, para analisar a ambição na psicanálise, é necessário partir dos conceitos de desejo, gozo e pulsão de morte, propostos por Sigmund Freud e posteriormente desenvolvidos por Jacques Lacan.

    Desejo

    O desejo é, em uma explicação mais simples, um querer muito forte que tem uma relação intrínseca também com um sentimento de falta. Ou seja, aquilo que desejamos é algo que nós não temos.

    Gozo

    Ademais, todo desejo inclui um gozo que, brevemente explicado, designa a sensação de sofrimento envolvida nessa falta. Logo, se temos uma falta, essa falta gera um sofrimento.

    No caso da ambição, quando entendida como uma característica ruim, estamos falando de um gozo desmedido que pode empurrar uma pessoa para a destruição.

    Pulsão de morte

    É aqui que entra a pulsão de morte, também conhecida como Tânato, que é a tendência à eliminação de um organismo. Ela faz o movimento contrário ao da pulsão de vida, que tende à preservação.

    A pulsão de morte se manifesta em transtornos e doenças, mas também em traços de personalidade que se deturpam, como é o caso da ambição.

    Nesse contexto, vale destacar que ela poderia ser considerada no âmbito da pulsão de vida, principalmente se voltarmos a analisar a perspectiva de Rafael Euba sobre a ambição como busca pela felicidade.

    Vantagens e desvantagens do exercício da ambição

    Agora que você já conhece um pouco mais sobre como a psicologia e a psicanálise podem interpretar a ambição, discutiremos algumas características positivas e negativas de alguém ambicioso. Confira!

    5 características positivas da pessoa ambiciosa

    1 – Coragem

    Em primeiro lugar, precisamos destacar que um indivíduo ambicioso tem muita coragem para lutar pela vida que ele acha que merece.

    2 – Assertividade

    A pessoa ambiciosa, ao longo de sua trajetória lutando por um objetivo, desenvolve a capacidade de agir com muita objetividade e clareza.

    3 – Inteligência

    Dado que o ambicioso está sempre buscando maneiras de conquistar o que ele quer, esse indivíduo exercita a sua inteligência e a põe à prova constantemente.

    4 – Resiliência

    Quem é ambicioso não desiste de primeira dos próprios objetivos, mesmo que seja necessário tentar alcançá-los muito mais que uma vez. 

    5 – Foco

    A pessoa ambiciosa tem muito talento para o foco, pois tem apenas alguns objetivos em mente e se concentra para dar conta de todos eles.

    Leia Também:  Gratidão pela vida: como e por que agradecer

    5 consequências negativas de perder a medida da ambição

    1 – Ganância

    Uma característica negativa do ambicioso que não tem escrúpulos é a ganância, pois ela faz com que o indivíduo não se preocupe com a forma como vai conquistar seus objetivos. Qualquer caminho é válido diante da certeza dos lucros.

    2 – Arrogância

    A ambição também pode se associar à arrogância, tornando a pessoa ambiciosa em alguém que demonstra soberba porque começa a superestimar a própria competência.

    3 – Egocentrismo

    O ambicioso precisa tomar muito cuidado para que essa característica não se polua com egocentrismo, isto é, a preocupação em demasia com as próprias questões que cega os olhos para o que acontece com os demais.

    4 – Individualismo

    A ambição em excesso também pode isolar uma pessoa, fazendo com que ela se torne pouco solidária. 

    5 – Falta de ética

    A ética é, em linhas gerais, um conjunto de regras morais que uma sociedade respeita para que a convivência seja possível. Quando a ambição extrapola esses limites um ambicioso pode chegar a cometer crimes e machucar pessoas próximas.

    Considerações finais sobre as vantagens e desvantagens de ser ambicioso

    Neste conteúdo, conversamos sobre o que é ser ambicioso. Ademais, chegamos à conclusão de que a ambivalência do termo diz respeito à subjetividade do indivíduo. Assim, se a pessoa tem uma moral firme e um forte desejo de ser feliz, a ambição é positiva. No entanto, na ausência de escrúpulos e ética, a ambição ganha um caráter negativo. 

    Se esse artigo sobre ser ambicioso foi útil, continue navegando pelos conteúdos aqui do Psicanálise Clínica. Além disso, não esqueça de conferir as condições de pagamento do nosso curso de psicanálise 100% EAD. O certificado oferece a possibilidade de clinicar e você pode aproveitar o que aprender para aperfeiçoar o trabalho que já faz, além da sua vida pessoal. Faça hoje a sua matrícula!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.