ágape amor em grego

Ágape: significado de Amor em grego

Posted on Posted in Psicanálise e Cultura

Ao longo do tempo as diversas culturas concebidas pela humanidade conferiram um significado próprio sobre o amor. O termo ágape possui a sua origem na Grécia, designando o significado de amor em grego naquela época. Vamos entender mais sobre como os gregos e outras culturas enxergavam isso.

Ágape: amor em grego

Ágape significa amor em grego, o amor que se dá, que se entrega e é incondicional. O termo foi abraçado em seu princípio e usado de variadas maneiras tanto pelos gregos quanto pelos demais povos. Nisso, surge também na bíblia, se tornando também comum em cartas como um equivalente a “prezado” em nossos textos.

Ágape acaba fugindo de uma necessidade egoísta, já que não se possui interesses pessoais nele. Basicamente, não há interesse, sendo uma entrega genuína, pura e quase que invencível. Com isso, se mostra fortalecido, conseguindo permanecer de pé até o limite e capaz de ser dado até aos mais indignos.

Dessa forma, o amor em grego não se mostra como uma emoção ou sentimento em pura simplicidade. É uma entrega pessoal e voluntária que conduz a uma postura passiva de acolhimento.

 

Uso direcionado

Amor em grego, ágape, acabava por ser colocado a uma pessoa em específico, de modo que tornasse o vínculo pessoal. Com isso, era mais comum enviá-lo à esposa, ao marido, aos filhos ou mesmo a própria família. Era como se fosse um código, uma mensagem para dizer o bem que o outro significava.

Outros tipos de afeto não eram colocados aqui, de modo que a intenção se alterada razoavelmente. O amor entre irmãos, afeição por alguém ou mesmo afinidade não tinham cabimento aqui. Não que fossem inferiores, nada disso, mas a estrutura dos sentimentos acabavam se alterando.

Isso inclui também o afeto de natureza sexual, sendo este categorizado em outro plano. Seja a atração física ou mesmo a lembrança de algo mais lascivo, a expressão usada aqui era Eros. Abaixo explicaremos melhor sobre.

 

Perspectivas

O amor em grego era dividido em algumas instâncias, de maneira que separasse cada denominação. Contudo, vale ressaltar que não existia uma hierarquização em que um se mostra melhor que outro. A proposta era classificar e tornar evidente as características de cada amor e torná-los menos genéricos.

O modo como cada indivíduo em determinada cultura enxergava a questão influenciou diretamente sobre isso. Enquanto muitas civilizações eram simplistas e até abertas, outras eram mais direcionadas em significar isso. Os gregos citados acima, por exemplo, categorizaram o amor explicitamente e a conhecimento universal.

 

Religião

A travessia do amor em grego chegou no cristianismo, sendo vinculado ao próprio amor divino e conhecido por Deus. Isso fica exposto no Novo Testamento onde cada cristão é movido a demonstrar e entregar o ágape como Jesus. Nesse caminho, o apóstolo Paulo indica que esse amor é paciente, sem inveja, sem malícia, sem egoísmo e injustiça.

Para muitas pessoas conhecer o sentido do amor ágape pode causar uma sensação de impotência em demonstrá-lo. Porém, muitos acabam confirmando e protegendo isso tocando na falha natural em ser humano. Assim, esse tipo de amor seria provido por Deus em direção aqueles que emanam seus direcionados ao mundo e o devolvem.

Ademais, ágape, segundo o Novo Testamento, nomeava uma reunião festiva que acontecia na igreja antiga, a “festa do amor”. Basicamente era uma demonstração fraternal que para os participantes fizessem comunhão e compaixão aos indivíduos mais carentes. É documentado que algumas pessoas acabavam distorcendo o sentido da reunião.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

 

Leia Também:  Alice no País das Maravilhas: resumo interpretado

Bloqueios ao amor ágape

O amor em grego se vale de uma liberdade grandiosa e genuína para que possa se direcionar ao caminho da existência. Todavia, nem todo mundo está apto a fazer isso porque encontra barreiras em seu aspecto emocional e existencial. Os bloqueios mais comuns a isso são:

Rancor

Quando temos uma profunda mágoa guardada podemos acabar impedidos de dar espaço ao amor. É construir a casa dos seus sonhos em cima de um terreno desnivelado e de muita lama. Mesmo sendo difícil, à medida em que se abre mão disso, se permite aproximar o amor.

Ódio

Odiar alguém demanda uma energia que poderia ser utilizada para amar a si mesmo ou outra pessoa que merece. Em vez de se esforçar para esquecer qualquer ferida, o ódio permanece vivo e sempre fortalecido. Mesmo que não possa bloquear por completo, se torna um empecilho grande para amar alguém.

Inveja

Quando invejamos as pessoas deixamos claro o nosso desejo em ter o que elas possuem, não por necessidade, mas por ganância. A mesma coisa acontece quando falamos do amor, pois essa pessoa se incomoda com a felicidade alheia. Ter cobiça sobre algo impede que você possa sentir o real valor disso.

 

Como encontrar o amor ágape?

É difícil levantar uma receita universal que condense o amor em grego. Como dito linhas acima, é preciso se entregar, livrando qualquer sensação ruim do seu corpo e mente. Isso acabaria por ser o primeiro passo à mudança definitiva da sua postura sobre o amor.

Uma forma de tentar alcançar isso pode ser olhar ao seu passado e entender as feridas que possui. Saindo de qualquer rancor, mágoa ou trauma causado e que o feriu emocionalmente, pode se abrir a essa nova vida. Tenha em mente que o amor ágape não se toca quando estamos presos e atrelamos a sensações negativas, egoístas ou dolorosas.

 

“Que seja justa toda forma de amor…”

Existem outras formas de amor em grego, direcionadas a locais, pessoas e momentos específicos de entrega. Apesar dos nomes, elas até são bem mais comuns do que se pensa e se fundem com outras. São elas:

Ágape

Como leu acima, é o amor universal que cada pessoa deseja sentir incondicionalmente a tudo e todos. Ele acaba por nos entregar a sensação de querer e fazer o bem para outras pessoas sem esperar nada em troca. Quase que divino, já que toda a tudo o que existe.

Eros

Mostra-se como o amor ligado a romance, ao desejo e a paixão, sendo algo perseguido com o coração. Acaba por desafiar qualquer lógica que possamos ter, consumindo os amantes completamente e diminuindo a razão. Na Grécia, Eros designava o cupido que atirava flechas nas pessoas para provocar atrações e paixões.

Ludus

Trata-se de um modo de amar mais divertido, leve e alegre, de maneira que não haja comprometimento sério. Por exemplo, quando namoramos um colega de classe ou mesmo dançamos com um estranho e sentimos alegria. Em suma, a meta aqui é sentir prazer, embora ele não perdure com o passar do tempo.

Philautia

Esse é o amor a nós mesmos, onde essa força começa e se propaga pelo mundo. Há dois tipos, sendo o primeiro narcisista e arrogante, encontrando a fama, dinheiro e poder. Por outro lado, a contraparte liga com a autoestima, um compromisso consigo e com os demais e confiança.

Philia

Indica uma sensação de compartilhamento do calor entregue aos nossos amigos e irmãos mais próximos. É benéfico para ambos os lados, bem como sincero, limpo e, às vezes, platônico. Observando bem, essa conexão é mais duradoura, fazendo, por exemplo, que amantes se mostrem os melhores amigos um do outro.

Leia Também:  20 frases de reflexão (comentadas)

Pragma

O amor aqui é focado em um bem maior e em comum, alimentando metas compartilhadas e afinidades. Contudo, acaba deixando de lado a atração e romance, sendo eles prioridades secundárias. Esse tipo de amor compromissado é visto em casais que precisaram ficar juntos por alianças pessoais ou mesmo casamento arranjado.

Storge

Por fim, storge fala daquele amor que os pais acabam movendo em direção aos filhos, sendo eterno e poderoso. Todavia, isso pode não se mostrar recíproco, já que a criança pode não sentir responsabilidade pelos pais. Com isso, os pais perdoam os filhos por eles serem como são, fazendo sacrifícios por eles sem pedir nada em troca.

 

Afinal, o que é Ágape, a definição de Amor em grego

A classificação do amor em grego abriu as portas para validarmos a existência de um dos maiores bens universais. O termo ágape acaba mergulhando em outras camadas, ressignificando a nossa postura com a própria existência.

Por mas absurdo que pareça alcançar isso, tenha em mente que esse amor não é construído com base na perfeição. A sua disposição em mudar, crescer e perdoar o seu passado vai permitir que encontre a melhor instância disso.

A fim de expandir o sentido de amor em grego, se inscreva em nosso curso 100% online de Psicanálise Clínica. O curso servirá de base para que consiga reformular o seu autoconhecimento e possa se aprimorar. Na busca pelo amor e crescimento, a Psicanálise é um dos caminhos mais indicados para que possa aprimorar o seu potencial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 11 =