como encarar o ciclo da vida

Ciclo da Vida Humana: quais etapas e como encará-las

Posted on Posted in Curso de Psicanálise, Formação

Mais do que uma sucessão de acontecimentos, nossa vida é feita de mudanças que implicam aceitação e luto em nosso ciclo da vida humana, mas também novos desafios e oportunidades. A chave para superar esses momentos de crise é voltar ao centro do nosso ser e recuperar nossas capacidades ocultas.

A existência humana, embora siga um fio de continuidade, é descontínua, com fases e momentos em que nos deparamos com novos desafios. Do nascimento ao fim da vida, há uma sucessão de mudanças constantes. Estamos sempre em processo de ser algo novo, diferente, de nos transcender.

A tendência central do ser humano é a busca de um sentido para sua existência. A formação da pessoa é possível na medida em que supera as crises típicas que surgem ao longo das diferentes fases da vida e dão sentido ao seu caminho de vida.

Crises existenciais no ciclo da vida humana

O significado original da palavra crise é “julgamento”, como uma decisão final sobre um processo. Em linhas gerais, o encerramento de um evento.

A crise, portanto, resolve uma situação em alguma fase da vida, mas ao mesmo tempo define a entrada em uma nova situação que apresenta seus próprios problemas. No sentido mais comum, crise é aquela situação nova e tudo o que ela traz consigo.

A priori

A priori não podemos avaliar uma crise como algo positivo ou negativo, pois oferece as mesmas possibilidades de boa ou má resolução. No entanto, as crises de biográfia de uma pessoa tendem a ser claramente benéficas.

Uma das características comuns a todas as crises é sua natureza repentina e acelerada. As crises nunca surgem aos poucos e sempre parecem ser o oposto de toda permanência e estabilidade.

A crise biográfica ou pessoal delimita uma situação que nos leva para uma fase acelerada de existência. Cheia de perigos e ameaças, mas também de possibilidades de renovação pessoal.

Perigos e oportunidades

Em todas as crises da vida, o perigo e a oportunidade se apresentam ao mesmo tempo. A pessoa não vive presa em uma personalidade falsa para sempre na infância ou na adolescência, mas muda com o tempo. Por isso, as possibilidades de sucesso em uma crise são quase ilimitadas.

Outra característica da crise é que assim que ela surge o ser humano busca uma solução para sair dela. Por isso, é possível dizer que a crise e a tentativa de resolvê-la ocorrem na mesma hora.

Dentro das características comuns das pessoas, existem múltiplas diferenças para enfrentar crises. Algumas crises são mais normais do que outras. Algumas são aquelas típicas para as quais existem soluções “prontas”. Outras são únicas por natureza e precisam de um verdadeiro esforço de invenção e criação para emergir deles.

Saiba mais

Algumas crises são passam rápido, outras são mais permanentes; sabemos quando começam, mas raramente quando terminam. A solução para a crise também pode ser de tipos muito diferentes, às vezes provisória e outras definitiva.

A partir da psicopatologia da reação e do trauma, uma diferença foi feita entre eventos vitais, referente ao “todos nós passamos por eles”, e traumáticos, que são gatilhos de crises.

Leia Também:  Medo de lugares fechados: sintomas e tratamentos

Hojem em dia muito se fala em “eventos críticos”, como divórcio e perda de emprego; e eventos que se enquadram na experiência humana comum, mas que, em alguns casos, podem precipitar uma crise. Esse, em qualquer caso, exigirão uma grande esforço de adaptação por parte da pessoa afetada.

O que as crises biográficas nos ensinam?

Talvez o mais interessante sobre as crises existenciais é que obrigam a pessoa a se conectar com sua própria história cronológica. As crises fazem você parar, olhar sua trajetória de vida e cada estágio da vida. Além disso, fazem rever sua tabela de prioridades e redefinir seus desejos.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Em um mundo capitalista onde nos espalhamos em busca de satisfações imediatas (ancorados no impulso para o “agora”, sem passado ou futuro), contemplamos como nosso campo temporal está empobrecido .

    As 4 fases do ciclo da vida humana

    Infância

    Para que a criança tenha um crescimento adequado e possa entrar no mundo social, é importante que ela não tenha apenas um ambiente amoroso, caloroso e atencioso. É necessário que ele proporcione também os limites adequados e o ambiente ideal para que ela se sinta segura.

    Compartilhar o máximo de tempo possível com nossos filhos e evitando ao máximo os “ciber-cangurus”, como televisão, consoles, tablets e celulares, ajudará a se desenvolver em futuras fases.

    Adolescência e juventude

    De acordo com diferentes estudos mundiais, adolescentes felizes, ao atingirem a idade adulta, desfrutam de melhor saúde física e mental .

    Portanto, é necessário dotar o adolescente de ferramentas para que ele possa interagir de forma independente com o mundo exterior, respeitando sua necessidade de privacidade e ajudando-o a promover vínculos saudáveis com os amigos.

    Com a presença da tecnologia cada vez mais presente na vida de todos e mais na vida dos jovens, hoje mais do que nunca é importante reforçar as atividades ao ar livre. Outras ideiais é estimular a leitura, o pensamento e continuar compartilhando espaços de relacionamento com nossos adolescentes.

    Maturidade

    Talvez este seja o período mais estável do ser humano. O senso de “eu” se espalha, a pessoa se torna uma parte ativa da sociedade e o trabalho molda a vida individual.

    Diante do problemas de uma vida cada vez mais rápida, é imprescindível tentar montar o quebra-cabeça de nossas demandas e desejos com um mínimo de equilíbrio. Para isso, é muito importante ter espaço e tempo para você.

    Considerar:

    • A crise pessoal nos precipita em uma fase acelerada de nossa existência e se apresenta, ao mesmo tempo, como a oportunidade de resolvê-la.
    • Nos colocam no centro do nosso ser e nos obrigam a olhar para nós mesmos. Nos obrigam a viver no nosso tempo e a contar a nossa história pessoal.
    • A chave para uma adaptação saudável é encontrar nossas próprias capacidades para sair das dificuldades.

    Considerações finais sobre o ciclo da vida humana

    As etapas do desenvolvimento humano são uma série de mudanças biológicas, físicas, emocionais, psicológicas e sociais pelas quais as pessoas passam ao longo de sua trajetória de vida.

    Agora que voce já conhece o ciclo da vida humano venha fazer parte do nosso curso de psicanalise clínica. Transforme a sua vida e a vida do próximo! Temos aulas presenciais e online, conforme sua necessidade. Confira!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *