atingir-metas-psicanalise-coaching

Coaching e Psicanálise para atingir metas

Posted on Posted in Formação em Psicanálise

Qual a relação entre Coaching e Psicanálise, quando o assunto é alcançar determinados objetivos e atingir metas? Esse artigo vai tratar das similaridades e diferenças entre essas duas técnicas analíticas mais presentes no mundo.

Na psicanálise, buscamos entender o universo do outro olhando para trás, isto é, para o passado do analisado, inclusive (e especialmente) sua infância. Isso se faz buscando pontos que se perderam no inconsciente e que podem ser resgatados para o consciente do indivíduo. Assim, há possibilidade de cura de bloqueios que atrapalham o bom andamento de sua vida.

A Psicanálise não se resume a um mero processo de escuta

O psicanalista concentra-se em compreender os conteúdos reprimidos, analisando o que está por trás do que a pessoa quis dizer. Para o paciente, talvez o fato de falar durante muito tempo sem que haja interferência de seu psicanalista, faz parecer que o processo é somente de escuta.

Mas enquanto o paciente está relatando cada passo, o profissional, atento aos detalhes, está buscando a relação das informações com conceitos de inconsciente, associação livre, resistências, transferências e desejos.

O homem também é fruto do seu inconsciente

A mente do psicanalista, embora mergulhada no silêncio de sua fala, funciona com muita concentração no que está sendo dito por seu paciente.

O Homem não é dono da sua própria morada, já dizia Sigmund Freud, pai da Psicanálise. Seu inconsciente guarda marcas profundas da infância que refletem em todos os resultados da fase adulta.

A importância da colaboração do coach

Ao analisarmos a estrutura do aparelho psíquico descobrimos que é preciso levar em conta o que está no subconsciente, no pré-consciente e no consciente assim como a segunda tópica de modelo estrutural de Freud.

Para completar, o psicanalista não pode imprimir suas crenças pessoais no universo do outro e aí o coaching pode colaborar com a clareza de separar as crenças e o mapa mental de cada indivíduo, inclusive do próprio psicanalista ao avaliar cada situação.

A interdependência entre Coaching e Psicanálise

Ao aplicarmos o coaching, trabalhamos com o oposto. Induzidos a olhar para frente, o foco muda para atingir metas futuras. Mas a pergunta que fica é: Se não curarmos bloqueios emocionais reprimidos no subconsciente e se não resgatarmos nossas dores para fazermos as pazes com nosso passado, estaremos aptos a atingir metas?

Como coach e futura psicanalista, afirmo que não. E mais do que isso, dependendo da situação, o auxílio de um profissional da psicologia e até mesmo da psiquiatria seria o ideal para um indivíduo que realmente deseja viver em alta performance, pronto para abrir-se de corpo e alma para o futuro e completamente livre dos fantasmas do passado.

O processo de extrair resultados positivos de um processo de psicanálise pode ser delicado

Freud disse certa vez: “Criamos suposições. Construímos hipóteses que abandonamos quando não se confirmam. É necessário ter paciência e disposição para avaliar todas as possibilidades renunciando as primeiras convicções, pois dominados por elas, deixaremos de perceber fatores novos e inesperados”.

Fica claro que cabe ao psicanalista a tarefa de compreender o universo do outro criando suposições e hipóteses e estando preparado para mudar de ideia, abandonando as primeiras percepções e tomando cuidado para não criar fatores imaginários misturando suas crenças e opiniões pessoais.

É preciso maestria. Sensibilidade. Concentração para conseguir extrair resultados positivos e reais num processo de psicanálise.

Diferenças entre o trabalho do coach e do psicanalista

Justamente por isso, o coaching não consegue acompanhar o processo no mesmo espaço de tempo. A psicanálise requer um período de maturação para organizar as descobertas isoladas e assim ajustar o acontecer psíquico. O trabalho é muito mais lento e precisa desse tempo para ocorrer.

Não se trata somente de uma simples coleta de dados, mas de um processo profundo de conexões de informações que o paciente vai revelando com o passar do tempo. Um coach não consegue intervir em buscas retroativas na vida.

Mas o psicanalista poderá intervir nessas buscas e favorecer rearranjos para o sucesso do trabalho de um coach.

A Associação Livre

A busca das causas e do modo como se combinam para produzir seus efeitos é o grande ponto da psicanálise. Saber interpretar os atos e produções psíquicas para reconstruir os processos que o geraram, é dar voz aos pensamentos e memórias ocultas que, ao serem trazidas ao consciente, podem ser trabalhadas de modo que possibilite o desaparecimento dos sintomas.

A Associação livre é onde o indivíduo traz para a sessão conteúdos sem qualquer restrição ou julgamento. É nesse momento que o psicanalista relaciona a fala do paciente aos conteúdos submersos no inconsciente.

A Psicanálise como auxiliar do Coaching

Segundo Freud, sintomas somáticos estão ligados a acontecimentos da infância. Trabalhar o inconsciente é resgatar censuras internas que são mantidas reprimidas durante toda a vida e que podem impedi-lo de atingir metas. O que reafirma a ideia de que o Coaching precisa da Psicanálise para a potencialização dos resultados esperados.

Concluímos com esse texto que nos dias atuais o profissional que consegue mergulhar num universo mais amplo de entendimento da complexidade do ser humano conseguirá obter melhores resultados e ganhará destaque no mercado em que estiver inserido.

Um profissional de coaching atua com muito mais qualidade e agrega valor ao seu currículo quando é formado em Psicanálise. Além disso, poderá atender como psicanalista, para os casos em que o profissional identificar que esta abordagem é a mais adequada a seu cliente.

Inscreva-se no Curso de Formação em Psicanálise, totalmente on-line.

Autora: Renata Miranda, texto criado exclusivamente para o site Psicanálise Clínica.

 

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *