Como saber ouvir

Como saber ouvir? Algumas dicas podem facilitar essa prática

Posted on Posted in Comportamentos e Relacionamentos

Como saber ouvir? Essa é a ‘pergunta de um milhão de dólares’! Ainda mais hoje em dia quando as pessoas estão, cada vez mais, impacientes para ouvirem com atenção o outro. Semanticamente essa ação é definida como ‘escutar’, porém essa diferença não será levada ao pé da letra nesse artigo.

Como saber ouvir alguém

A arte de ouvir pode ser difícil para alguns, mas é uma ferramenta indispensável para outros, principalmente, aqueles que trabalham ouvindo o outro, como os psicanalistas e psicólogos.

Partindo do princípio de que a psicanálise nasceu e foi desenvolvida a partir da escuta, torna-se fundamental para o analisado ser ouvido atentamente pelo terapeuta que, com a ajuda de técnica e interpretação, decifra os conteúdos inconscientes tornando-os conscientes.

Como saber ouvir: A escuta ativa para um diálogo eficiente

Escuta ativa pode ser definida como o ato de ouvir com atenção a mensagem de alguém. A prática da escuta ativa auxilia na construção do diálogo verdadeiro e compreensão mútua. Cada vez mais relevante, essa prática estimula a confiança e o entendimento, ao permitir que o interlocutor se expresse com tranquilidade.

No campo da psicanálise, a escuta ativa é imprescindível para a livre expressão dos sentimentos, possibilitando a relação produtiva entre o par analítico: paciente e terapeuta.

Pare, ouça e reflita

Antes de dar uma opinião, é importante conhecer as mais variadas visões sobre determinado assunto para, a partir daí, formar uma argumentação. Do contrário, haverá sempre o tropeço no precipitado erro da persuasão.

Defender ideias é saudável, porém a constante tentativa de convencer o outro é uma insensatez. Para evitar esse imediatismo não é preciso abandonar um ponto de vista por completo, apenas dar a chance da reflexão sobre o contraditório, o que é extremamente saudável.

A partir daí é possível alimentar uma ideia e estabelecer argumentos mais sólidos que, verdadeiramente, enriquecem o debate.

Como saber ouvir: um olho no peixe e outro na conversa

Hoje em dia as pessoas estão, cada vez mais, rodeadas por ruídos e distrações. A poluição sonora e visual invade a rotina e dificulta a manutenção do foco nas atividades, principalmente, aquelas que requerem mais atenção, como uma reunião de trabalho.

O simples fato de manter a câmera desligada numa reunião virtual, por exemplo, pode ser interpretado como indiferença. Uma atitude análoga à de não olhar para a pessoa que está falando, durante uma conversa presencial.

Uma boa saúde mental para ser um bom ouvinte

O controle da ansiedade é fundamental para a prática da escuta ativa. As interrupções constantes, durante uma conversa, podem ser fruto dessa ou outro tipo de desordem emocional.

As inquietudes internas as vezes levam o indivíduo a uma grande necessidade de desabafar e isso pode diminuir a capacidade de ouvir o outro.

É preciso estar atento sobre o quanto a falta de empatia e o desinteresse no diálogo podem estar relacionadas à própria saúde emocional.

Empatia na prática e como saber ouvir

Quem não gosta de ser ouvido quando está passando por alguma dificuldade? Esse acolhimento pode trazer um efeito terapêutico muito benéfico. Escutar de verdade vai muito além de apenas receber as palavras de alguém.

A empatia na escuta envolve, entre tantas coisas, buscar o significado do que está sendo dito, observar o tom de voz, a postura corporal e o sentimento envolvido, sem interrupções para julgar ou dar exemplos da própria vida – o que ocorre na maioria das vezes.

Doar parte do próprio tempo e ouvir com interesse já são atitudes que podem aliviar a angústia do outro. Além da generosidade envolvida, o fato de escutar pode trazer inúmeros aprendizados no ambiente profissional, social e familiar.

QUERO INFORMAÇÕES PARA ME INSCREVER NA FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Saber ouvir no ambiente de trabalho

    Para obter bons resultados as empresas focam em metas e para atingi-las é importante que o gestor saiba escutar os colaboradores. Com isso, o líder tem a possibilidade de torná-los mais competitivos ao aproximar suas capacidades dos objetivos a serem alcançados pela companhia.

    Um momento muito delicado na relação ‘gestor/colaborador’ é a hora do feedback. É importante que o líder se expresse com clareza, assim como, saiba dar o tempo necessário para que o colaborador conclua o raciocínio com calma.

    Ainda nesse sentido, o colaborador deve receber as críticas apontadas com maturidade e refletir sobre elas antes de reagir de forma negativa. Portanto, cabe a ambos o entendimento das funções que desempenham e compreender que elas andam juntas em prol do crescimento profissional e alcance das metas propostas pela empresa. Onde todos somam, todos ganham.

    Ouvir sem julgar é possível?

    Um estudo publicado no Boletim de Personalidade e Psicologia Social, concluiu que o julgamento é influenciado pelo preconceito e grau de intimidade entre as pessoas. 

    A pesquisa demonstrou que as pessoas julgam com mais leveza quem é mais próximo do seu círculo de amizade, o que é normal.

    Entretanto, é importante refletir antes de tirar conclusões sobre algo ou alguém. Lembrar que as pessoas são diferentes melhora a capacidade de se relacionar com os demais e evita o julgamento precipitado.

    Artigo escrito por Stela Maris Maciel([email protected]). Jornalista, especialista em saúde e formanda em Psicanálise.


    Leia Também:  Machismo na interpretação da Psicanálise

    Curso de Formação em Psicanálise Clínica EAD


    One thought on “Como saber ouvir? Algumas dicas podem facilitar essa prática

    1. Mizael Carvalho disse:

      Parabéns! Assunto importantíssimo, se as pessoas soubesse os benefícios, que fazem ao ouvirem as pessoas ,praticariam esse gesto de amor!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *