como superar o complexo de inferioridade

Complexo de Inferioridade: o que é, como superar?

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise, Transtornos e Doenças, tratamento

Você sabia que o complexo de inferioridade pode estar paralisando a sua vida? Nesse artigo nós vamos falar sobre esse assunto tão importante. Traremos ainda algumas dicas de como superar esse sentimento tão negativo sobre si mesmo. Não perca!

O que é complexo de inferioridade?

Saiba que, de forma resumida, complexo de inferioridade é um sentimento que as pessoas têm de se ver numa posição inferior em relação às outras. Ele tem a ver com diversas áreas da vida como a aparência, saúde, carreira, status socias, entre outros.

Geralmente, esse sentimento negativo acontece de forma inconsciente e de maneira subjetiva. Isso porque o sentimento é criado na mente da pessoa que se sente inferiorizada.

Nesse sentido, é preciso buscar quais são as raízes que levam a esse tipo de sentimento. Uma vez que esse complexo pode ter a ver com outros problemas psicológicos, é preciso examinar a fundo transtornos como a depressão e ansiedade, por exemplo.

Entenda melhor o que significa complexo de inferioridade

Uma vez que os transtornos mentais podem ter a ver com o complexo de inferioridade, é preciso notar também que a autoestima pode sofrer impactos negativos. A baixa autoestima provoca não apenas um desânimo, mas coloca em dúvida as capacidades da pessoa.

Dessa maneira, a pessoa se sente apatia a tudo à sua volta. Assim, não se sentirá motivada a fazer desde as tarefas mais simples, bem como aquilo que a desafie. Então, perceba que ela pouco encontrará um senso de realização, e assim nunca estará feliz consigo mesma.

Nesse processo, a mente passa a comparar tudo e todos à sua volta. Ela pode chegar a acreditar que nunca vai ser merecer as coisas boas que podem lhe acontecer. Assim, a tendência de uma pessoa com complexo de inferioridade é ser sempre ser pessimista.

Sentimento de inferioridade: uma sensação de incapacidade exagerada

Para entender como o complexo trabalha, vamos ver alguns pontos. A pessoa que se sente inferiorizada tem o sentimento de incapacidade constante e em excesso. Isso significa que ela nunca se sente preparada para fazer algo de maior responsabilidade.

Imagine alguém que tem grande potencial para abrir seu próprio negócio. Ela pode usar como desculpa a falta de conhecimento necessário ou dizer que nunca está preparada. Pessoas deixam de crescer na profissão porque acreditam que outras pessoas podem ser melhores do que elas para determinadas funções.

Porém, saiba que esse sentimento pode servir para outros aspectos. O medo de sair da casa dos pais e de estar em um relacionamento amoroso. Podemos até mencionar uma pessoa que gostaria de fazer aula de ballet, mas acha que não tem capacidade por não ter o corpo magro.

Complexo de inferioridade sintomas

Além desses, podemos destacar outros sintomas relacionados ao complexo de inferioridade. Uma vez que a pessoa não consegue ver seu potencial, ela também pode estar sofrendo com a falta de amor próprio.

Por isso, é comum que sua mente produza frases sobre complexo de inferioridade. Assim, é comum ter pensamentos negativos sobre si mesmo como : “eu não sei”, “eu não posso”, “eu não sou merecedor”, “eu não tenho condições para realizar essa tarefa” e “fulano é melhor do que eu”. Quando alguém tenta se aproximar, a pessoa age na defensiva e pode até ser arrogante.

Leia Também:  Maturidade espiritual e emocional: 7 sinais

Afinal, só ela sabe o que está passando, e seu sofrimento é maior do que os dos outros. Ou seja, ela tem como sintoma uma sensibilidade extrema para todas as situações possíveis. Não por acaso, ela vive isolada, seja por escolha própria ou porque afasta as pessoas.

Como superar o complexo de inferioridade

Pensando que esse o complexo está relacionado às questões emocionais e psicológicas, a principal alternativa é buscar ajuda com um especialista em Psicologia. Um profissional adequado poderá orientar os melhores tratamentos.

Por isso, é preciso buscar a fonte desses pensamentos. As causas podem ser mais complexas do que você imagina. A necessidade de reconhecimento e rejeição podem ser reflexos de traumas na infância ou em períodos anteriores.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Compreenda que só é possível identificar tais raízes quando a pessoa se abre. Expressar seus sentimentos tóxicos para a pessoa certa para te ouvir é o caminho para superar os traumas. Não se sinta intimidado ou com vergonha de buscar ajuda!

    Tenha cuidado com as redes sociais

    Para aqueles que sofrem com complexo de inferioridade, as redes sociais podem ser um prato cheio para despertar pensamentos nocivos. Muitas vezes, o que se acompanha nas telas não tem a ver com a realidade da maioria das pessoas.

    Seguir pessoas famosas e ricas só pode te causar danos. Isso porque você ficará o tempo todo se comparando a um status de vida que você nunca poderá conquistar. Coampreend que a vida nas redes sociais muitas vezes são estimuladas por marcas que querem vender seus produtos e serviços.

    Não por acaso, o termo influenciador digital tem ganhado cada vez mais relevância nos últimos anos. Portanto, não acredite nessa felicidade aberta. O alto número de seguidores, viagens incríveis e os presentes recebidos dificilmente mostram as cicatrizes que essas pessoas têm.

    Hábitos nocivos: transtornos alimentares

    Muitas pessoas descontam suas frustrações na comida. Não é à toa que esse complexo tem ralação com a ansiedade e autoestima. Pense na seguinte situação, se uma pessoa não se vê realizada com o seu corpo duas coisas podem acontecer:

    A primeira é que ela se sinta culpada. E para suprir sua frustração, terá hábitos ruins com a sua alimentação. Podemos destacar tanto a compulsão alimentar, quanto anorexia e bulimia. O ciclo é tão perigoso porque ela pode se sentir culpada por comer em excesso ou não comer o suficiente.

    Se esse quadro faz parte da sua rotina, não deixe de buscar orientação com um profissional especialista em gastroenterologia para tratar da sua saúde. Nesse sentido, veja que a ajuda para superar o complexo de inferioridade pode ser interdisciplinar.

    Considerações finais sobre complexo de inferioridade

    Nesse artigo, nós trouxemos informações para entender e superar pensamentos autodestrutivos. Entenda que todos nós temos nossas limitações e defeitos, assim como qualidades. Tente focar suas energias e esforços naquilo que você sabe fazer de melhor.

    Compreenda que o autoconhecimento é essencial para examinar sua mente e emoções. Todos nós temos as nossas questões internas que merecem ser tratadas com respeito e sem preconceitos.

    Para te auxiliar nesse processo, faça nosso curso online de Psicanálise Clínica. Assim sendo, você encontrará ferramentas para lidar e entender melhor sobre o complexo de inferioridade e outros transtornos psicológicos. Aproveite e se inscreva o quanto antes!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    dezesseis + 12 =