reciprocidade conceito dicas

Conceito de Reciprocidade e 7 formas de desenvolver

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

A reciprocidade é uma das regras sociais que aprendemos mais cedo na vida. Desde pequenos aprendemos que devemos oferecer algo em retorno para as pessoas que fazem algo por nós, nem que seja um “muito obrigado”. O conceito de reciprocidade se torna cada vez mais importante na medida em que ficamos mais velhos, e em alguns contextos, como o mundo dos negócios, ele se torna inclusive fundamental.

A máxima que todos conhecem representada por “você recebe aquilo que você dá” e todas as suas variações é baseada no significado de reciprocidade, que nós vamos descrever com mais cuidado no presente texto seguir.

O que é reciprocidade?

A palavra reciprocidade tem origem no Latim. Ela vem da palavra “reciprocus”, que pode ser traduzida como “movendo-se de um lado para o outro”.

Na definição atual da palavra no dicionário, reciprocidade é entendida como a prática de realizar trocas com outras pessoas em busca de benefício mútuo. A relação de reciprocidade pode ser desenvolvida entre empresas, organizações, ou mesmo países.

Mas a palavra ganhou um significado mais profundo no campo da psicologia social. Para psicólogos e psicanalistas, a reciprocidade diz respeito ao ato de retornar uma boa ação com outra boa ação, no intuito de retribuir e recompensar as pessoas que praticam bons atos.

Esse princípio parte do pressuposto que os seres humanos respondem à forma como são tratados, e tendem a tratar os outros “na mesma moeda”.

Isso quer dizer que quando alguém é legal com você, você tende a ser legal de volta, enquanto que quando alguém é mal educado, você tende a agir da mesma forma, ou mesmo pior, se tiver se sentido atacado.

Diferença entre reciprocidade e altruísmo

A reciprocidade ocorre quando agimos de forma agradável e praticamos boas ações em resposta às boas ações que praticam conosco. Ela é diferente das ações altruístas, que não possuem nenhuma outra motivação para que elas ocorram. Alguns ainda diferem altruísmo ideal do altruísmo recíproco.

  • O altruísmo ideal parte do pressuposto que os indivíduos realizam boas ações sem esperar nada em troca, enquanto o altruísmo recíproco é aquele no qual as pessoas esperam algum tipo de retorno, mesmo que pequeno, como um agradecimento.
  • Por sua vez, altruísmo recíproco se parece mais com o conceito de reciprocidade. Apesar de o altruísmo ser um conceito muito bonito no papel, é a reciprocidade que faz com que seja possível que os seres humanos construam relacionamentos e relações de todos os tipos.

Relações duradouras e com verdadeiro significado são construídas na base da reciprocidade. Para construir um relacionamento com uma base forte, é necessário se doar, e que a outra parte se doe na mesma medida.

7 dicas para desenvolver a reciprocidade

Já pudemos perceber como a reciprocidade é importante, e sabemos também que ela não vem pronta, com manual de instruções, de uma hora para a outra.

A boa notícia é que podemos trabalhar constantemente a reciprocidade em uma relação, fortalecendo ainda mais os laços entre as partes. Existem algumas dicas práticas que podemos empregar no nosso dia a dia para nos ajudar a melhorar nossas relações através da reciprocidade.

Quer saber como? Veja algumas dicas a seguir:

1. Ter Empatia

Uma relação equilibrada e saudável é baseada na empatia, que é a capacidade de se colocar no lugar do outro. A empatia nos ajuda a perceber as motivações da outra pessoa, e a entender o que ela gostaria de retorno quando faz alguma boa ação.

2. Gratidão

Isso porque as pessoas funcionam todas da mesma forma, quando fazemos algo por alguém, mesmo que não esperemos retorno de forma consciente, ficamos felizes e satisfeitos quando recebemos algum retorno, mesmo que seja na forma de gratidão. Isso cria em nós a sensação de que devemos, de alguma forma, retribuir, e é assim que nascem os laços verdadeiros.

3. Saber ouvir

Temos que estar sempre abertos ao que o outro tem a dizer, e realmente escutar. Dessa forma conseguimos compreender o seu modo de pensar e somos capazes de dar o retorno que a outra parte quer, ou precisa, na relação.

E quando falamos de relação, estamos nos referindo a qualquer tipo de relacionamento, seja ele de qual natureza for.

4. Assuma responsabilidade pelas suas ações

Isso é um trabalho constante, que exige trabalho consciente todos os dias. Todos nós devemos assumir a responsabilidade por nossas ações, e inclusive entender a forma como elas podem influenciar as ações dos outros, afinal de contas, as relações são baseadas na reciprocidade.

Leia Também:  Aparelho Psíquico para Freud

5. Mantenha um diálogo sempre aberto

Conversar é a melhor forma de entender o outro, e é claro, mantendo a honestidade acima de tudo.

6. O respeito deve sempre estar presente

A reciprocidade não significa esperar exatamente a mesma coisa em troca. As pessoas são diferentes, respondem de formas diferentes, agem de formas diferentes, e esperam coisas diferentes. Dessa forma, devemos acima de tudo respeitar as diferenças.

7. A última dica: Pratique

A reciprocidade está presente na vida de todos nós, e é um conceito muito importante, que permeia todas as relações humanas. Você viu essas nossas dicas, é importante que você as pratique diariamente.

Estar consciente disso, e entender que as coisas na vida não acontecem de graça e sim como reflexo de alguma ação que nós praticamos, são passos fundamentais para a maturidade, e possibilita a construção de relacionamentos saudáveis e duradouros.

Conclusão

A reciprocidade é importante para relações comerciais, entre instituições, entre países, entre governo e cidadãos, e por ai vai…

A nossa sociedade é baseada na reciprocidade, na sensação de dever que temos que dar algum retorno para a comunidade, de pagar impostos e seguir as regras para ter seus direitos preservados.

A reciprocidade não é algo exato, definido, fechado, matemático. Ela vai sendo construída aos poucos, e exige que as partes envolvidas estejam realmente investidas no sucesso da relação, para que ela cresça, se desenvolva e se fortaleça.

E você, como pratica a reciprocidade no seu dia a dia, e nas suas relações? Quer dar um exemplo pra gente? Fique a vontade para usar o espaço dos comentários abaixo!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *