Obra e trajetória do Psicanalista Contardo Calligaris

Posted on Posted in Formação em Psicanálise, Psicanálise

Contardo Calligaris carrega a sua pluralidade existencial na forma de viver e trabalhar. O mesmo acabou se encantando pelo Brasil, se fixando aqui e expandindo o seu trabalho. Conheça mais sobre a sua trajetória e seu trabalho.

Formação

Contardo Luigi Calligaris nasceu em Milão e construiu uma carreira como psicanalista, escritor e dramaturgo. Inicialmente se formou em Epistemologia na mesma faculdade onde havia palestras de Jean Piaget. Inicialmente, era focado em Ciências Sociais enquanto se estabelecia na área de Letras.

Em Paris, focou em seu doutorado em Semiologia ao mesmo tempo em que inicia como paciente na Psicanálise. Dada a experiência positiva que conseguiu, construiu gradativamente seu interesse na área. Com isso, em 1975, se tornou membro da Escola Freudiana, conhecendo o trabalho de Lacan por meio de seus pacientes.

Já no Brasil, sua primeira vez aconteceu em 1986, após o lançamento do livro Hipótese sobre o fantasma. À medida em que dava palestras pelo país, entrou em contato com fiéis admiradores que o convidaram a visitas periódicas. Calligaris, entre idas e vindas, acabou se apaixonando e decidiu ficar aqui de vez.

Livros

Contardo Calligaris carrega uma diversidade atrativa de títulos que condensam bem a sua perspectiva de trabalho. Variando entre um trabalho e outro, o autor provoca a reflexão profunda a respeito de temas simples do cotidiano. Além disso, conversa de forma acessível sobre temas complexos e que fogem da rotina comum de uma pessoa, como:

Cartas a um jovem terapeuta

Na obra, Calligaris mostra uma série de cartas que escreveu direcionadas a profissionais da área psicológica. Assim, o autor compartilha do que sabe e conversa sobre questões profissionais através de perguntas e respostas. Além disso, conversa também sobre o início de sua carreira, a relação íntima do paciente com seu terapeuta, entre muitos outros temas.

Todos os Reis estão nus

O livro aborda como o sujeito de hoje não carrega essência por depender da perspectiva dos outros. É como se o mesmo fosse composto por camada infinitas, como uma cebola, sem um miolo central. Indo além, afirma que o mal-estar que sentimos é a consequência de pertencimento a um período onde a rebeldia é=e valor.

Conto do amor

A obra nos mostra a viagem de Carlo Antonini, psicoterapeuta, até a Itália. Na viagem, Antonini acaba por identificar traços parecidos entre São Bento e o seu próprio pai. Nisso, acaba por lembrar que seu pai havia dito que era a reencarnação do ajudante do pintor da tela. Ademais, recebemos um enredo surpreendente e cativante durante a Guerra.

Presença televisiva

O multifacetado Contardo Calligaris também fez a sua contribuição para a televisão. Aliando-se a Thiago Dottori, ajudou a dar vida ao roteiro de Psi, série pertencente ao canal HBO. A direção aqui ficou a cargo de Marcus Baldini, conduzindo de forma envolvente a cinematografia do projeto.

O intuito da série visa contar o que se passa dentro e fora de um consultório do psicoterapeuta, psicanalista e psiquiatra Carlos Antonini. O mesmo acabou por ser interpretado pelo ator Emílio de Mello, compondo fielmente as indicações de Calligaris. Ainda que seja uma produção autoral, retrata bem a história de Antonini como terapeuta.

Artigos

Em repetidas passagens pelo Brasil, Contardo Calligaris abacou encontrando mais um motivo para ficar. Felizmente, acabou por se tornar colunista da Folha de S.Paulo em 1999 entregando resenhas de vários produtos. Isso incluía livros, filmes, peças e quaisquer manifestações culturais que valessem a pena.

Leia Também:  Caráter: definição e seus tipos segundo a psicologia

Calligaris sempre procurava ir além e entregava algo a mais em seu trabalho. Por conta disso, filtrava suas críticas através de seus conhecimentos psicanalíticos. Por meio disso, investia em uma linguagem mais trabalhada, apoiada no pilar filosófico e outras áreas de conhecimento. Isso inclui relações, história, adolescência e o simples cotidiano.

Boa parte desses artigos foram condensados em um livro, totalizando 101 textos sobre diversos temas. Quinta coluna remete diretamente ao seu posto e sua essência na coluna da Folha de S. Paulo durante três anos de trabalho. Caso queira ver diretamente, a obra se encontra disponível no acervo da folha.

O lado bom da depressão

Contardo Calligaris escreveu uma tese desafiadora, mesmo que bastante interessante. Segundo ele, até que parte o sofrimento mental mudava nossa perspectiva e tomava um caminho oposto? Com isso queria questionar sobre a possibilidade de um realismo depressivo ter os seus aspectos positivos.

Contrariando o senso comum, Contardo queria mostrar que a depressão podia nutrir qualidades e algum benefício em que a porta. Isso fica mais aberto quando se fala em:


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.


Sem expectativas

O entorpecimento inibe qualquer manifestação exagerada e exacerbada das coisas. Bloqueados de sentirem tanta euforia, isso acaba por dar uma visão mais sóbria aos depressivos. Seu estado lhe permite trabalha nas coisas como são, sem criar uma expectativa. Dessa forma, trabalham no seu tempo e sem qualquer tipo de obrigação.

Introspecção voluntária

Ao ficar imerso em si por tempo integral, o indivíduo acaba entrando em contato com uma parte que não enxergava. Dessa forma, mesmo em meio à tanta dor, pode perceber aspectos aos quais antes não prestava atenção. Isso se dá através de algum talento artístico, mental e até físico.

Transpor desafios

Ao depressivo falta vontade, força e dedicação e isso faz tudo se tornar pesado. Assim, qualquer atividade perde o prazer que evoca e se torna um peso. Todavia, quando o mesmo finalmente percebe o quanto vale a pena, consegue reunir forças e se superar. Mesmo que pareça pequeno, isso é uma grande vitória a ele.

Considerações Finais: Contardo Calligaris

Contardo Calligaris nos lembra aquele intenso viajante que encontrou um motivo maior para permanecer fixo. O psicanalista viajou por todo o mundo e condensou suas experiências na forma que trabalha. Graças a isso, mesmo que com uma vertente, construímos diversas abordagens.

Felizmente, o terapeuta ainda continua na ativa e entregando um conteúdo coeso e transformador a todos. Ademais, sugerimos a leitura de suas obras, passeando entre o fictício e o real. Isso vai permitir que entenda melhor a grandiosidade do trabalho que este entrega entre milhares de páginas escritas.

Para se aproximar da perspectiva deste, se inscreva em nosso curso online de Psicanálise. A psicoterapia trabalhada de forma tão pessoal proporciona um vislumbre profundo de toda a sua capacidade interna. A partir daí você constrói um autoconhecimento lapidado, ajudando a si e aos outros.

Nosso curso é realizado via internet, fazendo com que qualquer pessoa no país tenha acesso. Bastando que tenha apenas um computador com internet, você pode estudar quando e onde for melhor a você. Dessa forma, pode montar horários de acordo com a necessidade de sua rotina, sem atrapalhar ela.

Nossa equipe é composta por professores qualificados, especialistas dedicados em tirar o máximo do potencial dos alunos. Ainda que elabore horários individualizados, pode contar com a ajuda de um tutor especialmente a você. Isso inclui também a exploração de nosso rico material didático, composto pelas mais completas apostilas do mercado.

Leia Também:  Análise psicanalítica do filme 127 horas

Encontre a chave que pode abrir as portas a um glorioso futuro, bem como Contardo Calligaris. Inscreva-se em nosso curso de Psicanálise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + quatro =