como tratar crise de raiva

Crise de Raiva: conceito, sinais e tratamento

Posted on Posted in Comportamento, Conceitos e Significados

A raiva pode ser uma reação normal a certas circunstâncias. Porém, quando aumenta e se torna uma crise de raiva permanente ou muito frequente, ela aponta para problemas mais sérios que devem ser tratados.

Embora todos sintam raiva de vez em quando, algumas pessoas têm problemas com essa emoção. Em outras palavras, uma crise de raiva pode atrapalhar o dia a dia do indivíduo causando prejuízos e comprometendo relacionamentos.

Vale lembrar que nem toda raiva é a mesma, então os problemas de crise de raiva podem se manifestar de maneiras diferentes. Por isso, a vista disso é vital conhecer os sinais da raiva e entender como superá-los. Aqui está o que você precisa saber sobre os diferentes tipos de problemas de raiva, bem como seus sintomas, causas e tratamentos.

Crise de raiva: o que é?

A raiva é uma emoção profunda que você experimenta quando algo não sai como planejou. Ou seja, é caracterizado por sentimento de frustração, irritação e estresse.

Diferente de uma crise de raiva, a raiva só se torna um problema quando é exagerada e começa a afetar seu funcionamento diário e a maneira como você se relaciona com as pessoas. Além disso, a raiva pode variar em intensidade, de um leve aborrecimento à uma crise de raiva.

Contudo, esse é problema que afeta a vida diária e/ou os relacionamentos de uma pessoa. Isso pode ser porque eles acham seus sentimentos de raiva opressores ou difíceis de controlar.

Sintomas da crise de raiva

Além de sentir raiva, existem sintomas adicionais de problemas de raiva, tanto físicos quanto emocionais. Assim, as pessoas podem ficar com raiva por diversos motivos e todas as experimentam de maneira particular.

Além do mais, eventos ou circunstâncias que causam uma explosão de raiva em uma pessoa podem não afetar outra pessoa. Afinal, quando estamos com raiva, nosso corpo passa por certas mudanças biológicas e fisiológicas. Alguns exemplos de mudanças pelas quais seu corpo pode passar incluem:

Níveis de energia aumentados

  • Aumento da pressão arterial;
  • Pico de hormônios como adrenalina e noradrenalina;
  • Aumento da temperatura corporal;
  • Aumento da tensão muscular;

Além de sentir raiva, existem sintomas adicionais de problemas de raiva, tanto físicos quanto emocionais. Por isso, vejamos alguns sintomas de problemas emocionais:

  • Vozes elevadas;
  • Punhos cerrados;
  • Franzindo a testa ou carrancudo;
  • Mandíbula cerrada;
  • Tremendo fisicamente;
  • Batimentos cardíacos rápidos;
  • Suando excessivamente;
  • Andando excessivamente;

Complicações

Como dito, a raiva é uma emoção completamente normal e tipicamente saudável. No entanto, pode ser prejudicial para a sua saúde física e emocional quando você perde o controle dela. Quando você está com raiva, seu corpo passa por mudanças.

Sua frequência cardíaca acelera e sua pressão arterial aumenta. Além disso, seu corpo também libera hormônios como adrenalina e noradrenalina. Logo, fazer seu corpo passar por essas mudanças, ficando com raiva repetidamente, pode levar a problemas médicos e complicações como:

Outros sintomas

  • Pressão alta;
  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Insônia;
  • Abuso de substâncias;
  • Úlceras gástricas;
  • Doença intestinal;
  • Diabetes 2;
Leia Também:  Inteligência emocional, Educação e Afetividade

Crise de raiva: Causas

Uma crise de raiva pode ser causada por influências externas ou internas. Uma pessoa ou um evento pode deixá-lo com extrema raiva. Ou seja, você pode estar com raiva porque alguém interrompeu a fila na sua frente.

Às vezes, usamos a raiva para substituir outras emoções com as quais preferimos não lidar, como a dor emocional, medo, solidão ou perda . Nesses casos, a raiva se torna uma emoção secundária.

Além disso, uma crise de raiva pode ser uma reação à dor física, uma resposta a sentimentos de medo, para se proteger de um ataque percebido ou em resposta a uma situação frustrante.

Ainda assim, uma crise de raiva é causada por um gatilho que pode ser racional ou irracional. Assim, alguns gatilhos comuns que causam esta crise incluem:

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    • Lidando com a perda de um ente querido;
    • Perder um emprego;
    • Rompendo o namoro;
    • Falha em um trabalho ou tarefa;
    • Estar cansado;
    • Sofrer um acidente ou ter uma condição que provoque alterações físicas em seu corpo (por exemplo, perder a visão ou a capacidade de andar);
    • A raiva também pode ser um sintoma ou resposta a uma condição médica. A raiva pode ser um sintoma de depressão, abuso de substâncias, TDAH ou transtorno bipolar.

    Como tratar crise de raiva

    Se você está lidando com uma crise de raiva, existem várias opções de tratamento, vejamos alguns deles a seguir:

    Terapia cognitivo-comportamental (TCC)

    A Terapia cognitivo-comportamental é um tipo de terapia que ajuda a identificar padrões de pensamento negativos que podem estar perpetuando sua raiva.

    Uma vez ciente desses padrões negativos de pensamento, você pode começar a trabalhar em como mudar esses padrões de pensamento, o que por sua vez mudará seu comportamento.

    Por outro lado, você também pode encontrar classes ou grupos de controle da raiva-onde a terapia cognitiva comportamental será usada no processo.

    Terapia breve focada na solução

    Terapia breve focada na solução pode ajudá-lo a identificar exceções para seus problemas de raiva e, em seguida, fazer mudanças acionáveis com base nisso. O que foi diferente nas ocasiões em que você foi capaz de gerenciar com eficácia os gatilhos ou sentimentos que levariam à raiva?

    Logo, depois de ser capaz de determinar e entender o que exatamente era diferente. Você pode começar a fazer mais do que fez ou começar a trabalhar durante essas ‘exceções’.

    Técnicas de atenção plena e medicamentos

    A técnica de atenção plena consiste em estar presente no momento e reconhecer os sentimentos sem julgamento. Desse modo, essas técnicas podem ser úteis para ficar mais ativa, consciente e em sintonia com o que seu corpo está lhe dizendo.

    Por outro lado, temos os medicamentos psicofarmacológicos. Embora os medicamentos não tratem a raiva especificamente, eles podem tratar condições de saúde mental subjacentes, como depressão, que pode se manifestar como raiva.

    Considerações finais sobre crise de raiva

    Agora que você conhece os sintomas, causas e tratamentos de uma crise de raiva, não hesite em procurar ajuda. Todavia, aprender a lidar com sua raiva é uma habilidade que você pode exercer.

    Por isso, se inscreva em nosso curso online de psicanálise clínica e aprenda a identificar quais situações desencadeiam a crise de raiva. Logo, com aulas 100%Ead você terá acesso a um conteúdo de ótima qualidade! Assim, não perca tempo e se inscreva já!

    One thought on “Crise de Raiva: conceito, sinais e tratamento

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *