Desânimo: de onde vem, como vencer

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Não é fácil lidarmos com o desânimo. Certamente, nós achamos que a vida têm muito mais sentido nos momentos que estamos felizes. Mas nós sabemos que todas as pessoas precisam enfrentar também algumas situações adversas. Ainda que seja um processo desagradável, é possível superar os nossos problemas quando nos dispomos a isso. Mas e quando nós não encontramos forças?

A palavra desânimo vem do termo em latim “desanimus”, que significa “sem alma”. Podemos afirmar que a alma é sinônimo de vida. Uma pessoa desanimada geralmente não tem motivação para executar as mais diferentes tarefas diárias como trabalhar, estudar e cuidar de si mesma. Além disso, ela também não tem disposição para sair com os amigos e para colocar os seus sonhos em ação.

Por essa razão, o desânimo é muito prejudicial e não deve ser ignorado. É normal que sintamos tristeza ou alegria em certos momentos da nossa vida. Isso porque as nossas emoções são reações do nosso corpo a algum estímulo externo ou interno. No entanto, não podemos permitir que a tristeza se torne um estado contínuo, que nos leve a perder a vontade de viver.

De onde vem o desânimo

A resposta para essa pergunta pode parecer fácil. Somos levados a pensar que nós ficamos desanimados quando passamos por problemas. De fato, não é fácil passar por situações difíceis com otimismo. Principalmente quando as adversidades vividas se mostram tão complexas que nós não sabemos como lidar com elas.

Por exemplo, é comum que uma pessoa que descobriu que tem uma doença grave fique entristecida e desesperançada. Um indivíduo que está passando pelo luto também pode passar pelo desânimo. Além disso, as questões financeiras também podem causar abatimento. Exemplo disso é o desemprego, que é a razão de muitos casos de depressão.

No entanto, há outras razões para uma pessoa ficar desanimada. A ansiedade é uma delas. Quando ficamos constantemente preocupados com situações futuras, é comum que sintamos medo do fracasso. Essa apreensão pode levar muitas pessoas ao esmorecimento. Veja que, nesse caso, o indivíduo não se sente abatido por causa de um problema real, mas sim, pela expectativa de um mal que pode acontecer.

Não podemos esquecer também de mencionar que a depressão é uma doença que causa o desânimo. Pessoas deprimidas geralmente não sentem vontade de realizar diversas atividades, inclusive aquelas que eram consideradas agradáveis. É preciso deixar claro, que, nesse caso, a intervenção médica é imprescindível.

Como vencer o desânimo

Como já dissemos, é comum ficarmos entristecidos. No entanto, precisamos superar essa situação em algum momento. Quando deixamos o desânimo nos abater, nós deixamos de ter a perspectiva de dias melhores na nossa vida e não temos motivação para lutar por eles. Não vale a pena deixarmos a vida passar pelos nossos olhos sem aproveitarmos tudo o que ela tem a nos oferecer.

Enxergue a vida como ela é

Muitas vezes, o melhor passo para vencermos o desânimo é pararmos de idealizar a vida ou de enxergá-la com pessimismo. Quando entendemos que iremos (sim!) passar por momentos ruins, mas que poderemos superá-los, nós iremos enfrentar os problemas com mais otimismo. Também temos que ter consciência que os momentos alegres também são reais!

A realidade é que a vida de todas as pessoas é feita de altos e baixos. É necessário que nós sejamos realistas e identifiquemos o que podemos fazer para desfrutarmos cada momento da nossa existência da melhor forma possível. Ficarmos inertes é a pior coisa que podemos fazer por nós mesmos.

Faça o que você pode fazer

Chegamos então à nossa segunda dica. Faça o que você pode fazer para melhorar a sua situação. Se você descobriu que o seu desânimo está relacionado à sua baixa autoestima, porque não investir uma parte do seu tempo cuidando de você? Se você sabe que você sente prazer fazendo uma atividade, faça um esforço para realizá-la novamente.

Também não deixe de experimentar coisas novas. Descobrir um novo hobby pode fazer muito bem para o nosso humor. O importante é não deixar que o desânimo não nos impeça de viver bons momentos. Além disso, busque se rodear de pessoas que te fazem bem e se afaste de relacionamentos tóxicos. Isso também te ajudará a ver a vida com melhores olhos.

Leia Também:  Sentir falta é normal? O que diz a Psicanálise?

Exercite-se

O exercício físico é o ótimo aliado para as pessoas desanimadas. Isso porque quando nos exercitamos, o nosso corpo libera substâncias como a endorfina, que nos trazem a sensação de bem-estar. Além disso, esses hormônios também nos ajudam a ter mais disposição, alegria e motivação.

É importante, no entanto, encontrar a modalidade de exercício que te faça bem. Não adianta buscar motivação fazendo algo que você não gosta. O que importa é se mexer; você pode fazer isso correndo, dançando ou malhando na academia. Escolha a melhor forma de se exercitar e invista no seu bem-estar!

Busque ajuda

Essa é uma dica muito importante para todas as pessoas, inclusive aquelas que estão abatidas. E não estamos falando de qualquer tipo de ajuda, mas sim o auxílio de um profissional. As psicoterapias são um excelente meio para nos entendermos melhor e para encontrarmos uma forma eficiente de lidarmos com os nossos problemas.

Na hora que estamos tristes, a presença de familiares e amigos é muito importante, no entanto, ela não se compara à intervenção de uma pessoa que esteja realmente apta a te ajudar. Sendo assim, não hesite em buscar o auxílio de um psicoterapeuta quando você se sentir incapaz de lidar com as suas questões sozinho!

Considerações finais

Neste artigo, nós tratamos do desânimo, apresentando as suas possíveis causas e as formas como podemos superá-lo. Como você pôde ver, é necessário tomar algumas atitudes para vencer essa sensação de tristeza e de desesperança. O importante é não desistir de tentar encher a sua vida de bons momentos, mesmo quando você não sentir tanta vontade de fazer isso.

É possível que você deseje ajudar pessoas desanimadas, mas não saiba por onde começar. Se esse é o seu caso, nós te convidamos a realizar o nosso curso online de Psicanálise Clínica. A partir do momento que você receber o nosso certificado, você estará apto a trabalhar em clínicas e empresas.

Se você gostou do nosso artigo sobre desânimo, não deixe de compartilhá-lo com outras pessoas. Além disso, te convidamos a ler os outros artigos deste blog!



Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + 10 =