Como manter a calma: 10 dicas para situações extremas

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Por muitas vezes, parece que as pessoas procuram testar os nossos limites. Isso porque acabam nos levando para situações bastante tensas, abusando de nossa paciência em diversos níveis. Descubra como entender melhor essa situação e aprenda 10 dicas de como manter a calma.

Relacionamentos

Independente do que fazemos em vida, todos nós precisamos ter contato com o outro. Isso permite ter uma maior flexibilização do trabalho e ideias, de modo que acione uma expansão da atividade em que trabalhamos. Graças ao contato com outras pessoas, nosso trabalho é visto, apreciado e propagado.

Contudo, infelizmente, os relacionamentos não são como flores em 100% do tempo. Da mesma forma que nos expomos, temos de lidar com visões e atitudes opostas às nossas. Claro que ninguém é obrigado a concordar com tudo o que falamos ou pensamos, de modo algum. Porém, conseguimos notar que alguns fazem discordam de nós por puro prazer ou pirraça.

Em alguns momentos, é difícil saber como manter a calma. A cada comentário, atitude ou resposta emocional, nos sentimos feridos e violados. Muitos percebem o quanto isso nos machuca, mas ainda assim o fazem. Algumas pessoas ainda conseguem se segurar, mas quem possui pavio curto corre o risco de perder as estribeiras.

Por que perdemos a calma?

Muitos fatores podem contribuir para que percamos a calma. Em geral, são atitudes ou desvios que divergem bastante de nossa natureza. No geral, vivemos de acordo com uma linha de pensamento de modo a contribuir e equilibrar o ambiente em que estamos. No entanto, podemos andar estressados e furiosos por conta das:

Provocações

As provocações são formas de menosprezar o nosso trabalho ou posição em algum lugar. Ainda que devêssemos ignorá-las e trabalhar em como manter a calma, cedemos diante delas. O curioso é que sabemos que devemos ignorar, mas damos a indevida atenção aos argumentos. É como se um alfinete nos espetasse a cada momento.

Invasões

Nenhum de nós gosta de ter o espaço pessoal invadido e violado. Isso configura um desrespeito à nossa imagem, visto que é a nossa zona de segurança. Por exemplo, quando alguém entra em nosso quarto sem permissão ou se intromete em algo que não lhe concerne. Certamente, é um bom motivo para perder a calma.

Insubordinações

Muitos de nós trabalham arduamente para conseguir determinada posição. Há muito suor, esforço e história por trás dessa conquista. Quando alguém desrespeita essa construção pessoal, acaba por ferir tudo o que somos. Isso porque a insubordinação mancha tudo o que passamos e conquistamos para chegar até ali.

Por que devemos manter a calma?

Ainda que pareça egoísmo, devemos ter sossego porque merecemos. Toda a nossa rotina possui um propósito, de modo que trabalhamos continuamente para servir a algo. Certamente, é um círculo desgastante e cansativo. Abdicamos de muita coisa para fazer o que fazemos e chegar onde estamos.

Saber como manter a calma impede que cedamos a um quadro de estresse permanente, por exemplo. Antes mesmo de alguém vir nos incomodar, já estamos ouriçados e pronto para um combate. É como se a nossa pele estivesse queimada e bastante sensível a qualquer estímulo. Dessa forma, acabamos perdendo a calma antecipadamente.

Infelizmente, isso acaba por nos deixar doentes. A tensão e a carga emotiva negativa que carregamos transformam e envenenam tudo de bom que carregamos por dentro. Sendo assim, se manter em calmaria deve ser um estado a ser almejado e trabalhado.

Afaste-se dos estimulantes negativos

Antes de saber como manter a calma, se afaste do que lhe causa mal. Isso tudo servirá como um exercício inicial enquanto se adapta a uma nova realidade. Se assim o fizer, demorará mais para perder a tranquilidade que tanto busca.

Isso inclui colegas de trabalho indesejáveis ou contatos sociais de pouco agrado. Ainda que precise dessas relações, aprenda a filtrá-las adequadamente para que não sofra tanto. Outros estímulos, como conversas ou situações desagradáveis que pouco lhe apetecem também devem ser evitados.

Dicas

Mesmo que pareça uma situação impossível de ser resolvida, é possível aprender a como manter a calma. São exercícios simples e diários que devem fazer parte de sua rotina. Dessa forma, essa resiliência que está construindo será endurecida e duradoura, evitando novas dores de cabeça. Comece:

Utilizando os seus sentidos

Essa técnica pode ser utilizada em momentos de grande tensão. De forma decrescente, visualize o ambiente e anote cinco coisas que pode enxergar. Em seguida, quatro coisas que pode tocar, três em que pode escutar, duas para cheirar e uma para degustar. Isso vai permitir que foque sua atenção em outros objetos.

Leia Também:  Tratar a ansiedade com a Psicanálise funciona?

Relaxando os músculos

Tente trabalhar seus músculos. Isso porque a tensão gerada afetará diretamente o seu corpo. Faça movimentos de contração e relaxamento para liberar o estresse.

Contando

Pode parecer absurdo, mas contar para se acalmar funciona. Tente contar regressivamente de 100 até 0 de três em três. Dessa forma, poderá focar sua atenção em outra coisa.

Meditando

Mesmo que não tenha o hábito de meditar, comece. É possível fazer pequenas sessões de poucos minutos ao dia. Após as sessões, se sentirá renovado.

Escreva

A qualquer sinal de incômodo, escreva em um papel. Use isso para desabafar sem freios ou medo de ser julgado sobre o que te incomoda. Graças a isso, poderá desabafar silenciosamente o que guarda dentro de si.



Suspirando

Antecipando a respiração, puxe o ar rapidamente e o solte como de costume. Por conta disso, terá mais liberdade em se livrar da tensão que carrega.

Ouvindo música

Tente montar uma playlist que possa te acalmar. Isso porque a música tem o poder natural de nos relaxar em momentos difíceis, então abuse disso.

Fazendo exercícios de imaginação guiada

Tente se imaginar em um local que te traz paz e conforto. Visualize-se na cena, dando detalhes e outras informações que te ajudem a passar por esse momento.

Respirando

Tente tornar a sua respiração mais lenta por 1 minuto. Observe a entrada e saída do ar de você, de modo que acompanhe o seu fluxo. Foque sua atenção nisso.

Buscando ajuda profissional

Em alguns momentos, a intervenção de um especialista pode ser necessária. O estresse e ansiedade adquiridos podem ser escoados se um profissional ajudar.

Diariamente, somos expostos às situações de elevado estresse. Os confrontos, sejam provocados ou não, são capazes de nos tirar da zona de conforto. É como se uma mão nos agarrasse e jogasse em uma ladeira com pedregulhos. Cada estímulo é vivido da pior forma possível e nos machucam gravemente.

Assim sendo, aprender a como manter a calma é vital para sua saúde. Isso evitará problemas maiores que poderiam ter sido evitados se tivéssemos a devida proteção. Podemos ter uma vida saudável e merecemos tal realidade.

Entendermos por que perdemos a calma fica mais fácil com um curso de Psicanálise online. Isso porque as relações humanas são trabalhadas em suas origens. Nada fica escondido e você percebe o que pode mudar em suas interações.

Com aulas online, material didático de alta qualidade e professores extremamente qualificados, você tem a ferramenta para trabalhar sua vida. É um esclarecimento universal a qualquer diálogo, e te ajudará quando ficar em dúvida sobre como manter a calma. Garanta agora a sua vaga em nosso curso de Psicanálise e adquira um preço promocional!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − 3 =