o que é ser maníaco

Ser maníaco: 9 dicas para identificar

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Você sabe o que significa ser maníaco? Talvez não. Então, estamos aqui para esclarecer essa questão e te ajudar a identificá-la. Do ponto de vista freudiano, é a inclinação de partir da melancolia e transformar-se em uma determinada mania. É, ainda, um comportamento que se repete com frequência no decorrer do tempo.

Durante essa patologia clínica o indivíduo transforma seu eu atual no outro eu. É como dentro do indivíduo vivessem duas pessoas. Ou seja, há um eu e um supereu – ponto de vista de Freud. Em contrapartida, Lacan destaca que a transformação ocorre quando a pessoa não consegue alcançar determinado desejo. Dessa forma, é quando a pessoa não consegue mais conter os seus desejos reprimidos.

Sentimento de superioridade

O sujeito maníaco acha que todos as outras pessoas são espectadoras de suas grandiosidades. Assim, esse tipo de indivíduo não faz nada sem saber que há uma plateia observando suas façanhas. Nesse contexto, possui a sensação de que pode tudo, nada o detém. Dessa forma, manifesta-se o desejo de trazer à tona todos os desejos reprimidos durante sua fase depressiva. Há o prazer de se expor a situações de riscos elevados – só consegue fazer isso quando o superego atua.

Esse estágio é o de defesa. Parece estranho tentar entender isso, mas não é. Vamos lá para o esclarecimento. Quando o indivíduo está saciando-se por meio da superioridade, ele está se protegendo do seu ego inferior. Este, por sua vez, não o deixa viver de forma descompensada e desinibida.

A mente do maníaco desvendada

A pessoa é incapaz de controlar suas fantasias. Por exemplo, se é um psicopata, não sente empatia por outros seres. No entanto, se é sádico, gosta de ver o sofrimento de outras pessoas. Nesse contexto, quando as fantasias fogem do controle é o momento que a síndrome do maníaco ocorre.

É comum, portanto, que pessoas que apresentem tal transtorno tenham sofrido traumas na infância. Entretanto, vale ressaltar que, isso não é um fator definitivo, pois nem todas pessoas que sofreram violência durante a infância desenvolvem tal problema psicológico.

Como posso identificar um maníaco? É possível?

A seguir vamos apresentar nove características que abarcam a personalidade desse tipo de indivíduo. Assim, tenha atenção ao que vai ser pontuado:

1. Humor:

O maníaco costuma ter alterações de humor anormais, pois  muda abruptamente de um estado de irritabilidade para um de expansão.

2. Temperamento:

A pessoa maníaca costuma ser bastante alegre e apresentar estado de euforia muito exacerbada. Nesse contexto, suas reações perante as situações são sempre mais exageradas e espalhafatosas do que das outras pessoas.

Assim, sempre agem com o intuito de chamar atenção para si. No entanto, suas relações interpessoais são construídas com muita confiança.

3. Autoestima extremamente elevada:

Em sua vida não há espaço para autocrítica. Assim, considera-se como a pessoa mais importante do mundo, pois entende que todas as suas qualidades são únicas. Ademais, pensa ser tão extraordinária que ninguém conseguirá se igualar a ela. Normalmente, trata-se de alguém que é especialista em diversos assuntos.

Assim, sempre aparenta saber mais do que todo mundo. Nesse contexto, gosta de apagar o conhecimento das outras pessoas.

4. Vigilância noturna:

É muito comum que sejam pessoas que perdem a capacidade de ter uma boa noite de sono. Há casos muito graves, no qual a pessoa consegue ficar dias sem dormir. Contudo isso não afeta sua rotina. Em pessoas comuns, a insônia pode gerar caso de irritabilidade e perda de energia, podendo afetar gravemente as atividades diárias.

Leia Também:  Motivação e Fases da vida, segundo Freud

Entretanto, nas pessoas que possuem o transtorno que está sendo debatido, a falta da noite de sono não debilita sua capacidade de cumprir sua rotina.

5. Linguagem autoritária:

A pessoa fala sem parar e não deixa que outras pessoas opinem sobre o assunto da conversa. Sua linguagem é verborreica, ou seja, impossível de ser interrompida. Além disso, costuma ser muito gestual. Assim, cada frase dita vem acompanhada de uma sequência de gestos.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.


6. Ideias em evasão:

As ideias mudam de forma constante. Dessa forma, a pessoa não consegue fazer ligações concretas entre as ideias. Essa dificuldade está estritamente ligada com seu emaranhado interior.

7. Distração constante:

Possui sensibilidade aos estímulos do ambiente em que se encontra. Dessa forma, pode perder-se durante uma atividade porque algo prendeu sua atenção.

8. Inquietação psicomotora:

Isso está ligado aos comportamentos sexuais do indivíduo. Nesse contexto, a pessoa exerce diversas atividades ao mesmo tempo. No entanto, não dá muita importância para nenhuma delas.

9. Rotina conturbada:

Por conta das características possuídas, essas pessoas acabam tendo a vida social afetada. Assim sendo, há casos que necessitam de tratamento psicológico urgente. Nesse contexto, há inclusive algumas pessoas que até precisam ficar internadas.

Diagnóstico e tratamento

É importante ter em mente que a avaliação de um maníaco deve ser médica. Portanto, caso apresente algum dos sintomas descritos ou conheça alguém que os apresente, busque ajuda médica. É somente com o acompanhamento médico que uma pessoa conseguirá voltar a ter qualidade de vida. Ademais, não julgue alguém que apresente tais condições, uma vez que ela não escolheu ser assim.

Caso esteja com alguma suspeita, é possível fazer uma autoavaliação para levar para um médico psiquiatra analisar. Assim sendo, você pode se fazer os seguintes questionamentos:

• Há quanto tempo tem momentos de muita euforia?
• Possui alterações frequentes de humor?
• Tem pensamentos suicidas? Caso tenha, qual é a frequência deles?
• O seu comportamento te traz problemas em relações interpessoais? Impede que realize suas atividades de trabalho com tranquilidade?
• Faz uso de algum tipo de droga?

Caso tenha pensamentos suicidas com muita frequência, procure ajuda médica com urgência. Seus sintomas só irão melhorar com a medicação correta. Ademais, um tratamento adequado te devolverão a uma vida que você não vai querer tirar.

Tratamento

É um tratamento realizado a longo prazo, não adianta ser feito de forma ligeira. Isso porque os sintomas podem atingir uma gravidade tal em que a pessoa tira a própria vida. Nesse contexto, é para casos como este que existe a tríade do tratamento – psicólogo, neurologista e psiquiatra.

É essa equipe que irá diagnosticar e decidir a medicação correta. Vamos listar aqui formas comuns de tratamento para pacientes maníacos:

• A hospitalização é realizada em casos extremamente graves, quando o ser é um atentado para sua vida e também para a de outras pessoas;
• Medicação diária para controle dos sintomas;
• Terapia comportamental;
• Terapia eletroconvulsiva;
• Terapia familiar;
• Psicopedagogia.

Vida após diagnóstico

Para muitos pode parecer o fim do mundo ser diagnosticado dessa forma. No entanto, não é necessário se desesperar. Isso porque é possível continuar vivendo. Algumas mudanças no estilo de vida são necessárias, no entanto todas são viáveis. Nesse contexto, o importante agora é ter qualidade de vida. Assim sendo, mude os seguintes hábitos:

Leia Também:  Como interpretar sonhos: método de Freud

Abandone qualquer tipo de vício: não use drogas com o intuito de se divertir;
Afaste-se de pessoas tóxicas: é importante manter laços afetivos que te dê paz;
Exercite-se: movimentar o corpo é um aliado importante para regular os sintomas;

Caso conheça alguém que esteja passando por esse momento, pare e reflita – “Estou ajudando-a de alguma forma?”. Nesse contexto, o apoio dos familiares e amigos é muito importante para o tratamento. Você já passou ou passa por essa situação? Como está sendo para você? Conte para gente nos comentários.

Além disso, caso queira entender mais sobre este tipo de transtorno psíquico, conheça nosso curso EAD de psicanálise! Nele você poderá aprender mais sobre como lidar com pessoas e também consigo mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + onze =