eficiente, eficaz e efetivo

Eficiência, eficácia e efetividade: diferenças

Posted on Posted in Comportamento

Eficácia, efetividade e eficiência são três conceitos bem conhecidos no mundo do trabalho. Classicamente falando, por eficácia, queremos dizer a capacidade de atingir um objetivo específico. Para a eficiência, a capacidade de alcançá-la com a alocação mínima possível de recursos (um dos quais, fundamental, é o tempo). A efetividade é a junção dos dois termos.

A importância dos três conceitos varia de acordo com o trabalho, mas é muito importante entender a diferença. Por exemplo, para um goleiro é fundamental ser eficaz, enquanto a eficiência é menos crítica. Isso por que ele ainda terá que estar no local de trabalho por oito horas (ou seja, não pode fazer seu trabalho em menos tempo).

Já para o profissional, a eficiência passa a ser fundamental, pois ser eficiente significa ser capaz de gerenciar mais clientes e, portanto, ganhar mais.

Os dois conceitos resumem muitas outras características (por exemplo, para ser eficaz, você precisa estar preparado para o trabalho que realiza, para ser eficiente, você precisa ter estratégias de trabalho que minimizem o tempo, etc.). E além disso, eles são independentes do tipo de trabalho.

Da eficácia para a eficiência

Compreender como pode evoluir de eficácia para eficiência não é fácil. E, é claro, que os recursos devem ser minimizados, mas fazer isso pode depender tanto do trabalho quanto da estratégia escolhida pelo trabalhador.

Ao observar a abordagem de trabalho da maioria das pessoas, porém, podemos definir uma quantidade que indica a propensão do sujeito a ser eficiente.

Vamos definir essa magnitude como concretude. Não é difícil perceber que muitas pessoas não sabem ser concretas e, focadas no objetivo a ser alcançado, não pensam minimamente em estratégias que aumentem sua eficiência.

O que acontece quando eles entram no mundo do trabalho? Que a falta de concretude os penaliza a tal ponto que são enormemente lentos para com os colegas e para muitos empregos ficarão fora.

Concretização e flexibilidade

Se você conserta o ambiente de trabalho, uma pessoa eficaz pode não ser eficiente por vários motivos. Como eles são muito lentos, são muito exigentes, são muito indecisos e não podem ser completamente autônomos. Além disso, não têm um grau de preparação suficiente para superar obstáculos inesperados, etc.

Se considerarmos o mundo do trabalho em geral, a concretude implica uma característica muito positiva do trabalhador, a flexibilidade. Ser flexível é condição necessária para ser eficiente quando o trabalho é dinâmico ou pode mudar completamente!

Uma vez que tenhamos medido nossa concretude, se queremos melhorá-la, só há um método, analisar por que não somos concretos e estudar quem é concreto. E, possivelmente, ter uma pessoa concreta que analise nosso trabalho, pedindo-lhe que seja “implacável”. Aqui estão alguns problemas possíveis:

  • nós somos muito exigentes;
  • somos muito indecisos;
  • estamos insatisfeitos com a natureza e continuamos a produzir diferentes versões do nosso trabalho (note a diferença com o indeciso que faz apenas uma passagem, mas está preso a cada decisão);
  • somos românticos e nos apaixonamos pelo nosso trabalho, acabando perdendo muito tempo descobrindo o que fazemos;
  • somos inseguros (fracos) e sempre tememos que o que fazemos não dê certo;
  • fazemos muito mais do que o necessário, do que o que nos é pedido porque pensamos que o trabalho deve ser feito desta forma;
  • somos apáticos por natureza e não podemos nos concentrar totalmente;
  • nos distraímos com muitos detalhes irrelevantes;
  • perdemos muito tempo escolhendo ferramentas e estratégias.
Leia Também:  Que tipo de pessoa eu sou afinal?

Se uma pessoa não é muito concreta, deve ir para os empregos que não exigem eficiência, mas onde a eficácia é fundamental. Obviamente, será sempre penalizado ao nível pessoal, mas do lado de fora o resultado é o mesmo.

Exemplo

Pense em um graduado em línguas que não é muito concreto. Se for professor, a falta de concretude o obrigará a preparar as aulas, a perder muito tempo a corrigir os deveres dos alunos etc.. Mas pode ser um bom professor (que no máximo reclamará de não ter muito tempo livre). Por outro lado, se fosse tradutor, seria massacrado por um mercado que tem uma frequência de relógio muito maior que a sua, ou seja, não será competitivo.

Eficácia é a capacidade de atingir uma determinada meta definida, enquanto eficiência é a capacidade de atingi-la com o menor dispêndio possível de recursos, como tempo. Os termos eficácia e eficiência são frequentemente usados de forma intercambiável. Mesmo que eles realmente reflitam dois conceitos muito distintos.

Conceito no mundo do trabalho

Ambos são conceitos muito importantes no mundo do trabalho e , em geral, no planejamento e controle de qualquer atividade. Vamos dar um exemplo prático para entender melhor a diferença entre os dois. Imagine dois corredores que têm como objetivo cobrir 100 metros em menos de 10 segundos. Ambos alcançam o objetivo e, portanto, são eficazes.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Entre os dois atletas, aquele que atingiu a meta se mostrará mais eficiente, porém com o mínimo dispêndio de recursos disponíveis. Tais como: tempo de treino, custos com o técnico e  nutricionista, custos com materiais e suplementos, etc.

    Somos eficazes, mas ao mesmo tempo eficientes quando alcançamos o máximo gastando o mínimo.

    Importância

    A importância dos dois conceitos varia de acordo com o trabalho, pois eles resultam na efetividade. Na verdade, por exemplo, para um profissional, a eficiência é essencial porque ser eficiente significa ser capaz de gerenciar mais clientes. Portanto, coletar mais, enquanto para outros serviços mais operacionais, a eficácia conta.

    Eficácia e eficiência são, portanto, dois conceitos que adquirem grande importância no mundo do trabalho e são fundamentais no processo de avaliação e para atingir a efetividade.

    Em relação à avaliação, a eficácia pode ser interna, quando representa a relação entre produtos e objetivos esperados. Além disso, pode ser externa, quando indica a relação entre produtos e resultados obtidos.

    Usando eficácia e eficiência para a efetividade

    Eficácia é fazer ou usar as coisas certas, coisas que geram resultados positivos. Eficiência significa simplesmente fazer as coisas certas, ou seja, concluir uma tarefa mais barato ou mais rápido.

    Idealmente, indivíduos e empresas encontram maneiras de ser eficazes e eficientes, mas é possível ser eficaz, mas não eficiente, ou vice-versa, ou nenhum dos dois.

    CONSIDERAÇÕES FINAIS

    Percebeu a diferença entre eficácia e eficiência? Compreendeu que estes dois termos resultam na efetividade? Se almeja descobrir mais sobre o assunto de eficiência, eficácia e efetividade e temas parecidos, se inscreva em nosso Curso de Psicanálise. Com ele você estará pronto para preparar você para uma nova aventura profissional e pessoal!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    vinte − nove =