O que significa um indivíduo egocêntrico?

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

A natureza humana nos compele a sermos individualistas a fim de preservar as nossas identidades. Entretanto, sem um refinamento adequado, isso pode evoluir a um quadro onde a realidade pessoal e objetiva não se dividem. Descubra o significado de egocêntrico e como isso interfere na vida de todos.

O que é um indivíduo egocêntrico?

O egocêntrico é aquele que se enxerga como o centro de todo o interesse universal. De forma simplista, define aquelas pessoas que são incapazes de enxergar alguém além de si próprias. A origem no latim ego, eu, e centrum, o centro, abre portas aos sinônimos de narcisismo, egoísmo e até metido.

O egocêntrico cultiva uma exaltação exagerada da própria imagem em relação aos outros. Com isso, sua personalidade passa a ser um item sufocante e pouco agradável, visto que passa a ferir os outros. Sua imaginação está permanentemente ocupada no seu próprio Eu, cultivando os seus interesses sem o mínimo de empatia pelos outros.

Cabe ressaltar uma falta de projeção empática visando o que o outro sente. Como sua perspectiva está constantemente focada em si, acaba negligenciando as demais. Por conta disso, esse tipo de pessoa acaba afastando quem compartilha uma vida próxima. Sem que perceba, pouco a pouco passa a ser isolado e visto negativamente.

Por que agem dessa forma?

A Psicologia tem uma visão adequada ao motivo de alguém se tornar egocêntrico. Segundo ela, isso é uma atitude normal da criança entre os 3 e 6 anos de idade. A mesma não possui um refinamento social para distinguir quando cessar sua projeção e permitir a passagem de algo externo. Ela não sabe diferenciar realidade objetiva da pessoal ainda.

Para Jean Piaget, um dos maiores nomes em Psicologia, as crianças nessa época são naturalmente egocêntricas. O mundo é uma gigantesca possibilidade e a mesma acredita que deve desbravá-lo como pode. Com isso, acaba cultivando um desejo em focar exclusivamente nelas, sem se preocupar com as intenções dos demais.

Como aberto linhas acima, os pequenos não possuem ainda uma estrutura mental que os faça fugir desse comportamento. Com a devida educação e passar do tempo, esse impulso acaba sendo diminuído e suprimido. Se não é feito da forma correta, certamente vai gerar um adulto bastante narcisista e inquisitivo em suas ações.

Características

É bastante fácil reconhecer um indivíduo egocêntrico pela sua forma de agir e pensar. Os mesmos tomam a atenção do ambiente, em geral, de forma negativa. Dessa forma, ficam rapidamente conhecidos nos lugares onde têm de conviver com muitas pessoas de uma só vez. Mesmo sendo apenas um, acaba chamando a atenção por:

Pensar exclusivamente em si

Como deve ter visto, esse grupo não costuma pensar sob uma perspectiva coletiva. O que tiverem de fazer para enaltecerem a própria imagem, será feito. Assim, o mesmo evitará se envolver em processos complicados de terceiros que possam diminuir a sua imagem. A ideia é se mostrar como um leão em meio a vários gatos.

Falar de si de forma engrandecedora

É saudável e até recomendado que as pessoas nutram sua autoestima como forma de enxergarem seus valores. Entretanto, como todo remédio em excesso vira veneno, os egocêntricos exageram aqui. Isso porque acabam criando uma imagem absurdamente utópica de si mesmos. Qualquer feito, por menor que seja, é motivo para exaltação.

Fingimento

A ideia aqui é preservar a todo custo a visão que tem de si no mundo. Com isso, os egocêntricos podem fingir para si e aos outros, a fim de fugirem da realidade. Já que têm receio de ferirem suas exigências e preferências, os mesmos acabam não enfrentando a realidade como esta é de fato.

Empecilhos

Com tudo o que leu até aqui, fica evidente que o comportamento egocêntrico é bastante prejudicial a todos. Não apenas quem o cultiva, mas também quem presencia sofre com a sua interferência. Consequentemente, os relacionamentos passam a ser mais conturbados e sensíveis. Isso se deve ao fato de:

Não entender a individualidade de cada pessoa

Um indivíduo egocêntrico carrega uma espécie de cegueira comportamental que o inibe socialmente. Ele é capaz de olhar a si mesmo e apenas isso, revelando uma percepção e dedicação pequenas ao outro. Dessa forma, fica difícil entender que cada um tem uma crença, raciocínio e necessidades diferentes das suas.

Empurra os demais aos próprios problemas sem dar suporte

Dada à falta de empatia que este sente, o mesmo não se sensibiliza muito com os problemas dos outros. Quando alguém se abre com uma pessoa egocêntrica, certamente será instruído de forma crua a enfrentar o que lhe aflige. Assim, fica nítido que não há preocupação com os seus sentimentos e pensamentos em relação ao empecilho.


Leia Também:  O que fazer da vida? Ache o sentido em 5 dicas

Curso de Formação em Psicanálise Clínica EAD


Incapacidade de se colocar no lugar do outro

Mais uma vez, por falta de empatia, este não se coloca no lugar de ninguém. Em suma, não sobra espaço para se sensibilizar com qualquer drama que não pertença a ele. Alguns, infelizmente, dão respostas irônicas de forma natural sem perceberem o quanto estão sendo rudes e evasivos.

Como isso impacta em suas vidas

Um indivíduo egocêntrico carrega uma facilidade maior em ter problemas interpessoais. Isso se deve à sua dificuldade em se conectar à natureza diferente de qualquer pessoa. Seu “Eu” é grande o suficiente para sufocar qualquer tentativa de aproximação de terceiros. Em síntese, não dá abertura para que ninguém se aproxime de forma profunda.

Isso pode se tornar um elemento sabotador na construção de sua carreira, por exemplo. Já que não se sensibiliza o suficiente com qualquer pessoa, não tem como nutrir bons relacionamentos. Continuando nesse caminho, sua rede de contatos se resumirá a infinitas versões de si mesmo.

Não é absurdo alguém pensar em si como forma de preservar sua integridade física e moral. Entretanto, o problema surge quando isso impossibilita de manter relação com outras pessoas. É preciso ter em mente que todos nós fazemos parte de um conjunto que carrega particularidades únicas. A junção delas é que tornam um grupo valioso e bem nutrido.

Apesar de o texto ter indicado como uma característica ruim de ser mantida, há um lado bom em ser egocêntrico. Se forma de forma minimizada e controlada, isso permite uma clareza de suas capacidades pessoais. Com isso, você sabe o que pode fazer e como pode desempenhar determinada atividade com assertividade e perfeição.



Considerações finais sobre os perigos de ser egocêntrico

Como viu acima, há um lado bom em manter o egocentrismo se for bem controlado. Uma forma de conseguir isso é através do nosso curso online de Psicanálise Clínica. Isso porque o curso possibilita a construção de um autoconhecimento saudável e construtivo à sua vida. Após ele, você entenderá melhor quem é e como pode contribuir consigo mesmo e com os outros.

Nosso curso é feito via internet, dando mais liberdade aos alunos para aprenderem quando quiserem. Com base em seu ritmo pessoal, você monta seus próprios horários de estudo, de forma a não afetar a sua rotina. Mesmo com essa total flexibilização, você conta com o apoio contínuo e constante de nossos professores especialistas na área.

Conheça de perto o poder da Psicanálise e veja como reformular a sua perspectiva de vida. É uma ferramenta importantíssima na hora de tratar o ser egocêntrico tanto a nível pessoal quanto profissional. Matricule-se em nosso curso!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + oito =