letras-silabas-fonemas-como-ensinar

Ensinar as letras, fonemas e sílabas para crianças não alfabetizadas

Posted on Posted in Comportamento, Curso de Psicanálise, Formação

Ensinar as letras é fundamental para a leitura e a escrita. Por volta dos 2 anos de idade, as crianças começam a mostrar interesse em aprender as letras do alfabeto.

Enquanto algumas crianças aprendem as letras muito rápido, outras precisam de mais repetição e tempo para aprender as letras. Portanto, veja abaixo algumas dicas que separamos para você ensinar as letras, fonemas e sílabas para crianças não alfabetizadas.

Leia livros do alfabeto par ensinar as letras

Leia todos os tipos de livros do alfabeto para seus filhos, mesmo começando como bebês. Nesse sentido, a repetição realmente vai ajudar seu filho a aprender o alfabeto em uma idade jovem.

Letras de lixa

Usar letras de lixa é uma ótima maneira de apresentar as letras às crianças. Alguns exemplos de lixa são: Didax Sandpaper Tracing Letters ou School Supply Tactile Letters Kit.

Essa é uma atividade de pré-escrita perfeita porque as crianças usam os dedos para traçar as letras da lixa.

O que são letras de lixa

Letras de lixa são parte da abordagem Montessori para aprender a ler. Essas letras fornecem uma maneira tátil e visual de ajudar as crianças a aprender o alfabeto. Portanto, no método Montessori, você ensina cartas a uma criança na aula de três períodos.

Quebra-cabeças do alfabeto

Ensinar letras com quebra-cabeças do alfabeto é uma ferramenta incrível para ensinar o abecedário. Portanto, use e abuse da ideia.

Atividades sensoriais

Enquanto algumas crianças aprendem as letras muito rapidamente, outras precisam de mais repetição e tempo para aprender. Nesse sentido, as crianças aprendem melhor quando têm muitas experiências multissensoriais com letras.

Portanto, incorpore o jogo sensorial ao aprendizado das letras do alfabeto. Quando as crianças têm atividades significativas com exposição repetida, elas começam a pegar nos nomes das letras. Assim sendo, uma maneira é esta atividade de escavação de gelo do alfabeto .

O que são silabas

As sílabas são as menores unidades da linguagem falada que os humanos articulam na fala normal. Ou seja, elas são formadas por uma vogal chamada ‘núcleo’ e uma consoante opcional antes e / ou depois da vogal.

A consoante (ou grupo de consoantes) antes da vogal é chamada de início. A consoante (ou grupo de consoantes) após a vogal é chamada de coda. Portanto, não é necessário que uma sílaba tenha um início ou uma coda.

Consciência Fonêmica

Os símbolos escritos são a base dos sistemas de escrita alfabéticos. Seus sons correspondentes são abstrações do fluxo da fala e são chamados de ‘fonemas’ quando fazem parte de uma palavra significativa.

Quando aprendem a ler e escrever, as crianças tomam consciência das correspondências entre os ‘símbolos escritos’ e seus ‘fonemas’ nas palavras de sua língua.

Em linguagens ‘transparentes’, cada símbolo escrito (grafema) corresponde a um único som (fonema). Dessa forma, dizemos que existe uma correspondência um a um entre os grafemas e os fonemas.

Leia Também:  Amnésia infantil: significado em Freud e na Psicologia

Importância da Consciência Fonêmica

A pesquisa mostrou que a consciência fonêmica é o indicador mais forte para o sucesso de uma criança no aprendizado da leitura. Portanto, a consciência fonêmica forte, quando usada para segmentar e mesclar palavras, ajuda as crianças a aumentar sua capacidade de decodificar e entender o que estão lendo.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    A consciência fonêmica permite que os jovens leitores construam outro elemento importante da leitura: a fonética. Portanto, a fonética (a relação entre letras e sons) se baseia na consciência fonêmica.

    Dessa forma, quando uma criança entende e pode manipular sons verbalmente, ela está pronta para transferir esse conhecimento para palavras impressas.

    Avaliação da consciência fonêmica que melhora na hora de ensinar as letras

    Você pode determinar o nível de consciência fonêmica que seu filho tem:

    • pedindo que seu filho crie uma lista de palavras que rimam começando com uma palavra “inicial”;
    • pedindo a seu filho que segmente uma palavra em seus sons de início, meio e fim;
    • fazer seu filho contar o número de sílabas de uma palavra

    Se seu filho puder realizar essas três tarefas com confiança, ele estará pronto para o ensino de fonética. Já se seu filho tiver dificuldade com qualquer uma dessas tarefas, algumas instruções simples em consciência fonêmica serão úteis.

    7 Dicas para o ensino da consciência fonêmica e para ensinar as letras

    • Faça desses momentos de ensino como um jogo e mantenha uma atitude lúdica.
    • Faça um pouco a cada dia. Assim, você ficará surpreso com o quanto pode ser dominado em 10 minutos por dia.
    • Pare quando seu filho estiver ficando frustrado e tente terminar com uma nota positiva.
    • Se seu filho tem sinais de dislexia, o domínio da consciência fonêmica pode exigir bastante prática.
    • Tirar um ano para praticar não é incomum. Portanto, se tiver interesse, vale a pena!
    • Repita sons e palavras quantas vezes seu filho precisar ouvir.
    • Procure maneiras criativas de brincar com sons ao longo do dia.

    Como ensinar consciência fonêmica e ensinar as letras

    Rimas

    Uma das maneiras mais fáceis de ensinar consciência fonêmica precoce é trabalhar com palavras que rimam. Todos esses exercícios podem ser jogados como um jogo para tornar o aprendizado divertido. E, assim, tirar proveito.

    Rima Auditiva

    Ler livros com linguagem rimada. Por exemplo: “A Rebeca brincou com a peteca”. Aponte Rebeca e peteca. “Nós nos divertimos no parque. ” Mostre “parque” e divertimos.

    Diga três palavras onde uma palavra não rima. Por exemplo: tapete, sentou, carro. Mas o carro não termina da mesma forma, então ele não pertence.

    Produzindo Rima

    Basta dizer uma palavra como: sente-se. Peça ao seu filho para lhe dizer uma palavra que rima. Você também pode criar frases curtas, como “Eu tenho um gato que é muito ____”. Peça ao seu filho para terminar a frase com uma palavra que rima.

    Torne o fonema memorável, porque depois que as crianças são apresentadas a um fonema, elas precisam esticá-lo, examiná-lo e fazer conexões significativas com outras coisas que conhecem.

    Para transmitir a ideia de que um fonema é o mesmo “movimento da boca” em muitas palavras diferentes, peça às crianças que aprendam “cócegas na língua” alterativos, por exemplo, “Muitos ratos fazem música”.

    Considerações finais sobre ensinar as letras

    Para quem deseja se aprofundar a ensinar as letras para os pequeninos, recomendamos que leia outros artigos similares que publicamos. Assim o aprendizado do seu filho ficará mais prazeroso e divertido.

    Leia Também:  Trabalho remoto: dicas para quem trabalha e quem gerencia

    Quer saber ainda mais a como ensinar as letras para seu filho? Se inscreva em nosso curso online de psicanalise clínica. O nosso curso pode te ajudar a desenvolver o seu autoconhecimento, permitindo acesso total ao seu potencial interior. Portanto, se torne um profissional desta área e aplique o seu conhecimento!

    One thought on “Ensinar as letras, fonemas e sílabas para crianças não alfabetizadas

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *