causas da enxaqueca

Enxaqueca: causas, sintomas e tratamentos

Posted on Posted in Transtornos e Doenças

Você costuma ter dor de cabeça? Se as dores são frequentes, saiba que na verdade você pode
ter enxaqueca. Por isso, nesse post nós vamos falar sobre as causas, sintomas e tratamentos
dessa dor tão incômoda. Então, vamos conferir?

Saiba a diferença entre enxaqueca e outras dores de cabeça

Muitas pessoas sofrem com dor de cabeça. Porém, nem todas sabem como tratar dos sintomas.
Por isso, o primeiro passo é saber onde a dor está. Uma vez que tem pelo menos seis tipos de dor de cabeça.

Saiba que a enxaqueca se caracteriza como uma dor em um dos lados da cabeça. Há casos em
que a dor pode ser nos dois lados. E, além disso, ela é muito diferente das demais dores de cabeça, como sinusite e cefaleia. Pois, a enxaqueca é tão forte que deixa a pessoa incapacitada de realizar suas tarefas do dia a dia.

Saiba também que enquanto a dor de cabeça é mais passageira, a enxaqueca é mais frequente. Nesse sentido, a pessoa que sofre de enxaqueca por ter crises que duram até 72 horas. Por essa razão, é preciso conhecer os sintomas.

Conheça quais são os sintomas da enxaqueca

Além de um dor forte e pulsante, a enxaqueca apresenta os demais sintomas a seguir:

  • náusea;
  • enjoo;
  • vômito;
  • tontura;
  • sensibilidade à luz;
  • sensibilidade a barulho;
  • pequenas alterações na visão, como manchas e “estrelinhas”.

Causas da enxaqueca

Estresse e preocupações em excesso

Para saber o que causa a enxaqueca, é preciso prestar atenção à sua rotina. Isso porque estresse e preocupações podem ser as causas desse tipo de dor de cabeça. Diante dos problemas e adversidades do dia a dia, é comum que as pessoas tenham enxaqueca.

Saiba também que outros fatores atuam em conjunto. Assim, se a pessoa não dorme bem por alguma preocupação, ela pode ter enxaqueca. Se passar muito tempo sem se alimentar, também
pode causar enxaqueca.

Por isso, é comum que a pessoa com enxaqueca faça uso excessivo de analgésicos. Saiba que esse tipo de medicamento são ainda mais nocivos. Já que o organismo não absorve mais a medicação.

Alimentação

Alguns alimentos específicos podem provocar a enxaqueca. Por isso, é preciso consumir com
moderação, como por exemplo:

  • alimentos gordurosos (em especial frituras);
  • alimentos embutidos (como salames, linguiça, mortadela etc) e enlatados (como feijão e frutas em conserva);
  • queijos ultraprocessados;
  • adoçantes;
  • vinho tinto

Cuidado com o excesso de cafeína! Saiba que alimentos ricos em cafeína também podem causar enxaqueca. Porém, saiba que esse cuidado vai além daquele cafezinho preto. Chocolate, chás preto e verde, chimarrão, bebidas energéticas, guaraná e refrigerantes à base de cola também devem ser consumidos com moderação.

Alterações hormonais

No caso das mulheres, a enxaqueca pode ser causada pelas alterações hormonais. Não por acaso, diversas mulheres têm essa dor tão chata no período da menstruação. Dessa maneira, saiba que os sintomas podem continuar também com a menopausa. Porém, tem tratamentos para amenizar os sintomas. Você saberá mais sobre ao continuar lendo o nosso post.

Leia Também:  Psiquiatra: o que faz? Diferença com psicólogo, psicanalista, neurologista

Herança genética

Além das causas mencionadas antes, saiba que herança genética também pode provocar enxaqueca. Pode ser comum que pais com enxaqueca crônica possam transmitir essa herança para os filhos. Por isso, é preciso acompanhar a saúde dos familiares em relação aos sintomas.

Tratamento para enxaqueca

Agora que já sabemos os sintomas e causas, agora falaremos sobre os tratamentos. Um remédio para enxaqueca muito usado é a aspirina. Como é de fácil acesso e não necessita de prescrição médica, muitas pessoas não tratam da doença a fundo.

Por isso, para evitar uma crise de enxaqueca, é necessário buscar tratamentos mais assertivos para amenizar os sintomas. Assim, a pessoa precisa compreender o que é bom para enxaqueca. Ou seja, buscar alternativas que contribuam para o seu bem-estar.

Medicina alternativa

Para evitar o uso excessivo de remédios no organismo, o paciente pode buscar tratamentos da
medicina alternativa. Assim, poderá tratar da enxaqueca e outros problemas de saúde. Tais
tratamentos fazem uso de medicações naturais, porém, dependem de um maior tempo para
surtir o resultado esperado.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    As principais técnicas naturais para tratar da enxaqueca são: acupuntura, auriculoterapia, aromaterapia, homeopatia, reiki e meditação. Não é à toa que a yoga, que combina meditação e
    movimentos corporais, tem se tornado uma prática cada vez mais frequente na vida das pessoas.

    Terapia para enxaqueca

    Como mencionamos antes, uma das causas da enxaqueca é o estresse. Por isso, fazer terapia com um profissional da Psicologia pode auxiliar na dor. Ainda, além de tratar dessa doença específica, é possível identificar outras questões psicológicas.

    Assim sendo, a enxaqueca pode ser apenas a superfície de problemas mais sérios e complexos. Por isso, é comum que muitos relacionem a dor como algo psicológico. Nesse sentido, a terapia pode identificar os problemas da pessoa relacionados à depressão e à ansiedade, por exemplo.

    Veja a seguir algumas terapias que auxiliam no tratamento de diferentes problemas psicológicos,
    que podem causar enxaqueca:

    • cognitivo-comportamental: visa instruir mudanças de pensamentos e atitudes;
    • psicanalítica: visa tratar de fobias, traumas do passado e depressão;
    • junguiana: visa tratar de ansiedade, depressão e vícios;
    • Gestalt: visa instruir na resolução de problemas com mais segurança.

    Orientações para uma vida mais saudável

    Saiba que os nossos hábitos contribuem para o nosso corpo e mente. Assim, qualquer que seja a sua situação, é importante ter uma vida mais saudável. Dessa maneira, aspectos relacionados à uma alimentação mais equilibrada, optando por alimentos naturais em vez de ultraprocessados e fast-food.

    As atividades físicas também ajudam para a estabilidade física e emocional. Saiba que os exercícios físicos dão energia ao corpo e à mente. Além disso, quando feitos de maneira correta, ajudam no combate ao envelhecimento físico.

    Assim sendo, você pode prevenir e amenizar não só os sintomas dessa dor, como de outras
    doenças. Procure avaliar seus hábitos: como tem sido a sua alimentação, qual a frequência que
    você consome bebidas alcoólicas. Além disso, tente identificar quais situações e momentos te
    provocam a buscar hábitos mais prejudiciais à sua saúde.

    Considerações finais

    Neste post, nós procuramos aprofundar as causas e tratamentos dessa dor tão incômoda. Essa é uma doença incapacitante que traz dores na cabeça. Diversas pessoas sofrem, mas encontram dificuldades de identificar os motivos que promovem a enxaqueca.

    Leia Também:  Culpa inconsciente: o que é, como atua?

    Por isso, enfatizamos que as pessoas devem buscar ajuda médica para examinar a fundo as raízes dessa doença. Isso porque é comum que a enxaqueca esteja atrelada a outros problemas de saúde e psicológicos. Assim, o acompanhamento médico deve ser, em especial, com diferentes profissionais da saúde.

    Assim, para entender um pouco mais sobre os tratamentos psicológicos para a enxaqueca, faça
    nosso curso online de Psicanálise. Dessa maneira, você poderá conhecer a si mesmo e compreender as raízes dos seus sentimentos e aflições. Além disso, poderá encontrar um tratamento que mais se adeque às sua realidade. Se inscreva agora mesmo.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *