Epicuro

Epicurismo: o que é filosofia epicurista

Posted on Posted in Filosofia

Epicurismo é uma corrente filosófica que ensina que para ser feliz, deverá ter controle sobre os medos e desejos.

Como resultado, atingirá o estado de tranquilidade e ausência de perturbação.

A escola de pensamento epicurista demonstrava que para encontrar a paz e ter vida feliz, se deve eliminar os medos do destino, dos deuses e da morte.

Em suma, o epicurismo se baseia nos prazeres moderados para ser feliz, sem sofrimento e com equilíbrio entre os prazeres.

O que é epicurismo?

O epicurismo é uma filosofia desenvolvida por Epicuro (341-270 a.C.). Seu principal objetivo era a felicidade, que seria alcançada pela ausência de dor física e perturbação mental.

O epicurismo era uma teoria empirista do conhecimento, onde as sensações de prazer e dor eram os critérios para julgar o que é verdadeiro.

Epicuro rejeitava a crença na sobrevivência da alma após a morte, pois entendia que esta crença era a causa primária da ansiedade humana e da busca por desejos extremos e irracionais.

O epicurismo também enfatizava a importância do cuidado com a saúde mental, relacionado à identificação dos prazeres em atividades supérfluas, e o cultivo das amizades.

Os principais ensinamentos do epicurismo são:

  • Buscar prazeres moderados
  • Eliminar o medo da morte
  • Cultivar amizades
  • Evitar dor física e perturbação mental

Portanto, o epicurismo defendia que a eliminação dos medos e desejos faria as pessoas livres para buscar os prazeres naturais, alcançando a paz de espírito.

Sobre o Filósofo Epicuro

Epicuro de Samos foi o criador do epicurismo. Nascido na ilha de Samos, na Grécia, possivelmente no ano de 341 a.C., é filho de pais atenienses.

Ainda jovem começou a estudar filosofia e seu pai lhe envia para Téos, região da Jônia, para aprimorar seus estudos.

Logo, conhece a filosofia atomista, pregada em Téos por Demócrito de Abdera, a qual despertou grande interesse.

Desse modo, dedicou-se por anos no estudo do átomo, e, então, passou a formular suas próprias teorias, discordando de algumas questões originárias.

Diferente da maioria dos filósofos, Epicuro defendia uma filosofia prática, e, assim, era conta à Academia filosófica.

Nesse ínterim, no ano de 306 a.C., Epicuro criou sua escola filosófica, com ensinamentos epicuristas e atomistas, sendo esta chamada de o Jardim, lecionando até sua morte, em 270 a.C.

QUERO INFORMAÇÕES PARA ME INSCREVER NA FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Resumo sobre epicurismo

    Segundo Epicuro, para alcançar a felicidade, liberdade, tranquilidade e estar livre do medo, o ser humano deve levar uma vida com prazeres moderados.

    Outros ensinamentos epicuristas se destacam:

    • Para a felicidade plena, é importante sentir prazer em cada ação, sem angústias e preocupações.
    • Para evitar dores e preocupações, é importante evitar multidões e luxos.
    • É importante a proximidade com a natureza, pois isso traz mais liberdade.
    • A amizade é valorizada, pois permite a troca de opiniões e o alcance de prazeres.
    • Ser gentil e ter amizades ajuda a desfrutar de prazeres imediatos.

    Para os epicuristas, as políticas estatais têm pouco valor, pois o Estado surge de interesses individuais.

    Em sociedades complexas, as regras são cumpridas apenas quando as pessoas têm alguma vantagem. Por isso, as organizações políticas e sociais não são valorizadas nas obras de Epicuro.

    Diferenças entre Epicurismo e estoicismo

    O epicurismo e o estoicismo são duas correntes filosóficas com algumas diferenças:

    O estoicismo se baseia na ética de cumprir as leis da natureza, acreditando que o universo é guiado por uma ordem divina (Logos Divino).

    Para os estoicos, a felicidade só é alcançada com a dominação do homem sobre suas paixões, consideradas vícios da alma.

    Eles acreditam na perfeição moral e intelectual, através do conceito de Apatheia, que é a indiferença a tudo que é externo ao ser.

    Por outro lado, os epicuristas acreditam que os homens possuem interesses individuais que os movem a buscar seus prazeres e felicidades.

    Diferente dos estoicos, os epicuristas não acreditam na reencarnação.

    Enquanto os estoicos prezam pela virtude como o único bem do indivíduo, os epicuristas pregam os prazeres do homem.

    Ou seja, o estoicismo defende que a tranquilidade é alcançada eliminando os prazeres, enquanto o epicurismo valoriza a busca pelos prazeres moderados.

    Saiba mais sobre as escolas filosóficas gregas Helenísticas

    A Filosofia Grega se desenvolveu desde a Grécia Antiga (final do século VII a.C.) até a época medieval (século VI d.C.), sendo dividida em três períodos principais: pré-socrático, socrático (clássico ou antropológico) e helenístico.

    O período helenístico surgiu após a morte de Alexandre, o Grande, com o domínio do Império Romano.

    Nesse contexto, surge o cosmopolitismo, com os gregos se vendo como cidadãos do mundo.

    Os filósofos deste período se tornaram importantes críticos da filosofia clássica de Platão e Aristóteles, buscando distanciar os indivíduos de questões religiosas e naturais.

    Surgiram então as Escolas Helenísticas, com diferentes linhas de pensamento, sendo as principais: Ceticismo, Epicurismo, Estoicismo e Cinismo.

    O estudo da filosofia grega nos leva a refletir sobre o comportamento humano na busca da felicidade. Por exemplo, o Epicurismo defende a busca de prazeres moderados e a ausência de dores e perturbações mentais como caminho para a felicidade.

    Conhecer mais sobre a história do desenvolvimento da mente e do comportamento humano, como esses estudos filosóficos, pode ser enriquecedor.

    Por exemplo, um curso de formação em psicanálise reúne ensinamentos preciosos sobre a mente e sua relação com a vida pessoal e profissional.

    One thought on “Epicurismo: o que é filosofia epicurista

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *