serotonina alta no exame de sangue

Serotonina Alta: o que é e quais sinais indicativos

Posted on Posted in Transtornos e Doenças

Nosso cérebro possui substâncias que devem manter-se em equilíbrio, pois são responsável para manter nosso bem-estar e demais processos do organismo. Ela age na condução dos impulsos nervosos, e com a serotonina alta há alterações emocionais e funcionais do organismo.

Geralmente, a serotonina alta, também conhecida como síndrome serotoninérgica, acontece devido ao uso elevado de medicamentos controlados. Que podem gerais sintomas leves, como náusea e inquietação, nos casos mais graves podem ocorrer crises convulsivas e a pessoa ficar inconsciente.

O que é serotonina e quais suas funções no organismo?

O nosso cérebro possui inúmeras substâncias, responsáveis pela manutenção do nosso bem-estar e de várias processos orgânicos, e, dentre elas, está a serotonina.

Em suma, a serotonina é um neurotransmissor, que desempenha função fundamental Sistema Nervoso Central. Produzida pelo aminoácido triptofano, ela se conecta a diversos receptores, atuando, principalmente, nos sistemas cardiovascular, nervoso e gastrointestinal.

Em outras palavras, a serotonina funciona como um mensageiro do cérebro para as funções orgânicas do corpo relacionadas ao nosso bem-estar. Embora a serotonina envolva questões da mente, sua produção é 90% feita pelo intestino. Onde as células convertem o aminoácido triptofano em serotonina. Portanto, uma boa alimentação é fundamenta para os casos de serotonina alta.

Contudo, a serotonina é conhecida como hormônio do prazer, pois nos dá autoconfiança e autovalorização. Além disso, está diretamente relacionada à libido, pois quando os níveis dela mudam também altera os desejos sexuais. No mais, a serotonina atua diretamente no bom funcionamento do organismo, que atuam em ações como:

  • humor;
  • temperatura corporal;
  • funções cognitivas;
  • sono;
  • controle do apetite
  • coagulação sanguínea;
  • regulação da libido;
  • cicatrização.

Serotonina alta no exame de sangue

A serotonina alta é uma condição bastante grave, que precisa de tratamento urgente, pois a pessoa pode estar correndo risco de vida.

Síndrome serotoninérgica, popularmente conhecida como serotonina alta ou síndrome da serotonina, é uma condição em que, com o aumento abrupto da serotonina a sinapse (comunicação entre os neurônios) é estimulada de forma exagerada, acima do adequado.

Causas da alta serotonina

Certos medicamentos podem elevar significativamente os níveis dessa substância. No geral, as pessoas que sofrem com serotonina alta são àquelas que fazem tratamentos medicamentosos para algum transtorno psicológico que acarretam a baixa da serotonina. Doenças como depressão, transtorno de ansiedade e alimentares.

Existem inúmeras substâncias que podem aumentar bruscamente a serotonina, como, por exemplo, aminoácido triptofano – usado, em geral, no tratamento de insônia e depressão. Além disso, outros fatores podem influenciar diretamente na alta da serotonina, pelo uso de determinadas substâncias.

Algumas substâncias aumentam rapidamente os níveis, como, por exemplo, drogas, como anfetaminas ou cocaína; estimulação do receptor com drogas como LSD; medicamentos com lítio, que aumentam a sensibilidade desses receptores; alguns antidepressivos inibidores de absorção de serotonina, como a fluoxetina, sertralina, paroxetina.

As crises da síndrome serotoninérgica acontece, no geral, quando as substâncias são usadas em conjunto ou ingeridas em simultâneo, ou, também, pelo uso excessivo de somente uma dessas substâncias.

Sinas e sintomas de serotonina alta

Primeiramente, saiba que manter bons hábitos alimentares, principalmente com alimentos com fontes de carboidratos, e a prática regular de exercícios físicos, são maneiras fundamentais para se manter saudáveis níveis de serotonina no corpo.

Como dito anteriormente, o aumento da serotonina, é comumente causado pelo uso de medicamentos controlados, que fazem com que se eleve abruptamente. Quando isso acontece, existem sintomas característicos, quais sejam:

  • mudanças de humor;
  • agitação no estado mental, com ansiedade elevada e inquietação;
  • aumento na pressão do sangue;
  • diarreia;
  • náuseas e vômitos;
  • febre;
  • alteração nos batimentos cardíacos;
  • tremores;
  • sudorese;
  • rigidez nos músculos;
  • alucinações;
  • perda da coordenação;
  • espasmos musculares, chamado de mioclonia;
  • agitação;
  • movimentos descoordenados, chamado de ataxia;
  • Reflexos neurológicos elevados, chamado de hiperreflexia.

Logo após o uso exagerado das substâncias que citamos, a elevação acontece, em sua maioria, em até 24 horas, comumente nas 6 horas após a dose exagerada.

Tratamento para serotonina elevada

Esta síndrome tem cura, a depender do estágio em que a doença se encontra. De pronto, para o início do trabalho, são suspensos todos os medicamentos. Nos casos mais graves, pode acontecer a internação em uma UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) para que o corpo se estabilize das crises.

Dessa forma, saiba que o tratamento desta síndrome é clínico, ou seja, somente um médico poderá atuar em seu tratamento, para chegar a cura. A recomendação é que o médico tenha especialidade em toxicologia.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Dicas para cuidar para prevenção

    Para prevenir esta condição, importante que o tratamento para o uso de medicamentos seja realizado por um psiquiatra e, em qualquer sintoma, seja procurado imediatamente para ação sobre o uso dos remédios controlados.

    Leia Também:  Satiríase: o que é, quais sintomas?

    Ainda mais, importante que siga estritamente a prescrição médica e jamais se automedicar, e, nunca usar drogas ilícitas. Além dos males já sabidos, elas podem elevar rapidamente o quadro.

    Você conhece os hormônios da felicidade?

    Para se atingir a felicidade que tanto buscamos não há segredo, sua mente deve estar saudável. Para tanto, existem quatro hormônios que nosso organismo produz que devem estar em níveis equilibrados, para produzirem sensação de bem-estar, os quais chamamos popularmente de “quarteto da felicidade”.

    Assim, a serotonina você já conhece, agora saiba mais sobre os outros três:

    Endorfina

    Simplificadamente, é um neurotransmissor liberado, sobremaneira, na prática de atividades físicas, como a aeróbica. Em resultado, tranquilidade e relaxamento ao corpo, aliviando o estresse, deixando-o mais leve.

    Dopamina

    Em síntese, um dos hormônios indispensáveis para sobrevivência do ser humano, ele quem nos traz a sensação de recompensa. Tendo em vista que a gratificação que nos permite atingir nossos objetivos, ainda que nos pequenos prazos. Contribuindo, assim, para uma vida feliz.

    Oxitocina

    Conhecida como hormônio do amor, a oxitocina age positivamente nas relações sociais, pois estimula a criação de laços de amizade, aumentando as ligações sentimentais. Isso acontece muito na relação entre mãe e bebê. A oxitocina também melhora o humor e reduz a ansiedade.

    Portanto, ter os níveis de serotonina equilibrados fará com que tenha controle sobre suas emoções, auxiliando no bom funcionamento do seu organismo. Afinal, como se diz popularmente, “quando a mente enfraquece, o corpo adoece”. Desse modo, se você possui quaisquer dos sinais aqui demonstrados, procure ajuda médica, pois é um quadro grave, que precisa de ajuda imediata.

    Ainda, se você tiver mais dúvidas sobre o assunto, teremos o maior prazer saná-las e, de alguma forma, lhe auxiliar para busca do tratamento adequado. Além disso, se gosta de saber como funciona, cientificamente, os segredos da mente, convidamos você a conhecer o nosso Curso de Formação em Psicanálise Clínica, caso tenha interesse, não deixe de nos contatar.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.