Escala de Beck

Escala de Beck: entenda os 3 níveis da depressão

Posted on Posted in Psicanálise, Transtornos e Doenças

Ninguém precisa se sentir bem o tempo todo. No entanto, nem todos os dias precisam ser azuis também. Por essa razão, se você tem perdido o interesse pela vida e se o seu corpo tem dados sinais de que você não está bem, essa é a hora de você fazer o teste da Escala de Beck.

Isso porque esse inventário mostrará a possibilidade de você estar deprimido. Se esse for o caso, ele também indicará a intensidade da depressão. No entanto, é importante que você procure um profissional da área da saúde para fechar esse diagnóstico. Além disso, psicólogos e médicos também irão te ajudar a se sentir melhor e voltar a sentir prazer na vida.

O que é a Escala de Beck

Esse teste é uma escala de auto-relato criada por Beck, Ward, Mendelson, Mock e Erbaugh em 1961 e o seu objetivo é medir a depressão de uma pessoa. A escala possui 21 itens e cada um deles consiste na manifestação de um comportamento próprio da doença.

A Escala de Beck é chamada de “sintomática” visto que os seus itens descrevem atitudes ou sintomas. Cada um deles possui alternativas numeradas de 0 a 3, conforme a gravidade da depressão. O número 0 sempre indica intensidade mínima; o número 1, intensidade leve; o 2, intensidade moderada; o 3, intensidade grave.

Resultados

Para saber o resultado do teste, é necessário somar as respostas de cada item. Se o valor obtido estiver entre 0-11, a intensidade dos sintomas é mínima. Caso o resultado seja um número entre 12-19, a intensidade é leve.

Se o valor obtido estiver entre 20-35, a intensidade é moderada. Já se o número do resultado estiver entre 36-63, a intensidade é grave.

Itens da Escala de Beck

Imaginamos que agora você esteja curioso para saber quais são os itens da escala de Beck. Nós iremos apresentar aqui oito deles. Contudo, vale a pena ir atrás do teste completo para saber o seu resultado final. Além disso, sempre é importante consultar um profissional para ter certeza do seu diagnóstico e também para ter noção de como agir no futuro!

Tristeza

Esse item tem o objetivo de medir a intensidade da sua tristeza. Caso você não se sinta triste, marque a alternativa 0. Se você se sente triste, indique a opção 1. No caso de você se sentir triste o tempo todo e não conseguir evitar isso, marque a alternativa 2. Por fim, se você se sente tão infeliz que não consegue mais suportar a tristeza, indique a opção 3.

Pessimismo

Esse item tem o objetivo de medir a intensidade do seu pessimismo. Caso você não se sinta desencorajado com relação ao futuro, marque a alternativa 0. Se você se sente pessimista com relação ao futuro, indique a opção 1. No caso de você não esperar nada do futuro, marque a alternativa 2. Por fim, se você não espera nada do futuro e ainda sente que a sua situação não irá melhorar, indique a opção 3.

Sentimento de Fracasso

Esse item tem o objetivo de medir a intensidade do seu sentimento de fracasso. Caso você não se sinta um fracasso, marque a alternativa 0. Se você sente que falhou na vida mais que outras pessoas, indique a opção 1. No caso de você só conseguir ver fracassos em seu passado, marque a alternativa 2. Por fim, se você acha que, como pessoa, você é um completo fracasso, indique a opção 3.

Leia Também:  Alexitimia: significado, sintomas e tratamentos

Insatisfação

Esse item tem o objetivo de medir a intensidade da sua insatisfação. Caso você sinta que tem prazer em tudo como antes, marque a alternativa 0. Se você não sente o mesmo prazer nas coisas como antes, indique a opção 1. No caso de você sentir que não encontra prazer real em mais nada, marque a alternativa 2. Por fim, se você se sente insatisfeito e aborrecido com tudo, indique a opção 3.

Culpa

Esse item tem o objetivo de medir a intensidade da sua culpa. Caso você não se sinta especialmente culpado, marque a alternativa 0. Se você se sente culpado em grande parte do tempo, indique a opção 1. No caso de você se sentir culpado na maior parte do tempo, marque a alternativa 2. Por fim, se você sempre se sente culpado, indique a opção 3.

Punição

Esse item tem o objetivo de medir o quanto você se sente punido. Caso você não ache que está sendo punido, marque a alternativa 0. Se você acha que pode ser punido, indique a opção 1. No caso de você acreditar que será punido, marque a alternativa 2. Por fim, se você acha que está sendo punido, indique a opção 3.

Auto-aversão

Esse item da Escala de Beck tem o objetivo de medir a intensidade da sua auto-aversão. Caso você não se sinta decepcionado consigo mesmo, marque a alternativa 0. Se você está decepcionado consigo mesmo, indique a opção 1.No caso de você estar enojado consigo mesmo, marque a alternativa 2. Por fim, se você se odeia, indique a opção 3.

Auto-acusação

Esse item tem o objetivo de medir a intensidade da sua auto-acusação. Caso você não se sinta pior do que as outras pessoas, marque a alternativa 0. Se você é crítico com relação a você mesmo por causa de suas fraquezas e erros, indique a opção 1. No caso de você sempre se culpar por causa de suas falhas, marque a alternativa 2. Por fim, se você se culpa por tudo de ruim que te acontece, indique a opção 3.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.


Considerações finais sobre a Escala de Beck

Nós esperamos que você tenha entendido como a Escala de Beck funciona. Só apresentamos neste artigo uma parte dela, mas, como já dissemos, vale a pena procurar o teste completo. Assim você conseguirá saber se você tem sintomas da depressão e, se sim, também terá noção da intensidade deles.

Caso você perceba que não está deprimido, mas quer ajudar as pessoas que têm essa doença, nós te recomendamos o nosso curso de Psicanálise Clínica 100% online. Isso porque nós iremos te capacitar a trabalhar em clínicas e até mesmo em empresas. O nosso curso é totalmente online e tem tudo o que você precisa saber para atender às necessidades do mercado.

Assim sendo, faça a sua matrícula o quanto antes! A atuação em Psicanálise não se limita apenas aos consultórios, de modo que você pode incorporar seus conhecimentos na sua profissão atual! Por fim, não deixe de comentar o que você achou deste texto sobre a Escala de Beck. Além disso, continue acompanhando os artigos do nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + 15 =