Estabilidade emocional: 6 dicas para alcançar

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

A estabilidade emocional é um assunto tão comentado atualmente e que tem se tornado essencial. É através da estabilidade emocional que as pessoas vem se destacando em várias áreas.

Nesse artigo vamos falar um pouco de cada conceito que compõe o tema. E vamos falar sobre a estabilidade emocional em si, sobre como alcançá-la, sobre a razão para isso e traremos dicas.

Vamos lá?

Definição de estabilidade

Segundo o dicionário, estabilidade é um substantivo feminino e tem origem na palavra latina stabilitas. Entre as definições podemos ler:

  • Solidez e segurança;
  • É a qualidade daquilo que é estável, por exemplo, “a boa estabilidade da ponte”;
  • Estabilidade emocional e familiar;
  • Permanência ou duração, algo que não se altera;
  • Na química a estabilidade é o caráter de uma composição dificilmente decomponível.
  • Para a física, estabilidade é a propriedade de um corpo em equilíbrio que tende a retomar a sua posição inicial. Por exemplo a estabilidade da balança, essa quando desviado ao pesar algo, volta para a posição;
  • No sentido jurídico é a circunstância em que uma pessoa não corre o risco de ser demitida. Por exemplo, é a situação do funcionário público que entrou por concurso e só pode ser demitido por ação judicial.

Definição de emocional

Se procurarmos no dicionário “emocional” veremos que ele é um adjetivo de origem na palavra francesa émotionnel. Entre suas definições estão:

  • Que produz emoção, sentimentos intensos ou contundentes;
  • Que se emociona com facilidade; emotivo: pessoa emocional;
  • Em que há emoção, ou confusão, ou comoção de sentimentos que fazem com que o corpo se comporte de certa forma. Essa forma apresenta normalmente alterações respiratórias, circulatórias, com choro etc.

O que é estabilidade emocional

Quando pensamos estabilidade emocional a primeira coisa que pensamos é em harmonia. Você também pensa nisso? Essa relação que fazemos é porque a estabilidade emocional é a capacidade que temos de estar em harmonia. Ou seja, conseguir sustentar um mesmo estado de emoção independentemente das circunstâncias da vida.

As emoções são resultado de reações químicas processadas dentro do nosso cérebro. E é por isso que depois da sensação de alegria intensa nós sentimos uma angústia, uma depressão. Isso provoca uma instabilidade e se manter calmo é difícil para muitas pessoas. Essa instabilidade afeta todos os nossos relacionamentos, independentemente da área.

A estabilidade emocional vem ser a administração dessa instabilidade. É só quando conseguimos controlar os altos e baixos de nossas emoções que temos êxito nas nossas vidas. Estar bem emocionalmente é a chave para enfrentarmos as adversidades da vida e alcançarmos nossos objetivos.

Porque buscar a estabilidade emocional

Como dissemos aqui em cima, a estabilidade emocional é fundamental para conseguirmos atingir nossos sonhos.

Ela tem relação direta com a autoestima, autocontrole, resiliência, empatia, autoconhecimento. Quando nos aprofundamos nesses traços conseguimos melhorar nosso desenvolvimento individual e os nossos relacionamentos. Ou seja, quando conseguimos desenvolver nossa estabilidade emocional conseguimos controlar, analisar, entender e expressas nossas emoções de maneira positiva.

Buscar ser positivo nos ajuda a sermos melhores, mais evoluídos e contagiar o mundo a nossa volta. Isso irá refletir em todas as áreas da nossa vida. Aqui embaixo iremos mostrar duas em que a estabilidade emocional são essenciais.

Estabilidade emocional nos relacionamentos

Estar em um relacionamento exige de nós aprender conviver com uma pessoa diferente da gente. Afinal, ninguém é igual mesmo, mas algumas vezes nos relacionamos com pessoas muito diferentes. Você já passou por isso?

Além disso, ninguém entra sozinho em nossas vidas. Há uma rede de amigos, família e agregados que passam a fazer parte da nossa rotina. E isso significa que mudanças começarão a acontecer. Mudar de status, ou seja, começar a namorar, é mudar. E essa mudança, seja em relação apenas ao casal ou às pessoas que os envolvem, provoca momentos de diversidade. Nem sempre essas situações são tão positivas.

Contudo, é preciso aprender a conviver com isso de maneira controlada. Não adianta se frustrar e se irritar a todo o momento. É preciso aprender a conviver com as pressões e diferenças. É preciso ter controle emocional e analisar nossos comportamentos. Só assim o relacionamento será saudável. Ou seja, a estabilidade emocional é importante para um relacionamento seja duradouro e saudável.

Estabilidade emocional no trabalho

Atualmente, termos estabilidade emocional é fundamental. Ainda mais no trabalho, afinal, para conseguirmos construir uma carreira de sucesso é preciso tempo e adversidades no caminho. Durante muito tempo, nosso sucesso era medido por conhecimentos técnicos, nosso raciocínio lógico e habilidades cognitivas e espaciais. Ou seja, nosso Quociente de Inteligência.

No entanto, desde a década de 90 o psicólogo Daniel Goleman trouxe o conceito de Inteligência emocional e isso mudou tudo. Esse conceito passou a ser exigido como uma característica que devemos possuir para chegarmos nos nossos objetivos.

Além disso, o ambiente de trabalho é um local em que somos avaliados o tempo todo. Essa avaliação pode vir dos nossos superiores, por colegas, clientes e, principalmente, por nós mesmos. Por causa de tudo isso, não podemos nos focar apenas da execução de tarefas, mas ter estabilidade para enfrentar as diversidades e as pressões.

6 dicas para alcançar a estabilidade emocional

Alcançar a estabilidade emocional é um processo. Não é do dia para a noite, mas nós temos algumas dicas para você alcançá-la. É preciso dizer que essas dicas tem a ver com hábitos que se você cultivar na sua vida, irá conseguir melhorar. Vamos lá?

Busque o autoconhecimento

Para conseguirmos manter um equilíbrio emocional diante das adversidades nós precisamos nos conhecer.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ


Precisamos conhecer quem somos e que relações da vida estamos envolvidos. Esse conhecimento nos ajuda a entender e analisar como nos comportamos e nos sentimos em diversas situações. Entende? É só quando nós entendemos nossas reações emocionais, que podemos controla-las de maneira mais racional. Além disso, só quando valorizamos a nós mesmos, nossas qualidades e desejos, é que conseguimos ser felizes.

Diferencie o racional do emocional

Ali em cima a gente já te falou que ninguém é igual a ninguém. Por mais que as pessoas apresentem similaridades, não compartilhamos tudo. Nós podemos expressar nossa emoção de um jeito e outras pessoas podem se manifestar de outras maneiras.

Entender isso, entender a si mesmo e ao outro, nos ajuda a não cobrar de maneira irracional nem a nós e nem aos outros. É preciso separa o que é racional do que é só emoção pura. Isso nos ajuda a ter equilíbrio diante das situações que nós causam estranheza. Seja essa estranheza motivada pelo que for.

Aprenda a respeitar as diferenças

Esse hábito está intrinsecamente ligado ao hábito anterior. Quando reconhecemos que o outro é diferente e trabalhamos a racionalidade em cima disso, entendemos que está tudo bem ser diferente. É preciso entender e respeitar isso.

Trata-se de aceitar quem você é, seus valores e também é uma questão de respeitar quem o outro e os valores dele. E respeitar não quer dizer que você quer viver como ele; quer dizer que você respeita o fato de que ele não precisa e nem deve ser como você. Precisamos entender que ninguém deve nós obrigar a mudar o que acreditamos e que não podemos obrigar os outros a viver como nós vivemos.

A diferença é necessária e ela só pode existir com o respeito. Buscar esse respeito é buscar a harmonia. Isso só se dá através da estabilidade emocional, afinal, nem sempre é fácil ver uma adversidade, mas o controle nos ajuda a equilibrar isso.

Automotivação

Pessoas motivadas encontram equilíbrio nas principais áreas de sua vida, são conscientes de suas escolhas e de sua jornada, sabem quais são os fatores que a motivam e batalham por eles. Além disso, elas sabem qual seu papel e importância no mundo, no ambiente familiar e no âmbito profissional, sentindo-se motivadas a cumprir seu propósito.

Seja positivo

Nem sempre as mudanças que surgem em nossas vidas são aparentemente boas. Nós sabemos disso. Mas só quando olhamos para esses momentos e tentamos tirar ao positivo é que conseguimos aprender e seguir em frente.

Até mesmo quando enfrentamos perdas dolorosas, ou fins que não foram planejados, nós precisamos encarar de maneira positiva. Afinal, nada é para sempre e, mais do que o fim, precisamos olhar como todo o percurso foi grandioso. E sim, é doloroso perder alguém, por exemplo, mas que grande honra ter podido conviver com alguém especial, não é?

O controle dos sentimentos negativos e a mudança de perspectiva só é possível com a estabilidade emocional. Ser positivo nem sempre é fácil, mas é essencial para prosseguirmos e melhorarmos.

Cuide de você mesmo

Nossa estabilidade emocional está ligada a nosso estado fisiológico. Afinal, quem já não ficou estressado por consequência de noites mal dormidas? Ou aquela irritabilidade porque está se alimentando mal? Nossa saúde interfere nas nossas emoções e por isso é preciso cuidar da gente mesmo.

Se alimente melhor, faça exercício, beba água e durma melhor. Tudo isso te ajudará a conseguir a estabilidade emocional.

Concluindo

A estabilidade emocional é fundamental para sermos melhores em todas as áreas de nossas vidas. Esperamos que esse artigo tenha te ajuda a ter uma perspectiva melhor sobre o assunto e nossas dicas te ajudem. Além disso, nosso curso de Psicanálise Clínica online pode te ajudar para conhecer mais do tema. Confira!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 1 =