estoico

Estoicismo: significado da filosofia e exemplos atuais

Posted on Posted in Conceitos e Significados

Você conhece o estoicismo? Já ouviu falar nessa palavra? Ela representa uma escola filosófica helenística, que data do século III a.C. Nos dias de hoje, mais de 2.000 anos após o surgimento dessa escola, seus ensinamentos têm sido cada vez mais buscados. Por isso, vamos explicar um pouco mais sobre o assunto.

Afinal, gerenciar a nossa vida nunca foi tão necessário. E é nisso que entram os preceitos estoicos. Ajudam a organizar nossos pensamentos e sentimentos, da mesma forma que a psicanálise faz. Inclusive, podem ser aliados num processo interessante de autoconhecimento, ou seja, você se conhece melhor.

Antes de tudo: o que é helenismo?

Quando dizemos “escola filosófica helenística”, estamos nos referindo às escolas de filosofia da Grécia Antiga. Afinal, a Grécia era conhecida pelos gregos como Hellada, e é dessa palavra que vem os termos “helenismo” e “helenístico”.

Um pouco sobre filosofia

A Grécia é conhecida por ser o berço do pensamento filosófico. E dentre todas as escolas filosóficas que se originaram lá, uma delas é o estoicismo.

Assim, a filosofia trabalha questionamentos sobre a existência, linguagem e razão, por exemplo. Afinal, são características importantes.

Como surgiu o estoicismo?

O estoicismo é uma escola filosófica fundada em Atenas por Zenão de Cício, um mercador do Chipre, durante o século III a.C. Antes de ser conhecido como estoicismo, essa corrente era conhecida como “Zenoísmo”, em referência ao nome do fundador.

Acredita-se que a alteração do nome de Zenoismo para estoicismo, tenha ocorrido para evitar um culto à personalidade de Zenão. Dessa forma, adotou-se o nome como uma referência às colunas pintadas com cenas de batalhas que decoravam o lugar onde se reuniam Zenão e seus seguidores.

Assim, com a expansão do estoicismo para Roma, essa escola foi recebendo influências dos ensinamentos de Platão, Aristóteles e Epicuro.

O que é estoicismo

Em suas origens, os estoicos falavam sobre o uso da temperança para lidar com a dor e os infortúnios da vida. Eles acreditavam que o mundo era composto por uma ótica formal, uma ética naturalista e uma física não dualista. Tinham a ética como principal foco do conhecimento.

O significado de estoicismo está relacionado com o autocontrole e a firmeza para se lidar com pensamentos autodestrutivos. Ou seja, isso envolve a ética e o bem-estar moral de uma pessoa. Além disso, os estoicos acreditam que a razão é o caminho para atingir o máximo conhecimento.

Outro ensinamento é que o homem deve viver em unidade com a natureza. A partir disso, o homem entra em comunhão com o universo e com ele mesmo. Assim, ele sente uma paz maior dentro de si.

Principais características da filosofia estoica

Uma vez que a escola estoica lida com a razão para alcançar o conhecimento, suas principais características, são:

  • a virtude é o único bem e o caminho para a felicidade;
  • a pessoa deve negar sentimentos externos;
  • o prazer não faz diferença para o sábio;
  • o universo é regido por uma razão natural;
  • valor à indiferença;
  • cosmopolitismo: o fim das fronteiras geográficas;
  • colocar em prática o que aprendemos;
  • focar no que realmente podemos controlar e aceitar o que não podemos;
  • ter responsabilidade pelo que podemos controlar;
  • transformar os obstáculos em oportunidades. Afinal, sempre há possibilidades de extrair algo positivo de uma situação ruim.
Leia Também:  Tríade Obscura: psicopatia, maquiavelismo e narcisismo

Cosmopolitismo

Outro preceito fundamental do estoicismo, além da busca do conhecimento pela razão, é o cosmopolitismo.

Essa ideia propõe que não existam fronteiras geográficas e que todas as pessoas fazem parte de um espírito universal único. Assim, isso remete ao amor fraternal, onde devemos sempre ajudar uns aos outros. Ou seja, somos todos iguais de alguma forma.

Na visão cosmopolita, o mundo é todo um. Não há fronteiras e não há barreiras entre as culturas. Por isso algumas cidades são chamadas cosmopolitas: nelas habitam pessoas de várias partes e culturas, de todos os cantos do mundo!

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Estoico

    Uma pessoa considerada estoica é aquela que age indiferente à dor, tristeza, prazer ou alegria. Ou seja, é uma pessoa que reprime seus sentimentos. Mas isso não precisa ser ruim: significa que é um individuo que consegue manter a calma em uma situação de caos.

    Dito isso, o estoico é aquele que não se deixa levar por suas emoções ou suas crenças. Ou seja, ele é mais racional com a forma como lida com a vida. É uma pessoa aberta a adquirir novos conhecimentos.

    Uma pessoa estoica é confundida com uma pessoa fria pela forma como lida com as situações. Mas isso não quer dizer que ela não tenha sentimentos ou não saiba lidar com pessoas. Afinal, ela apenas sabe controlar melhor suas emoções.

    Filosofia estoica nos dias de hoje

    Nos nossos dias, o estoicismo ajuda a controlar nossos sentimentos. Assim, da mesma forma que a psicanálise nos ajuda a compreender melhor quem somos, os ensinamentos estoicos servem para melhorar nossa qualidade de vida.

    Exemplos de como o estoicismo pode ser usado nos dias hoje:

    • Conhecer a si mesmo.
    • Controlar a ansiedade.
    • Lidar com a insegurança.
    • Manter a calma em situações adversas.
    • Processar sentimentos e pensamentos negativos.
    • Reduzir o stress.

    Aplicando os ensinamentos estoicos

    A seguir, separamos algumas dicas sobre como aplicar as ideias estoicas na sua vida:

    1. Faça uma reflexão diária. Faça uma análise de como foi o seu dia, e pergunte-se com você pode fazer melhor ou diferente no dia seguinte. Assim, você vai ter uma percepção maior de si.

    2. Defina objetivos internos e não se preocupe com os resultados. Não deixe que o que está fora do seu controle perturbe sua paz de espírito. Afinal, não conseguimos controlas todos os fatores que nos ajudam a conquistar nosso objetivo, e está tudo bem!

    3. Seja uma pessoa virtuosa. Trabalhe seu caráter e busque ser sempre uma pessoa melhor. Portanto, fique atento aos seus vícios, por exemplo, pois eles constituem uma forma de autodestruição.

    4. Aceite os acontecimentos imprevistos. Tenha em mente que nossa vida está cheia de imprevistos, tanto bons como ruins. Afinal, eles fazem parte da natureza humana e nem sempre estaremos preparados para lidar com eles.

    Considerações finais

    Cada vez mais nos conduzem a situações em que devemos esconder com máscaras nossos sentimentos e usar o máximo do nosso autocontrole. Assim, a filosofia estoica nos ensina a lidar com isso de forma mais direta e organizada, evitando o caos mental.

    A proposta dos ensinamentos estoicos é cabível nos dias atuais como uma forma de nos ensinar a manter a calma. Por isso, aprendemos a lidar com as incertezas dentro dos nossos limites administrando melhor o que parece estar fora do nosso controle.

    Leia Também:  Símbolo de Borboleta na Psicologia: o que significa?

    Por isso, é necessário ao nosso equilíbrio interior e paz mental saber lidar com nossos sentimentos e com as situações que nos cercam. E é nesse momento que os estoicos se mostram tão eficazes com uma alternativa ao caos da nossa rotina diária!

    Conheça nosso curso de Psicanálise Clínica

    Se você gostou do assunto e interessou-se em saber mais sobre o estoicismo, acesse nosso site e conheça nosso curso de Psicanálise Clínica! Com aulas online e certificado ao final do curso, venha descobrir como a psicanálise e a filosofia estoica podem te ajudar a lidar melhor com o que acontece na sua vida. Por isso, não perca e tempo e se inscreva já!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *