euforia

Euforia: como funciona a sensação no eufórico?

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Talvez você já tenha ficado bastante feliz ao ponto das suas emoções não caberem em você. Muitas pessoas já perceberam que alguns estímulos externos são capazes de deixá-las com as emoções a flor da pele. Partindo desse princípio, hoje nós entenderemos o que significa euforia e como essa sensação funciona.

O que é euforia?

De acordo com linguistas, euforia é um estado onde as nossas emoções estão no auge. Ou seja, é quando nós percebemos que as nossas emoções estão muito mais fortes. Além disso, a pessoa eufórica costuma sentir um bem-estar elevado quando está nesse estado.

As pessoas se alegram bastante em relação as situações positivas que acontecem com elas ou o ambiente. Em muitos casos, elas não conseguem se conter e parecem que estão fora de si. Logo, as pessoas que sentem euforia ficam “embriagadas” pela sensação prazerosa de alegria que sentem.

Uma pessoa pode se sentir eufórica por causa de estímulos externos, drogas ou por transtornos mentais. Embora as drogas e transtornos provoquem euforia nociva, nós podemos sentir esse estado de forma natural, passageira e sem prejuízos.

Origens

Segundo historiadores, euforia deriva do grego “euphoria” que significa “habilidade de aguentar as coisas mais fácil”. Ao passo que o tempo avançou os médicos usaram esse termo para se referirem a um sintoma de doença mental. Entretanto, a pessoa que sente euforia nem sempre tem um problema de saúde.

Os eufóricos podem alcançar esse estado de alegria duradouro por meio de drogas ou remédios. Contudo, se eles induzem esse estado através de químicos é provável que sintam efeitos colaterais nocivos à saúde.

Os médicos definiram essa alegria excessiva pela primeira vez em 1875 observando viciados em morfina. Apesar disso, muitos médicos afirmam que as pessoas podem sentir uma extrema alegria de forma saudável. Uma pessoa somente reage conforme o estímulo externo que ela recebe.

O transtorno bipolar e a euforia

Pessoas que sofrem com transtorno bipolar podem apresentar sinais de euforia na forma de um humor exaltado. A pessoa com transtorno bipolar tem um distúrbio que faz o humor dela alternar entre depressão e euforia. Sendo assim, essa pessoa não fica exaltada por estímulos internos, mas por sua condição mental.

Pessoas diagnosticadas com transtorno bipolar podem apresentar um humor muito elevado. Como resultado, elas experimentam um aumento de energia muito grande de forma espontânea. Além disso, essas pessoas ganham um aumento no fluxo das ideias e podem se irritar com facilidade.

Entretanto, os médicos afirmam que a euforia não comprova que o paciente esteja sentindo alegria ou depressão por algum motivo externo. Segundo os especialistas, acontece uma alteração repentina no humor do paciente e ele mesmo não percebe essa mudança. Além do paciente perder o senso crítico, ele não consegue avaliar o que acontece à sua volta.

O que pode causar euforia?

É provável que você já tenha sentido euforia, mesmo que não se lembre disso. Nós podemos experimentar um estado eufórico ainda que estejamos em situações simples do nosso cotidiano. Por exemplo:

  • Meditação,
  • Orgasmo,
  • Rituais espirituais ou religiosos,
  • Sentimentos relacionados ao amor,
  • Terminar uma atividade física, como um atleta terminar uma maratona.
Leia Também:  Drogas na adolescência: a Psicanálise pode ajudar?

Sintomas

Todos nós podemos sentir uma euforia passageira, porém saudável, em nosso cotidiano. Entretanto, muitas pessoas diagnosticadas com transtornos mentais podem se sentir eufóricas em algum momento. Nesse estágio, a pessoa eufórica pode apresentar:

  • Aumento da sua energia,
  • Dificuldades para dormir,
  • Humor descontrolado e elevado,
  • Impulsividade, tomando decisões inconsequentes sem pensar. Por exemplo, gastos excessivos ou negócios ruins,
  • Mania de grandeza,
  • Pensamentos acelerados.

Possíveis prejuízos

As pessoas que sentem euforia com frequência precisam ser mais cuidadosas em relação a esse estado de ânimo. Já que elas podem perder o controle, estão muito mais vulneráveis a prejuízos físicos, emocionais e sociais. Por exemplo:

  • Agitação psicomotora,
  • Comportamento promíscuo e inconsequente,
  • Compras excessivas, mesmo que não possa quitá-las,
  • Participação em atividades que possam ser perigosas.

Ainda que se sinta bem, uma pessoa eufórica pode ter prejuízos sem perceber. Em muitos casos os pacientes diagnosticados não conseguiram manter os seus relacionamentos ou trabalhar como antes. Nos casos mais graves, os pacientes exaltados se colocavam em comportamento de risco muito grande, como dirigir ou usar drogas.

O tratamento

Pessoas que sofrem com transtorno bipolar e apresentam sinais da euforia precisam ser acompanhadas por um profissional. Afinal, ela vivencia um quadro de saúde que, em muitas ocasiões, se manifesta de forma imprevisível. Desse modo, ela pode se colocar em risco caso não receba atendimento médico adequado.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    O profissional médico avaliará a sua condição, indicando as melhores opções para o paciente controlar o seu quadro. Pacientes que sofrem com transtorno bipolar e são eufóricos quase sempre tomam medicamentos. Com a ajuda da abordagem farmacêutica, eles podem equilibrar o seu estado de humor sem grandes complicações.

    Assim que os pacientes amenizam os sintomas do humor alterado e eufórico, eles podem retomar suas atividades. É de extrema importância que eles não abandonem o tratamento e sempre mantenham contato com o médico responsável. Talvez o paciente precise fazer ajustes, mas com o tratamento os sintomas do transtorno bipolar e euforia são diminuídos.

    Série Euphoria

    Na série Euphoria nós conhecemos adolescentes que lidam com eventos típicos dessa fase da vida. Para eles, experiências como sexo, drogas, traumas, mídias sociais e amizade possuem um grande impacto nas suas vidas. Como esses personagens estão se descobrindo, em muitas ocasiões eles podem ser levados ao limite.

    Por exemplo, a personagem Rue, uma jovem que é dependente de drogas e lida com os problemas do vício. Enquanto ela luta contra o próprio vício, ela se questiona sobre quem ela é no mundo. Ademais, ela precisa lidar com as consequências do seu vício e nem a euforia das drogas pode protegê-la disso.

    Com a série Euphoria, os telespectadores presenciam uma representação quase fiel dos jovens americanos de classe média e seus dilemas pessoais. Por exemplo, uso das drogas, abusos, exploração da sexualidade e as consequências das suas escolhas. Mesmo que eles experimentem situações complexas, alguns são capazes de viver dias de glória.

    Considerações finais sobre euforia

    Todos nós podemos sentir euforia de forma saudável, mesmo que seja passageira. As pessoas lidam com situações onde o emocional delas pode ser levado ao limite de forma espontânea. Como resultado, elas sentem uma alegria gigantesca que talvez consiga ser maior que elas mesmas.

    Leia Também:  O que é dinâmica familiar para a Psicanálise?

    Entretanto, se essas pessoas em questão manifestam esse estado por causa de doenças ou entorpecentes, é preciso ter cuidado. Muitos pacientes diagnosticados com transtornos ou vícios colocam a si e outras pessoas em risco quando se sentem eufóricos. Procurar ajuda médica sempre será a melhor opção para ter uma vida saudável.

    Após você entender melhor o significado de euforia, venha conhecer o nosso curso online de Psicanálise. O nosso curso é uma ferramenta completa para você desenvolver o seu autoconhecimento e explorar o seu potencial completo. Garanta hoje mesmo a sua vaga em nosso curso você e aumente as chances de transformar a si e o mundo ao seu redor.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *