fetiche

O que é fetiche? 4 características do fetichismo

Posted on Posted in Psicanálise, Psicanálise e Cultura

Todos nós possuímos algum gatilho que acaba por nos dar mais estímulo, principalmente quando estamos a sós com o parceiro. Apesar de alguns serem absurdos, esse tipo de comportamento é comum quando é sadio e até movimenta mercados financeiros mundialmente. Compreenda melhor o que significa fetiche através desse pequeno manual com quatro características.

O que é fetiche?

O fetiche se trata de uma adoração a determinados objetos ou seres com o intuito de estimulação própria. Por meio disso se consegue chegar mais rapidamente a uma excitação sexual em situações específicas. Esse movimento é algo natural e pode se direcionar a diversas formas, como lamber pés ou usar trajes específicos.

Alguma parte do corpo ou objeto não ligado ao sexo pode provocar mais excitação do que o próprio ato. O fetichismo concentra a sua força interna e direciona isso a uma projeção que possa lhe trazer prazer. Embora a ideia possa causar algum estímulo, apenas o objeto de desejo em toque provoca a excitação tão desejada.

Em palavras mais simples, colocamos um poder em determinado objeto ou parte do corpo, servindo como adoração. Ao mesmo tempo em que carregamos isso acabamos por nos influenciar sob ele. Quem é adepto de manifestar isso com mais segurança se sente realizado sexualmente dessa forma.

Causas do fetichismo

Até o momento não foram estabelecidas as causas do fetichismo, havendo apenas possibilidades de estudo. Muitos apontam sobre a teoria do condicionamento a fim de explicar as dinâmicas envolvendo o fetichista. Em suma, o fetichismo é visto como um movimento reativo a um condicionamento durante a infância do indivíduo.

Com isso, as experiências na infância contribuiriam para uma pessoa associar excitação sexual com desejo num objeto em especial. Esse tipo de associação chega até a fase adulta, de modo que amadurece enquanto nos desenvolvemos. Sendo capazes de reconhecer isso ainda na infância, atribuímos a uma peça uma ponte com o prazer sexual.

Porém, outros indicam que o fetiche não segue essa dinâmica descrita no condicionamento dentro da infância. Indo além, afirmam que a puberdade influencia nisso, principalmente quando a masturbação se inicia.

É normal quando é na medida

Pesquisando sobre fetiche você encontrará alguns estranhos e bem absurdos que nem imaginava. Apesar disso, é afirmado que o fetiche é um movimento natural dentro da sociedade humana. Todos possuem algum, mesmo que em menor escala, e isso é saudável, na medida em que ajuda a pessoa a se desenvolver e descobrir sexualmente.

O problema passa a surgir quando o fetichista se torna refém disso e é condicionado conforme essa vontade. Ou seja, quando a sua vida sexual sofre grandes interferências por conta do objeto. Tanto que é comum casos em que só consiga manter relações sexuais quando o objeto de desejo está presente.

Quando esse tipo de situação ocorre o ato já se tornou um campo para distúrbio sexual. Nesse caso, a ajuda de um profissional capacitado é importante para se fazer a regulação dessa dependência.

Características do fetichismo

Se ainda restam dúvidas sobre o fetiche, as características abaixo darão mais segurança sobre a sua natureza. Independente de qual seja ele vai se encaixar aqui, de modo que sua estrutura permaneça inalterada. Começamos por:

Sempre tê-lo à mão

Os fetichistas necessitam irrevogavelmente ter o objeto atrativo consigo quando se relacionam. Em outro caso, precisam fantasiar com ele, projetar a sua imagem na cabeça estando sozinhos ou não. Com isso poderá se sentir excitado, com estímulo e alcançando orgasmos.

Leia Também:  O que é honra: significado

Excitação ao menor estímulo

Mesmo quando apenas pega, cheira ou esfrega o objeto em si é suficiente para ficar em excitação. O mesmo se dá quando é pedido que o parceiro use o objeto enquanto se relaciona.

Submissão

Existe uma adoração profunda por isso fazendo com que tenha uma dedicação cega para tal. Nesse caminho abre espaço para a veneração e admiração construída em subserviência completa. Ou seja, em outras palavras, qualquer ordem será atendida mediante o objeto do fetiche.

Não se ama a pessoa, mas o objeto

Sendo mais direto, quem possui fetichismo ama de verdade a parte do corpo de alguém ou o objeto de adoração. Dentro de um relacionamento isso não apaga a paixão sentida, mas o sexo fica em segundo plano nesse contato lascivo. Por exemplo, pense na pessoa que se excita quando o outro usa couro, mas se sente desestimulado em transar vestindo trajes simples.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Perigos

Retomando o que foi dito parágrafos acima, o fetiche pode acabar se tornando algo perigoso. Isso acontece quando traz mal-estar para si mesmo ou para o parceiro. Nesse caminho, o exagero acaba revelando um transtorno psicológico bastante visível e influenciador.

A dependência quanto ao item desejado faz com que sua libido se concentre apenas naquela imagem. Não apenas o deixa preso a isso, como também acaba por condicionar seu comportamento em torno e expô-lo. Para resumir, pense num fetichista louco por comer algo nas partes íntimas do parceiro.

Nesse caso, microrganismos podem acabar no trato intestinal e provocar contaminação. Fora o risco do parceiro não ser adepto a esse impulso, o que pode comprometer a relação.

Tipos de fetichismo

O fetiche acaba se direcionando a uma infinidade de caminhos, alguns até que não possuem nome próprio. Listamos alguns exemplos comuns e outros nem tanto:

Altocalcifilia

O prazer aqui se concentra em ver alguém de salto, principalmente quando isso se dá na relação sexual. Não apenas usar o salto, mas o outro deve pisar no fetichista, fazendo com que esse sinta prazer na dor.

Menage a trois

O sexo a três é um desejo comum e se trata do desejo de adicionar mais alguém ao ato sexual. Tanto a mulher como o homem podem manifestar esse desejo em ter mais de um parceiro ao mesmo tempo. Casos específicos se encontram quando a mulher ou homem desejam ver seu cônjuge transando com outra pessoa.

Oculofilia

É o desejo em lamber o olho do parceiro quando estão a sós.

Fornilia

Aqui o indivíduo finge que é parte da mobília, assumindo o papel de um móvel nas relações. Muitos acabam incorporando a mobília em si, como ser uma tábua de passar roupa, por exemplo.

Exemplos de fetichismo

Aqui temos alguns exemplos simples de fetiche que muitos querem:

Frio

Muitos amantes acabam por desejarem o frio intenso enquanto estão juntos. Não apenas em partes do corpo, mas imersos em temperaturas baixas para transarem. É preciso se atentar para riscos de queimadura ou alterações na temperatura corporal.

Pés

Esse é inofensivo a princípio, consistindo em lamber os pés do outro. Alguns vão além, desejando encontrar sujeira ou outros aspectos específicos.

Aparência

Muitos se excitam com corpos fora do padrão social de beleza máxima. A exemplo, pessoas acima do peso, baixas, com falhas nos dentes ou na aparência.

Leia Também:  O que é Terapia Comportamental Dialética?

Considerações finais sobre fetiche

O fetiche é um movimento comum à humanidade, sendo a força que o movimenta a produzir. Apesar disso se concentrar no sexo, há casos em que o indivíduo consegue ir além disso. Muitos acabam direcionando isso as artes, compondo músicas, filmes ou obras para exposição.

Compreender o significado de fetichismo deve vir com clareza para que tenha segurança sobre si mesmo. Não é errado, de modo algum, ter suas preferências sexuais se isso não te atrapalha. Contudo, quando isso ocorre, é preciso ter consciência dos impedimentos e procurar ajuda especializada.

Para que tenha a clareza como parte da sua vida se inscreva em nosso curso online de psicanálise clínica. Desenvolvendo o seu autoconhecimento saberá exatamente sobre as peças que precisa para crescer e alcançar o seu potencial completo. Além da conversa sobre fetiche, convidamos você a ingressar numa jornada de descoberta na Psicanálise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + doze =