filme melancolia

Filme Melancolia (2011): elenco, resumo e significado

Posted on Posted in Psicanálise, Psicanálise e Cultura

O filme Melancolia de Lars Von Trier, possui uma carga psicológica e simbólica profunda, além de nos dar a possibilidade de diversas interpretações. A história conversa conosco e fala sobre um dos males do mundo moderno. Venha conosco e acompanhe essa análise sobre a película.

Resumo do filme

Justine está indo com seu noivo para a festa de casamento montada pela irmã, Claire. É quando ela avista o planeta Melancolia se aproximando da Terra. A partir daí, novos desdobramentos são mostrados e a forma como as irmãs encaram esse evento é diferente.

Assim como todos os filmes, para que você tenha uma experiência mais completa, é necessário que assista ao filme primeiro.

Elenco, premiação e polêmicas

O filme foi lançado em 2011. No elenco de Melancolia temos no núcleo principal Kirsten Dunst (Justine), Charlotte Gainsbourg (Claire), Kiefer Sutherland (John) e Leo (Cameron Spurr).

Na época, o filme passou pelo processo seletivo do Festival de Cannes, na França, com Kirsten Dunst ganhando a categoria de melhor atriz. Na ocasião, o diretor, Lars Von Trier, recebeu duras críticas por declarações antissemitas.

Von Trier alegou fazer uma piada – de muito mal gosto – dizendo que achava por muito tempo ser judeu, até conhecer Susanne Bier, uma diretora dinamarquesa judia. Após isso, ele descobriu que era nazista e que sua família era alemã. Por esse motivo, ele “entendia Hitler”.

Por causa disso, após tal polêmica, o diretor recebeu o título de “persona non grata” em Cannes. Seu filme não foi recebeu um veto de participação, mas ele não pôde participar da cerimônia. Após a repercussão, ele pediu desculpas e alegou que sua intenção era apenas fazer uma brincadeira e atribuiu o choque das pessoas ao fato dele “falar inglês mal”.

Sobre o filme

O início do filme conta com muitos simbolismos. Temos nessa parte, cenas em câmera muito lenta. Entre elas, vemos Justine vestida de noiva, com dificuldades para andar, devido a raízes presas ao seu corpo. Claire fuge com seu filho, Leo. Justine “sente” a vibração de outro lugar e, por fim, um planeta engolindo o outro. Tais cenas são explicadas mais adiante.

Justine

O filme é dividido e duas partes, ambas com os nomes das irmãs: Justine e Claire, respectivamente.

Na primeira parte, vemos Justine e seu marido, felizes, rumo a festa de casamento. Claire planejou tudo. Todos os convidados estão contentes e satisfeitos por estarem ali, menos a mãe de Justine, Gaby, e ela própria.

Nos discursos dos noivos, os votos de amor e cumplicidade são mútuos, mas a realidade é diferente. Justine aproveita várias ocasiões para sair da mansão: seja para andar no carrinho elétrico, para levar seu sobrinho Leo na cama, ou até mesmo para transar com Tim, o sobrinho de seu chefe.

Justine, em certo momento, confessa a Claire que “não consegue caminhar direito” (cena das raízes grudadas a si). Isso nos dá uma ideia de que o casamento até pode ser seu desejo, mas ela não consegue seguir com isso. Quem planejou tudo foram sua irmã e seu cunhado, John. Porém, ninguém pergunta a Justine como ela se sente em relação a todo o evento.

Dessa forma, não há entendimento do noivo, dos pais, de conhecidos, nem da sua irmã. O sonho do casamento acaba, restando assim a Justine aceitar sua condição.

Leia Também:  Não existe falta de tempo, quando se quer

Claire

A segunda parte do filme foca em Claire e como ela e seu marido passam a lidar com a possibilidade de o planeta Melancolia colidir com a Terra.

John é cientista e, através de alguns estudos, tenta acalmar sua esposa dizendo que o apocalipse não irá acontecer e os planetas não irão se colidir. Só de pensar em tais chances, Claire se apavora, mas ao mesmo tempo, tenta controlar a si e tudo ao redor, para que as coisas não saiam dos eixos.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Justine, por outro lado, está em um estado deplorável, de letargia e total desânimo. Sua irmã passa a cuidar dela, dando banho (ou tentando), alimentando-a, entre outras coisas.

    Nesse ponto do filme, vemos dois pontos de vista. Temos Claire, que possui uma família, uma mansão e não quer pensar em perder tudo isso; e temos Justine, satisfeita com o modo em que se encontra, admirando a beleza do Planeta Melancolia e sua iminente chegada.

    Sendo assim, o que Lars Von Trier nos quer dizer é algo implacável: a melancolia, essa potente inércia, é aquilo que uma hora ou outra irá “colidir” com as nossas vidas.

    Por mais que tentemos mascarar isso com válvulas de escape como casamentos, festas, drogas, bebidas ou o que quer que seja, não irá adiantar. Em algum momento, iremos sentir essa energia. Cabe decidirmos se iremos nos comportar como Claire ou como Justine.

    Mais interpretações sobre o filme

    O significado do filme Melancolia é algo que muitas vezes é falado, mas que pouco se compreende. A melancolia aqui se mostra como um planeta, isto é, uma coisa gigante. Sua coloração é azul, que em inglês é “blue”, que também significa “estar triste”. Dessa forma, a melancolia é algo grande e simbólico que pode nos atingir em cheio, tomando conta do nosso ser.

    Quantas vezes alguém vem até nós e nos aconselha a afastarmos a negatividade e agradecermos pelo que temos? Ou ,até mesmo,  essa pessoa vende a fórmula do relacionamento como solução para os nossos problemas?

    Mensagens motivacionais diárias, vomitar a palavra “gratidão”, esvaziando seu conteúdo também são formas de dizer que a tristeza é uma forma de exagero. A geração atual, a mesma que dispõe de mais tecnologia, se alimenta melhor (ou deveria) e é a que mais tem acesso a ferramentas de globalização, também é a que mais sofre de transtornos psicológicos.

    Até mesmo aquela pergunta diária quando nos encontramos com alguém pela primeira vez no dia, “tudo bem contigo?”  não faz mais parte do contexto em que esperamos uma resposta. Pergunta-se dessa forma apenas por formalidade, pois sabemos que do outro lado, a resposta virá com uma confirmação. Dessa forma, torcemos para que a pessoa não venha junto com o seu divã, despejar seus infortúnios.

    Sendo assim, mascarar os problemas, menosprezando uma possível patologia é algo perigoso. Não sentir empatia por alguém que está passando por um momento difícil é abrir margem para a pessoa entender que ninguém se importa com ela. Por isso, saber identificar traços de melancolia ou mesmo uma depressão é importante como forma de acolhimento.

    Considerações finais sobre o filme Melancolia

    O filme Melancolia de Lars Von Trier nos mostra que esse sentimento pode ser algo grande, de um jeito que não há escapatória. O diretor, na grande maioria das vezes, passa uma mensagem negativa para o espectador, porém, ela é reflexiva.

    Leia Também:  Plano de carreira: psicanalista

    Se você está passando uma fase difícil e percebe que ninguém consegue entender seu estado de espírito, pense na possibilidade de encontrar um terapeuta.

    Por fim, abordamos a melancolia e outros sentimentos no nosso curso online de Psicanálise Clínica. Nele, você terá uma visão completa dos transtornos psicológicos e de como tratá-los à luz da ciência e da psicanálise. Matricule-se e você terá uma oportunidade ímpar de seguir nessa carreira magnífica.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *