5 filmes inteligentes na visão da Psicanálise

Posted on Posted in Psicanálise, Psicanálise e Cultura

O cinema tem uma incrível capacidade de transformar a nossa percepção sobre a vida. Graças a isso, saímos de nosso lugar comum de telespectadores adentramos na vida dos personagens, vivendo os seus dramas. Veja uma lista com cinco filmes inteligentes sob a ótica da Psicanálise.

Elena

A história se centra na relação entre duas irmãs, bem como a ausência de uma delas. Elena, mais velha que Petra, abandona a vida clandestina que levava na ditadura e vai para Nova York tentar ser atriz. Como lembrança, deixa uma concha à caçula para que encoste no ouvido sempre que sentir saudades.

Os anos passam e Petra tenta construir o mesmo sonho a fim de encontrar a sua irmã 20 após sua partida. Por meio de cartas, fitas, diários e recortes, obtém pistas sobre a irmã e seu paradeiro. A mulher está decidida a encontrar sua irmã e filmar o encontro. No entanto, notamos que ambas começam a se tornar uma só.

Elena é um filme que aborda a ausência pela visão de uma criança e como isso reverbera. Lidando com a perda, lembranças que não se apagam e crescimento, fala sobre superação em tempos de crise. Assim, tratando de temas como maternidade e família pós-ditadura, dá voz à geração clandestina que precisava batalhar por suas vontades.

Um método perigoso

Continuando a lista de filmes inteligentes, Um método perigoso aborda um dos fundamentos propostos por Freud. Avaliando a relação entre Carl Jung e sua paciente Sabina Spielrein, a obra trabalha bem o conceito de “amor transferencial”. Assim, em suma, Jung passa a se envolver fisicamente com Sabina, extrapolando a relação inicial.

Freud havia proposto com ética que um analista não deveria se envolver com sua paciente. Dessa forma, a abstinência a que esse se coloca permite que seu cliente não tenha seus desejos íntimos satisfeitos de forma tão trivial. Contudo, ao mesmo tempo em que não deve atrair esse desejo, também não deve ocultá-lo, o colocando sob um dilema.

Graças a isso, podemos observar o seguinte:

A análise

A análise com a paciente fica totalmente comprometida. Isso porque Jung ultrapassa a barreira que selaria o paciente como um ente a ser estudado, e não como objeto sexual. Contudo, em decorrência do rompimento proposto por Jung, Sabina passa a sofrer com crises.

Dilema

Durante a trama, Jung tem diversas interações com Sabina, provocando nesta a faísca aos seus tormentos sexuais. Contudo, Jung é o seu analista. Assim, como profissional, em momento algum deverá se envolver com seus pacientes além do consultório. Entre a sua profissão e o seu desejo por Sabina, Jung não se afasta e também não investe.

Compulsão a repetir

Sabina disse a Jung que não queria ser colocada na mesma posição em que a esposa dele. Ela queria ser punida, estabelecendo um triângulo entre o amor transferencial, resistência de Jung e a Compulsão pela repetição. A figura de Jung lembra a de seu pai, que a batia, mas lhe proporcionava prazer.

Janela da alma

O documentário é uma das amostras mais sensíveis onde a Psicanálise tem permissão para entrar. 19 pessoas com vários graus de deficiência visual falam de forma emocionante como se enxergam e veem os outros. O mundo é mostrado de acordo com a percepção individual de cada um, dando um aspecto único em cada interpretação.

As revelações pessoais e inusitadas para descrever cada aspecto visual chama a atenção. Isso inclui desde os óculos, funcionamento dos olhos e até como isso abala a personalidade.

Enxergar o mundo em sua abundância de imagens ou a ausência delas é o que ajuda a perfurar nosso peito. As emoções acabam por se tornarem filtros para enxergar a realidade, moldando-a de acordo com o estado pessoal de cada entrevistado.

Perfume: A história de um assassino

Carregando uma ambientação pré-revolução francesa, um dos melhores filme inteligentes mistura um conceito de luxo sob a morte. O suspense acompanha Jean-Baptiste Grenouille, tendo o seu berço um fétido mercado de peixes em Paris. Apesar disso, Jean descobre um talento peculiar: um olfato bem mais apurado que os demais.

Como um sobrevivente, Jean sai daquela péssima vida numa fábrica de couro, se tornando um aprendiz de perfumaria. O talento natural o faz superar o seu mestre, tornando a mistura entre essências sua meta e obsessão de vida. Relegando a companhia humana, passa a matar moças cujo o cheiro mais lhe chama atenção.

A partir disso, notamos dois movimentos:

Resgate

Graças à vida que levava em um mercado de peixes, Jean era atormentado pelo fedor do local. Isso só piora com o seu olfato apurado. Assim, misturar essências para encontrar a perfeita pode ser vista como uma forma de apagar essa lembrança olfativa desagradável.

Leia Também:  Electra: significado do Complexo de Electra para Jung

Os assassinatos

Seus alvos primordiais são mulheres. Jean sente que o cheiro das mulheres carrega uma grandiosidade mais que qualquer outro. Assim sendo, por baixo disso, podemos interligar com a relação materna que teve ou não com a mãe. Talvez isso seja uma forma de encontrar o odor que mais se assemelhe com a imagem inconsciente que ele mantém de sua genitora.

Melancolia

Essa delicada obra merece um destaque entre os filmes inteligentes já feitos. Um planeta fictício chamado Melancolia está em rota de colisão com a terra. Nesse período, uma mulher se prepara para o casamento enquanto sua irmã a ajuda no processo. Assim, o filme oscila entre a relação interpessoal e mental que cada personagem mantém com o outro.



Entretanto, se trata de um projeto que fala sobre a depressão. O diretor afirmou que estudos mostravam que depressivos têm reações mais calmas às catástrofes. Claramente vemos como cada pessoa reage a esse fim do mundo e como Justine, a noiva, enxerga a situação. Assim, é um projeto belo, envolvente e bastante reflexivo.

Os filmes podem facilmente pular a barreira do entretenimento e nos passar uma mensagem. Mais que obras televisivas, precisamos de filmes inteligentes que nos convidem para uma avaliação da vida. Não o bastante, de nós mesmos e do nosso papel em sociedade, já que também nos identificamos nos personagens.

Independente da sua duração, a mensagem proposta deve se misturar com nossa essência e provocar mudanças. São os termômetros diretos e indiretos da sociedade, onde enxergamos nossas falhas e erros. Dessa forma, é a nossa vida viva e gravada, eternizada através da areias do tempo e memória coletiva.

Saiba mais sobre filmes inteligentes com um curso de Psicanálise 100% online

Para entender melhor as propostas subliminares dos filmes e da própria vida, se inscreva em nosso curso online de Psicanálise. Nós propomos a união entre pessoas e um conhecimento clínico de forma simples, barata e acessível. Assim sendo, as aulas online reformulam sua visão sobre a vida e dos outros indivíduos.

A parir de mensalidades bem curtas, você tem acesso a uma das melhores educações em Psicanálise do país. Professores á disposição, material completo e um valor atrativo. Garanta já sua vaga e tenha acesso a muito mais do que filmes inteligentes na hora de falar sobre Psicanálise.

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + um =