Flor de lótus: significado holístico e científico

Posted on Posted in Psicanálise, Psicanálise e Cultura

Considerada sagrada, a flor de lótus está envolta em muitos mistérios. Ela é um dos símbolos naturais mais antigos do nosso planeta e carrega consigo, além do simbolismo, atividades farmacológicas.

A flor de lótus é uma espécie tida como sagrada. Cultuada há tempos em grande parte do oriente, seu simbolismo é cercado de particularidades. Presente em diversos cultos religiosos, ela representa predominantemente a pureza, beleza e sabedoria.

Símbolo místico em civilizações milenares como Egito, Índia e Japão, seu culto está intimamente ligado à meditação. Por isso, muitas vezes a representação meditativa é feita sob uma forma de lótus. Suas formas simétricas e sua beleza conectam-se com os atributos femininos.

Seu consumo como ativo medicinal é comum em muitos países. Isso porque suas propriedades farmacológicas atendem a alguns males. Além disso, a presença de componentes de alteração consciente a classificam como uma droga ativa legal. Conheça um pouco mais sobre essa espécie fantástica!

A flor de lótus e a criação do universo

A flor de lótus é uma flor aquática que habita águas de correntes leves e água doce. Sua estrutura é delicada e ao mesmo tempo firme, permitindo que suas pétalas permaneçam sobre as águas. Por isso, ela é associada à criação do próprio universo quando aberta em sua completude.

Lenda da crença budista conta que o pequeno Buda, ao dar seus primeiros passos, fez nascer lótus em seu caminho. Daí demonstra-se a importância dada a esta espécie para esta crença religiosa. Da mesma forma, podemos verificar o simbolismo da flor quanto ao florescer de novas descobertas.

As regiões em que nasce a lótus são de fundo lodoso, o que representaria o universo ainda informe e escuro. A haste precisa atravessar a lama, água e logo virá o botão, representando as infinitas possibilidades latentes. Finalmente ela se abrirá em plenitude, luz e perfeição, isto é, em uma energia condizente com o universo.

Em culturas indianas e egípcias, muitos deuses são representados como nascidos de uma flor de lótus. Assim, esta flor representaria o próprio princípio divino, o renascer para a plenitude. Algo que sai da lama informe e escura para a luminosidade da existência plena sob a superfície.

Muitas pessoas, ao conhecerem o simbolismo dessa flor sagrada, a escolhem para desenho de tatuagem. Marcada na pele, ela representa o renascimento, a abertura para o novo, a mente conectada com o cosmos. Principalmente para o sexo feminino, cujos atributos se vêm representados na flor.

A flor de lótus e seu mecanismo de autopreservação

Cientistas já debruçaram seus estudos sobre essa magnífica espécie e as descobertas são das mais impressionantes. Seu DNA possui um mecanismo de auto regulação quase perfeito de controle energético. Sendo assim, é como se ela pudesse “ativar” e “desativar” ante processos naturais de estresse.

Controle de temperatura também faz parte do metabolismo da espécie, sendo indispensável para atração de polinizadores potenciais. Contudo, nada intrigou tanto os estudiosos, quanto a longevidade absurda que esta planta alcança. Hoje sabe-se que ela possui potencial genético de auto reparação.

As sementes podem se manter preservadas e germinativas por séculos. Portanto, isso garante a preservação e prosperidade da espécie a longo prazo. Aqui temos a ciência confirmando o que a espiritualidade já cultuava, a reverência à longevidade e imortalidade do lótus.

A flor de lótus simboliza a elevação espiritual, a iluminação do espírito. Assim, teríamos o domínio sobre o corpo físico e toda a sua materialidade. Mostrando que é apenas por meio da busca da essência que conseguimos desfrutar de uma vida saudável e longa.

A flor de lótus e a vitória ante as adversidades

A flor de lótus também está presente na mitologia grega. A lenda diz que os pântanos foram criados pelos deuses como destino aos fracassados em vida. Porém, uma bela deusa se perdeu na floresta e terminou caindo no lodo, o lótus, onde teria afundado.

Contudo, ela não desistiu e lutou durante milhares de anos para sair dali. E quando finalmente conseguiu transformou-se na flor, emergindo da lama, renascendo triunfante. Na simbologia psicológica, a flor de lótus é a vitória diante das adversidades.

É o amadurecimento espiritual dos desafios que nos fazem renascer para nossos propósitos. São as perdas e as lutas que fazem de nós o que somos. Sendo assim, é por meio delas que criamos a coragem para sair da lama e emergir diante de nossos medos.

Isso pode ser encarado como o princípio da resiliência. Personalidades fortes que têm a resistência como marca transformam a dor em algo frutífero. A flor de lótus representa essas pessoas que, com serenidade, autocontrole e persistência ressurgem sobre as águas.

Uma característica muito peculiar é que a flor, mesmo vinda da lama, não traz quaisquer resquícios de sujeiras. Seu formato e textura de suas pétalas não permitem que sujidades se acumulem, garantindo sua beleza e magnitude.

Efeitos farmacológicos

A flor, como todo vegetal, traz em si uma série de componentes com efeitos fisiológicos. E tal como seus princípios de preservação, estes efeitos também se conectam com as atribuições espirituais. A presença de narcóticos faz com que o consumo de seus chás provoque sonolência e possível amnésia.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ


Desta forma, para os mais espiritualizados, este seria o sono do esquecimento. O sono no qual você dormiria para seu antigo eu e renasceria sem quaisquer lembranças de quem fora (amnésia). Este é, na realidade, o despertar para a nova vida, mais plena, mais pura.

No campo da pura fisiologia, usuários relatam que o consumo das infusões tem ajudado bastante em seus casos de insônia. Outros efeitos relatados são:

  • Adstringente;
  • Afrodisíaco;
  • Anti-hemorrágico;
  • Antiinflamatório;
  • Antimicrobiano;
  • Antitussígeno;
  • Cardiotônico;
  • Hipotensor;
  • Mucolítico.

Atualmente, com o avanço da medicina, propriedades anticancerígenas popularmente atribuídas foram também confirmadas.

Comentários finais

A lótus é, sem sombra de dúvida, o maior símbolo do reino vegetal cultuado até os dias de hoje. Sua sacralidade remonta aos princípios da humanidade e guarda em si simbologias místicas que se eternizaram. Isso seja pela sua representatividade espiritual ou por causa de seus efetivos componentes e constituição física.

A espécie é, sem dúvida, sinônimo de tudo o que se prega em torno de seu culto milenar. Dessa forma, ela é referenciada em todos os âmbitos, da espiritualidade à psicologia. A beleza de sua simetria e majestade sobre as águas encantam aos olhos e convidam à contemplação.

A flor de lótus é símbolo de graciosidade, elegância, pureza e renovação. A vida eterna, o transcender do espírito, a fuga do mundo material, a conexão com o divino. Hoje, elas são escolha para decoração e mesmo buquês de noivas, nada mais apropriado quando o desejo é de longevidade.

Para saber mais sobre assuntos interessantes como o significado da flor de lótus, basta continuar acompanhando os nossos posts. Ademais, para se tornar psicanalista e clinicar em empresas ou clínicas, matricule-se em nosso curso online de Psicanálise Clínica. Com um dos preços mais baixos do mercado, aprende-se muito e torna-se possível obter uma boa qualificação extra.

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − três =