A fobia de palhaço é um distúrbio psicológico caracterizado por um medo irracional de palhaços. Então, confira nosso artigo e saiba mais!

Fobia de Palhaço: o que é, quais as causas?

Posted on Posted in Fobias, Transtornos e Doenças

A fobia de palhaço é um distúrbio psicológico caracterizado por um medo irracional de palhaços. Então, confira nosso artigo para entender melhor sobre este assunto!

O que é a fobia de palhaço?

Para definir o que é esta fobia, devemos primeiro fazer uma análise etimológica deste termo. Assim, sua origem vem da língua grega, nascida da união de duas palavras. Nesse sentido, a primeira é “kolobathristes,” que significa “pessoa que anda sobre pernas de pau” e a segunda é “phobos” que significa medo.

Desse modo, a palavra coulrofobia se refere ao medo de quem anda sobre palafitas. Ou seja, os malabaristas e os palhaços. No entanto, os que sofrem dessa fobia reconhecem que o que mais os assusta é a maquiagem excessiva.

Portanto, uma referência ao característico nariz de vermelho intenso e os cabelos estranhos. Logo, tais aspectos escondem a verdadeira identidade. Dessa forma, a fobia de palhaço é a rejeição que surge da associação entre os sentimentos desagradáveis e negativos com esse tipo de personagem.

Contudo, é normal que os palhaços produzam sensações diferentes em cada pessoa. Pois, algumas delas podem se sentir mais afetadas do que outras. Porém, a maioria dos casos desse tipo de fobia se inicia nas crianças.

Quais são as características da fobia de palhaço?

Então, a principal característica desta fobia é o pavor de palhaço. Portanto, isso significa que a pessoa não pode observar, se relacionar ou estar em contato com este personagem.

Além disso, o sentimento de pânico e angústia é gerado de forma imeadiata. Desse modo, muitas vezes essas pessoas também se sentem envergonhadas. Pois, em geral, as outras pessoas consideram esse medo como engraçado ou ridículo.

Contudo, esta é uma experiência muito estressante. Porque podem ocorrer graves ataques de ansiedade, causando reações inesperadas e incontroláveis.

Fobia de palhaço e seus sintomas

A gravidade da fobia de palhaço pode variar de pessoa para pessoa. Assim, a fobia de palhaço pode se manifestar como um simples desconforto e desconfiança. Ainda, como um medo persistente e irracional de palhaços. Dessa forma, alguns sintomas que as pessoas podem experimentar incluem:

  • Tremores;
  • batidas aceleradas;
  • arrepios e calafrios;
  • formigamento e coceira;
  • náusea ou ânsia de vômito;
  • dor de cabeça;
  • sensação de sufocamento;
  • tontura;
  • tensão ou dor no peito;
  • boca seca;
  • inquietação constante.

Sendo assim, os sintomas físicos que ocorrem nesta fobia sinalizam a ocorrência de uma resposta anormal. Pois, assim como em outras fobias, há um desequilíbrio do nível emocional. Ou seja, o corpo está respondendo ao estímulo fóbico com uma expressão da reação fisiológica de “lutar ou fugir”.

Em outras palavras, a mente interpreta o palhaço como uma ameaça ou perigo potencial. Então, de forma automática, ela prepara o corpo para lutar pela sobrevivência. Logo, essa reação emocional excessiva é um dos sinais mais claros de que uma pessoa está sofrendo de um transtorno fóbico.

Quais são as principais causas da fobia de palhaço?

Por isso, aqui estão algumas razões pelas quais os palhaços são tão assustadores para as pessoas. Confira!

Leia Também:  Pessoas ansiosas: características, sintomas e terapias

1. Palhaços não parecem seres humanos

Com suas feições exageradas e comportamento estranho, os palhaços muitas vezes parecem desumanos aos nossos olhos. Assim, como consequência os palhaços, e outras coisas estranhas, podem desencadear no nosso cérebro a  resposta de fuga.

Por isso, como os palhaços não parecem humanos, nossa mente tem maior probabilidade de rotulá-los como ameaças. Assim, nos deixa, de forma inconsciente, com medo deles.

2. Exposição precoce aos palhaços

A primeira vez que a maioria de nós encontra palhaços é durante a infância. Nesse sentido, o cérebro das crianças ainda não está desenvolvido o suficiente para associar palhaços a pessoas.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Desse modo, muitas delas voltam ao instinto de ter medo de coisas estranhas. Por essa razão, esse medo que sruge na infância muitas vezes persiste na idade adulta.

    Diagnóstico

    Contudo, a fobia de palhaço não é reconhecida como uma condição distinta no “Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais”(DSM-5). Em vez disso, as pessoas podem ser diagnosticadas com uma fobia específica. Mas se os seus sintomas atenderem a certos critérios de diagnóstico, que inclui:

    • Medo excessivo e irracional em resposta ao objeto de medo;
    • uma resposta imediata à ansiedade que é desproporcional ao perigo real;
    • aflição extrema ou evitação da fonte de medo;
    • efeitos limitantes da vida em áreas da vida de uma pessoa, incluindo vida diária, escola, trabalho e relacionamentos.

    Quais são os tratamentos para fobia de palhaço?

    A coulrofobia, como outras fobias, pode ser tratada de várias maneiras. Nesse sentido, a psicoterapia baseada na intervenção cognitiva e comportamental tem apresentado resultados positivos.

    Ademais, existem várias técnicas e métodos que se integram com os tratamentos mais comuns. Ou seja, juntos permitem combater essa fobia, melhorando de forma drástica os altos níveis de ansiedade do paciente.

    Neste sentindo, uma das técnicas mais utilizadas é o confronto, isto é, a pessoa deve ter contato direto como um palhaço. Assim, este é realizado de modo progressivo para que os sentimentos ruins sejam reduzidos de maneira gradual.

    Além do mais, essa técnica também é chamada de “desestabilização controlada”. Pois, é uma forma segura de confrontar o paciente com seu medo. Ou seja, com o uso de objetos, imagens ou mesmo a realidade virtual.

    Desta forma, o paciente pode verificar perceber os sintomas e controlá-los. E ainda,  na presença de um palhaço em um mesmo ambiente.

    Outros tipos de tratamento

    Ademais, esta fobia também pode ser tratada com uma via terapêutica. Pois, esta visa abordar os estímulos indutores de ansiedade e as manifestações que deles derivam.

    Por esse motivo, a escolha entre as diferentes intervenções ou a combinação delas depende da pessoa e da gravidade do quadro clínico. A vista disso, uma das estratégias mais eficazes para superar o medo de palhaços incluem:

    • técnicas de relaxamento;
    • meditação;

    Porém, cabe ressaltar que os tratamentos para fobias específicas, como a coulrofobia, são bastante eficazes. Sendo assim, quanto mais cedo você procurar ajuda, mais cedo encontrará alívio para seus sentimentos de medo e ansiedade.

    Considerações finais sobre a fobia de palhaço

    Como vimos, a fobia de palhaço é um pavor que está presente em muitas pessoas. Contudo, ela pode ser superada identificando a causa do medo. Mas a maioria das pessoas têm esse medo desde a infância.

    Leia Também:  Hematofobia ou fobia de sangue: causas e tratamentos

    Pois, estudos científicos descobriram que as crianças, em geral, têm medo de palhaço porque reconhecem a forma humana. Contudo, não conseguem discernir qualquer identidade verdadeira.

    Nesse sentido, se você tem interesse em aprender mais sobre a fobia de palhaço, conheça nosso curso online de Psicanálise! Dessa maneira, você aprenderá mais sobre como as fobias se manifestam na mente humana. Ademais, quais são os gatilhos e os melhores tratamentos disponíveis. Então, não perca tempo e se inscreva agora mesmo!

     

     

     

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *