hipocrisia

Hipocrisia e pessoa hipócrita: como identificar?

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Todos nós em algum momento da vida emulamos determinadas características, sem que sejam de fato genuinamente parte de nossa personalidade e caráter às vezes. Entretanto, algumas pessoas extrapolam isso, usando de uma máscara para conseguirem o que querem e afetarem os outros. Descubra o que significa a hipocrisia e como identificar um hipócrita, se protegendo dele.

O que é hipocrisia?

Hipocrisia é a ação de simular comportamentos e crenças em favor da virtude, mas não as seguir. Sob determinada máscara de fingimento, uma pessoa cria determinado personagem para se proteger moralmente. Ao mesmo tempo em que defende uma ideia, a contrapõe, julgando os outros pelo que ele mesmo faz.

Noam Chomsky, analista social e linguista, afirma que este é um dos piores males da sociedade em qualquer época. Ele se torna um catalisador natural para promover a injustiça em qualquer realidade. Com isso, dá-se início às guerras, desentendimentos e desinformações aos indivíduos. É um veneno para o comportamento de nossa sociedade.

Além disso, Chomsky afirma que a hipocrisia é vista com benéfica a determinados grupos. Algumas camadas da sociedade observam vantagem em abusar dela, usando-a como passe para obterem o que querem. Com isso, acabam perpetuando um padrão duplo aos descendentes. Um exemplo e a segregação, onde defende que determinado grupo deve seguir regras diferentes de outro.

Por que algumas pessoas usam ela?

Como mencionado acima, a hipocrisia é moeda de passe a algum objeto de valor na sociedade. Os indivíduos percebem que precisam construir determinada identidade a fim de obterem certos privilégios com relação aos demais. Com isso, podem transitar livremente sem serem perseguidos ou questionados sobre determinados aspectos.

O curioso a ser notado é que pouco se incomodam de fazer essa simulação. Ademais, alguns nem percebem que estão fazendo isso, precisando que alguém de fora aponte e condene seu comportamento. Para alguns, o orgulho pode interferir no comportamento, fazendo com que uma pessoa entre em conflito consigo mesma. Ainda que alguns ceguem à conclusão do erro, não se esforçam tanto para mudar.

Podemos resumir essa atitude a uma proteção contra julgamentos, mas também um passe para fazê-los. Ninguém quer ser apontado pelas próprias falhas, mas sentar no tribunal dá uma liberdade excitante. Ainda que escondido, há um poder em fazer uso desse comportamento. Dessa forma, fica difícil alguém desapegar disso.

Inibições

A hipocrisia causa algumas inibições nos indivíduos que a praticam. Não se trata de uma doença ou qualquer tipo de enfermidade psíquica, ainda que cause alguns problemas sociais. Serve mais como digitais do comportamento errático que os hipócritas fazem uso. Em geral, costumam se apresentar em:

Ausência de culpa imediata

Em meio a um acontecimento, o hipócrita não se importa de julgar e condenar os outros por suas atitudes. Mesmo que pratique a ação para a qual aponta o dedo, não sente culpa por mentir e fingir o ato. Embora alguns sejam imunes a isso, dado o caráter de cada um, outros posteriormente conseguem pôr a mão na consciência. Ainda que não verbalizem, após refletirem, se sentem culpados.

Bloqueio empático

A empatia significa se colocar no lugar do outro, permitindo sentir o que este também sente. Um hipócrita, costumeiramente, não se coloca no lugar de alguém, ainda que ocupe a mesma posição. Assim como a culpa, algumas pessoas ainda podem refletir sobre o evento, embora não signifique que se arrependerão do julgamento.

Leia Também:  15 clínicas de recuperação em SP, RJ e MG

Não se contentam com silêncio

Em suma, vivem bisbilhotando os demais, a fim de depreciá-los. Isso indica um alto índice de infelicidade pessoal, se valendo de fofocas para se sentirem melhores. Parte disso também é impulsionado pela ansiedade que sentem, já que esta é uma válvula de escape. A sinceridade não é um objeto tão atrativo para as suas vidas.

Gabriela

Para entender ainda mais o conceito de hipocrisia, podemos usar a mais recente releitura da novela Gabriela. Exibida pela rede Globo em 2012, a novela conta a história de uma cabocla na cidade. A ideia geral é provocar reflexões no público a respeito de questionamentos da moralidade e de sentimentos. Entre os personagens, está a idosa Doroteia.

Doroteia, interpretada por Laura Cardoso, é uma beata controladora e fofoqueira. A idade não impede que ela persiga e teça comentários maldosos a respeito de todos na cidade. Especialmente, Doroteia tem um gosto por massacrar socialmente a imagem das prostitutas do lugar. Com o tempo, é descoberto que a própria mulher foi uma prostituta.

Note que a mulher usava de sua idade e posição social para se proteger do seu passado. Sua experiência lhe mostrou que a Bahia dos anos 20 era extremamente machista e maldosa com quem fugisse do padrão. A fim de fugir disso, Doroteia abandona sua antiga vida e veste uma máscara para transitar. Para desviar a atenção, apontava para os outros.

Como identificar uma pessoa hipócrita?

Ainda que seja um assunto sensível, é fácil identificar a hipocrisia nas pessoas e nos costumes. Com isso, vale ficar alerta e prestar mais atenção a quem vive e age ao seu lado. É normal alguém apresentar um desses sinais sem prejudicar ninguém, contudo preste atenção se isso ultrapassar mais de um. Eles começam com:

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

O poder interessa a eles

Em geral, os hipócritas costumam adular pessoas importantes e com cargos altos. No trabalho, por exemplo, enquanto um funcionário bajula o chefe, também olha com desdém aos colegas de profissão. Por outro lado, se fosse uma pessoa sincera, respeitaria a todos ali sem fazer qualquer distinção ou esperar troco.

São invejosos

Por serem inseguros, acabam depreciando quem possui aspectos positivos. O primeiro alvo costuma ser alguém bonito. Ainda que não tenha, um indivíduo hipócrita encontra defeitos e o deprecia por isso. A falta de confiança em si leva ao insulto constante nos demais.

São interesseiros

Os hipócritas sempre procuram uma oportunidade de se darem bem, independente do que procurem. Os eventos só existem porque são uma oportunidade de conseguirem algo em favor de si. Em suma, são egoístas de alto escalão.

Tentam impressionar os outros

Isso se mostra como uma forma de conseguir a aprovação dos demais, bem como proteção e desvio. Sua existência a si mesmo não basta e isso precisa ser estendido aos outros. Dessa forma, conseguirão conduzir seus pensamentos sem valores ou credibilidade com a aceitação alheia.

Comentários finais sobre hipocrisia

A hipocrisia é um dos maiores venenos que circulam no ambiente social atualmente. É por meio dela que os fingidos conseguem tudo aquilo que querem de alguns eventos e pessoas. Eles não se importam muito com o dano que causam, mas sim com o que podem conseguir.

Portanto, fique atento a alguns comportamentos e ações suspeitas. Sem que perceba, você pode ser um instrumento de uso para essas pessoas que só querem crescer indevidamente. Faça de tudo para se precaver e proteger sua índole, cortando qualquer iniciativa de intervenção em sua vida.

Leia Também:  Psicose e Depressão: o que nos diz a Psicanálise?

A proteção contra a hipocrisia pode ser melhor construída com a ajuda de nosso curso de Psicanálise 100% online. Com essa ajuda, você tem a chave perfeita para entender e avaliar os demais em qualquer ambiente. Essa habilidade se provará útil não só em sua vida pessoal, mas na  atuação profissional também. Isso vale para quem quer mudar de carreira e se tornar psicanalista, mas também pode ajudar qualquer um que trabalhe com pessoas. Confira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + catorze =