homilética

O que é Homilética? Significado e Aplicações

Posted on Posted in Formação

Provavelmente você já deve ter ouvido algum discurso que, de tão bem construído e proferido, causou admiração e comoção. Caso não saiba, existe uma ciência dedicada totalmente à realização de sermões, especialmente aqueles feitos entre os cristãos. Nós vamos explicar para você o que significa homilética e como ela pode ser usada para se comunicar com alguém.

O que é homilética?

O significado de homilética diz respeito à preparação e comunicação de sermões feitos para a pregação. Em outras palavras, essa ciência se encarrega de instruir alguém na organização dos seus pensamentos para comunicar um sermão. Vale dizer que o discurso em questão do pregador se ampara no conceito de moralidade dentro do cristianismo.

Por meio de uma palestra, qualquer pessoa tem o ambiente que precisa para desenvolver a sua elocução homilética. O que os iniciantes precisam ter em mente é que a homilética se baseia em pregação e nas práticas do culto religioso. Assim, ter esse conhecimento ajuda a fortalecer o sermão do pregador, melhorando a mensagem a ser enviada para os seus ouvintes.

Objetivo

De acordo com alguns estudiosos da área, o roteiro homilético visa mostrar a palavra de Deus de maneira mais atrativa. Se os temas apresentados forem mostrados com eficiência, os ouvintes poderão compreender como aplicar o conhecimento adquirido. Algo parecido acontece, por exemplo, na escola quando o professor ensinando aos alunos o conteúdo a ser aprendido.

Vale destacar que a mensagem cristã, quando é construída, tem como meta promover a conversão entre as pessoas. Além disso, o conhecimento ajuda a favorecer a comunhão dos indivíduos, dando motivação para aqueles que desejam viver uma vida cristã. Desse modo, quem busca conhecer e adquirir esse tipo de saber tem mais chances de ser convencido e, quem sabe, se tornar um pregador.

Características

A pregação feita por meio da homilética carrega um padrão característico dos sermões bíblicos. Embora o conteúdo da mensagem dita pelo pregador possa mudar, a essência dessa conversa permanece intocada. Provavelmente você já deve ter ouvido um sermão e pôde notar a seguinte sequência:

Arauto

Uma pessoa fala em nome de Deus, sendo um arauto da mensagem dele. Por exemplo, João Batista é considerado um arauto de Deus.

Proclamação

De certo modo, a proclamação de um arauto já é previamente determinada. Em suma, o pregador vai espalhar a palavra a e vontade de Deus por meio da sua vivência.

Destino

A mensagem emitida pelo arauto bíblico faz um anúncio a respeito do reino divino e da forma como é possível chegar nele.

Receptor

Por fim, a mensagem criada no sermão se destina a todas as pessoas, sendo o mundo inteiro o receptor dela.

Além do discurso

Quando aprofunda-se na homilética, é possível perceber que pregar não é somente discursar, mas ser também um porta-voz divino. Além das palavras, a mensagem que se propaga no sermão precisa ter uma essência e objetivo claro quanto ao destinatário. Em outras palavras, as palavras que o pregador fala devem causar alguma comoção na pessoa a fim de que sejam lembradas.

Além disso, a vida do pregador deve ser condizente com o que ele fala para o seu público. Dessa forma, o indivíduo precisa passar credibilidade, pois as suas ações são mais claras do que as palavras que diz. Portanto, viver aquilo que prega para as pessoas torna o seu discurso respeitável e digno de receber confiança.

Leia Também:  Psicologia Humanista: história e abordagens

De fato, o discurso homilético faz do pregador uma testemunha e o coloca como um exemplo para os demais. Em vista disso, essa pessoa precisa oferecer a verdade em suas ações e palavras. Assim, o sermão não será visto como um ato de hipocrisia e as pessoas poderão acreditar nas suas palavras.

A vocação

Muitas pessoas acreditam que é necessário um chamado divino para ser bem-sucedido na pregação e sermão. Porém, a homilética envolve um estudo aprofundado de como você pode fazer o seu  discurso. Assim, você consegue aprender a construir uma linha de pensamento coesa e transmitir essa sabedoria em palavras com perfeição.

Certamente uma pessoa com afinidade natural para fazer discursos se sairá melhor e mais rápido nessa tarefa. Todavia, mesmo que você queira aprender do zero, não tendo conhecimento algum sobre o assunto, é possível entender como o discurso homilético é feito. A vocação pode ser um diferencial, mas criar técnicas e compreender como usar as suas palavras também contam muito na construção de um sermão.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Homilética, hermenêutica e exegese: qual a diferença?

É bastante comum para um pregador em formação encontrar as palavras homilética, hermenêutica e exegese juntas. Ainda que elas conversem sobre aspectos importantes do aprendizado e comunicação, cada uma possui um significado distinto. Veja cada um deles a seguir:

Homilética

Como você leu até aqui, a homilética diz respeito à construção da pregação, isto é, à forma como uma pessoa pode se tornar uma pregadora eficiente. Nesse contexto, o indivíduo não somente repassa uma ideia, mas faz com que esse pensamento mude a perspectiva de alguém sobre o mundo.

Hermenêutica

Em suma, a hermenêutica se trata da interpretação de uma mensagem por uma pessoa. Nesse caso, além de compreender o significado das palavras, o leitor encontra a essência do criador naquelas palavras, sentindo emoções parecidas com as dele.

Exegese

Por fim, a exegese consiste no trabalho cuidadoso que alguém tem de fazer ainterpretação de um texto bíblico. Assim, além de entender a história daquelas palavras, a pessoa encontra um sentido coeso no texto e entende como esse texto serve para ela. Com esse sentimento, o leitor pode encontrar significados pessoais intensos, reflexivos e construtivos, que contribuem para o seu desenvolvimento.

A doação traz recompensas

Como dito anteriormente, a homilética é uma ciência com o intuito de ajudar as pessoas a desenvolverem os seus discursos. Para tanto, é necessário que o pregador se entregue ao sermão de forma genuína em prol do aprendizado e transformação interna de seus ouvintes. Trata-se de entender como essa sabedoria pode impactar a sua vida e a das pessoas que deseja alcançar.

Com o objetivo de aperfeiçoar a sua prática, você precisa se dedicar à oração, à comunhão, aos estudos bíblicos e a mais outras coisas. Talvez seja difícil se adaptar no início, porém essas pequenas atitudes te levarão a conquistar mudanças em sua vida. Além de melhorar o seu discurso, você mesmo estará melhor preparado para ajudar a transformar o mundo ao seu redor.

Considerações finais sobre homilética

A homilética costuma ser uma ferramenta extremamente eficaz para uma pessoa melhorar o seu discurso. Lembre-se que palavras por si só não bastam, mas a intenção, a forma e a essência delas contam bastante para os ouvintes. Assim, se você não construir adequadamente o seu sermão, provavelmente voce não alcançará os resultados que espera com ele.

Leia Também:  Teste de atenção concentrada: o que é, o que mede?

Ademais, absorver os conhecimentos de um texto bíblico de forma profunda te permite adaptar as mensagens dele para o momento atual. A verdade é que o modo de se comunicar com o mundo muda constantemente e um ótimo pregador entende como usar isso a favor do evangelho.

Outra maneira de elevar o poder do seu discurso além da homilética é se inscrever em nosso curso online de Psicanálise. Nosso curso prepara você para compreender as suas e as necessidades dos outros, ensinando como pode explorar o seu potencial. Você não somente desenvolverá o seu autoconhecimento, como também se capacitará para emitir a sua voz e fazer a diferença no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 5 =