humanização hospitalar

Humanização hospitalar: 10 dicas da Psicanálise

Posted on Posted in Psicanálise, Transtornos e Doenças

Independente de qual seja a necessidade, ir ou permanecer em um hospital mexe negativamente com qualquer pessoa. Entretanto, é possível renovar o ambiente e o tratamento oferecido no local a fim de tornar essa experiência mais agradável para os pacientes. Assim, confira a seleção que fizemos com 10 dicas de como praticar a humanização hospitalar.

Prestar atenção no paciente

Ainda que seja algo simples, o ato de prestar atenção é difícil de ser trabalhado e visto no cotidiano. Mesmo essa pequena peça é suficiente para que os pacientes possam se recuperar mais rapidamente que o esperado. Uma das maiores pontes ao humanização hospitalar é dar espaço ao paciente se sentir acolhido e atendido.

Tenha em mente que o paciente se encontra vulnerável e em um ambiente que lhe causa estranheza. Use de sua empatia, de modo a entender a dor dele e o momento que vive. Acredite, esse tipo de postura trás resultados fantásticos a curto e médio prazo.

Respeitar a intimidade dos pacientes

Estar debilitado mexe profundamente com o estado emocional e menta de qualquer pessoa. Dentro de um hospital, uma pessoa vai se agarrar ao que conhece para que possa atravessar esse momento difícil. Com isso, procure respeitar sua:

Intimidade

Em um ambiente movimentado com a saúde fragilizada, ter um tempo apenas para si é fundamental ao paciente. Isso vai permitir que possa ficar em paz, longe de incômodos ou situações expositivas. O profissional precisa entender a necessidade disso e não relutar quando o paciente querer ter seu espaço.

Crenças

A religião se torna um alicerce comum a quem se recupera de algum trauma de saúde. Neste ponto, destacamos o respeito as crenças e na construção espiritual dos envolvidos no processo de recuperação. Tenhamos em mente que, às vezes, as crenças positivas são tudo o que uma pessoa pode ter naquele momento.

Desejos

Fazer pequenas concessões quando possível ajuda no caminho da humanização hospitalar. Através disso, o paciente pode sentir prazer e recuperar o desejo de estar vivo, ajudando em sua recuperação.

Acompanhamento

Muitos pacientes se sentem incomodados com o fluxo contínuo de profissionais que os assistem. Tendo isso em vista, manter uma constância ajuda em seu tratamento, fazendo até com que fique à vontade para se abrir. A humanização hospitalar vem também com um acompanhamento do começo ao fim do tratamento.

Ademais, procure manter contato com o paciente em cuidado do início até a conclusão do tratamento.

Tratar cada paciente de maneira individual

Algo muito comum hoje é uma forma padrão de tratar pessoas com problemas parecidos. Contudo, cada pessoa carrega a sua particularidade e mesmo que tenham problemas iguais, a abordagem precisa ser diferente. O que funciona em uma pessoa pode não dar certo com outra e assim por diante.

Desse modo, utilize procedimentos adequados com as necessidades de cada tratamento. Algumas coisas funcionam melhores do que outras e você vai descobrir isso cuidando do próprio paciente. Entenda a essência dele e determine tudo aquilo que está precisando.

Saber como transmitir confiança

A figura de um profissional da saúde em qualquer tratamento é importante à recuperação do paciente. Isso porque é o principal caminho para empregar as soluções necessárias ao recondicionamento do indivíduo. Nesse caminho, para alimentar a humanização hospitalar, é preciso:

Transmitir confiança

Fazer o indivíduo acreditar verdadeiramente naquilo que ele tem recebido é importante para alcançar a melhora. Muitos profissionais acabam deixando de lado um canal de confiança para chegar melhor ao visitante. Dessa forma, saber como a pessoa cuidada se sente exatamente e como chegar nela é vital para a sua recuperação.

Leia Também:  Por que nós sonhamos? Os motivos por trás dos sonhos

Segurança

O paciente em questão precisa se abrir ao seu médico/terapeuta para que acredite no tratamento que recebe. Além de entender a mecânica de trabalho, se sentirá seguro para validar e perceber os benefícios do tratamento.

Ter estrutura adequada para o atendimento

Uma das maiores falhas quando se comenta sobre humanização hospitalar é a falta de estrutura adequada para tal. Muitas pessoas sentem o descaso e acabam sofrendo com o descuido e mal atendimento dos serviços públicos e privados. A fim de evitar isso, o acolhimento deve vir também na estrutura da instalação.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.


Ter uma instalação física digna, que atenda todas as necessidades dos visitantes, é vital para a humanização no hospital. Estar preparado ao atendimento dos pacientes precisa ser um item indispensável a qualquer entidade de saúde.

Possuir ferramentas tecnológicas como auxílio

Hospitais e clínicas têm se adequado as mudanças tecnológicas visando a melhora no atendimento do paciente. Ainda que muitos procedimentos não possam ser feitos via internet, isso não significa que a assistência deixe de ser melhorada. Nisso, que tal a implementação de ferramentas tecnológicas na humanização hospitalar?

Procurar manter contato com o paciente é uma forma de acompanhar o seu tratamento e fazer uma monitoração à distância. Tenha contato com ele por meio de aplicativos ou ferramentas online. Isso vai gerar uma aproximação sadia longe dos momentos de consulta e melhorar significativamente o contato entre as partes.

Trabalho integrado da equipe

Quando uma equipe trabalha unificada, a humanização hospitalar acontece de forma natural e com resultados surpreendentes. É como um grande organismo trabalhando continuamente e com suporte para revitalizar todo o complexo hospitalar. Por conta disso que o trabalho integrado é vita ao sucesso de qualquer tratamento.

Ser transparente e proativo

Dar informações ao paciente sobre o seu estado de saúde de maneira clara não deveria ser algo a ser exigido. Entretanto, tocamos nesse ponto porque a pouca transparência acaba atrapalhando o indivíduo em um momento tão delicado. Não ser tão direto quanto ao quadro geral e os resultados acaba impedindo o avanço da humanização hospitalar.

Ser proativo quanto à situação do indivíduo, respeitando o seu estado emocional, é um item necessário ao ato de humanização.

Cordialidade

Embora pareça algo simplório, o ato de cumprimentar e chamar o paciente pelo nome faz muita diferença. O mesmo se sente acolhido, assistido por aquele que pode ajudá-lo. Com isso, vai responder mais positiva e imediatamente ao tratamento.

Cumprimente o paciente, olhe em seus olhos, chame pelo nome e dê a atenção que precisa. Acredite, será mais um caso de sucesso em que a humanização hospitalar foi bem empregada.

Considerações finais sobre humanização hospitalar

A humanização hospitalar surge da necessidade em adequar os pacientes à nova realidade que vivem. Em um momento de grande fragilidade na vida ter um ambiente que os acolhe adequadamente se mostra importante ao seu tratamento. Ao seu modo, cada um pode contribuir para a revitalização do visitante.

Aos poucos, conheça melhor as tendências da necessidade humana e se adeque profissionalmente a elas. Não apenas no que diz respeito aos pacientes, mas você também vai se beneficiar com essa mudança de perspectiva.

Para te ajudar nessa conquista, se inscreva em nosso curso 100% online de Psicanálise Clínica. Através dele, terá o que precisa para compreender seus pacientes e empregar as melhores ferramentas em seu tratamento. A Psicanálise é uma grande aliada na construção da humanização hospitalar e você pode se valer dela para encontrar o seu potencial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − dez =